Abrir menu principal

O Diário da Bahia foi um jornal publicado em Salvador, durante a segunda metade do século XIX e começo do XX, fundado por Demétrio Ciríaco Tourinho e Manuel Jesuíno Ferreira.

HistóricoEditar

Começou a circular a 1 de janeiro de 1856, período em que seguia a linha ideólogica do Partido Liberal, e que durou até 1868, quando passou a ter como principal influência o também liberal Conselheiro Dantas, até 1880. Deste ano até sua interrupção, em 1899, foi dirigido por Augusto Álvares Guimarães. Sua editora situava-se à antiga Rua dos Capitães, na tipografia de Epifânio Pedrosa.[1]

O Diário ficou fechado durante dois anos, quando foi adquirido por Severino Vieira, e voltando a circular em 1901. A determinação política de Vieira durou até seu falecimento, em 1917, quando o periódico passou a ser gerido por uma sociedade anônima, até seu fechamento definitivo. Nesta última fase contou com a participação do político Pedro Lago e por um breve período sob a propriedade de Geraldo Rocha.[1]

Políticos ligados ao jornalEditar

Dentre os nomes que se filiaram à corrente liberal e que se manifestavam nas páginas do Diário contam-se Rui Barbosa, Manuel Vitorino, Augusto Álvares Guimarães, Luiz Vianna e outros. Neste período travava acirrada disputa com o Gazeta da Bahia.[1]

Com a Proclamação da República, o jornal manifestou-se: "Liberais sempre liberais: liberais na monarquia, liberais na República..." O periódico seguiu sob a orientação, ditada por seu proprietário, Augusto Guimarães, ligados ao Partido Republicano Federalista, aos quais se vinculavam, entre outros, Luiz Vianna, José Gonçalves da Silva, Araújo Pinho, etc.[2]

Para além dos políticos, outros importantes noms da cultura baiana também colaboravam com o jornal, a exemplo de Teles de Menezes (nos primórdios) ou Aluísio Lopes de Carvalho Filho (no século XX).

Referências

  1. a b c CARVALHO JR., Álvaro Pinto de. O Barão de Jeremoabo e a Política de seu Tempo. p. 383. Salvador, SECT, 2006. ISBN 85-7505-147-4
  2. CARVALHO JR., op cit., pág. 419

BibliografiaEditar

  • SILVA, Kátia Maria de Carvalho. O Diário da Bahia e o Século XIX. INL, Rio de Janeiro, 1979.
  Este artigo sobre meios de comunicação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.