Dignāga

Dignāga (480 - 540 dC) foi um estudioso budista indiano e um dos fundadores budistas da lógica indiana (hetu vidyā). O trabalho de Dignāga estabeleceu as bases para o desenvolvimento da lógica dedutiva na Índia e criou o primeiro sistema de lógica budista e epistemologia (Pramana).[1] Segundo Georges B. Dreyfus, sua escola filosófica provocou uma "revolução epistemológica" indiana e se tornou a "formulação padrão da lógica budista e da epistemologia na Índia e no Tibete".[2] O pensamento de Dignāga influenciou filósofos budistas mais recentes como Dharmakirti e também pensadores hindus da escola Nyaya. A epistemologia de Dignāga aceitou apenas a "percepção" (pratyaksa) e a "inferência" (anumāṇa) são instrumentos válidos de conhecimento.

Dignāga
Nascimento 480
Índia
Morte 540
Ocupação filósofo, escritor
Religião budismo

Ver tambémEditar

Referências

  1. Zheng Wei-hong; Dignāga and Dharmakīrti: Two Summits of Indian Buddhist Logic. Research Institute of Chinese Classics; Fudan University; Shanghai, China
  2. Recognizing Reality: Dharmakirti’s Philosophy and its Tibetan Interpretations, (Suny: 1997), page 15-16.
  Este artigo sobre budismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.