Abrir menu principal
Flag of Belgium (civil).svg  Dinant
Dinant 050908 (9).JPG
Dinant Namur Belgium Map.png
localização do município, no distrito e na província
Brasão Bandeira
Blason ville be Dinant (Namur).svg Flag of Dinant.svg
Geografia
Região Valônia
Província Namur
Distrito Dinant
Coordenadas 50°15' N, 04°54' E
Área 99,80 km²
Demografia
População
– Homens
– Mulheres
Densidade
13.012 (01/01/2006)
48,16%
51,84%
130,38 hab./km2
Faixa Etária
0–19 anos
20–64 anos
65 anos ou mais
(01/01/2006)
24,78%
57,28%
17,94%
Estrangeiros 3,52% (01/07/2005)
Economia
Desemprego 22,17% (01/01/2006)
Renda per capita 10.529 euros/hab. (2003)
Política
Presidente da Câmara Municipal
(burgomestre)
{{{Presidente da Câmara Municipal}}}
Coalizão/Partido LDB
Vereadores (escabinos) 23
Código Postal
Código Postal deelgemeenten
/entités (submunicípios)
5500
5500
5500
5500
5500
5500
5500
5501
5502
5503
5504
Dinant
Anseremme
Bouvignes-sur-Meuse
Dréhance
Falmagne
Falmignoul
Furfooz
Lisogne
Thynes
Sorinnes
Foy-Notre-Dame
Outras informações
Código telefônico 082
Código NIS 91034
Website www.dinant.be

Dinant é uma cidade que fica no município valão da Bélgica localizado no distrito de Dinant, província de Namur, região da Valônia.[1] Fica aproximadamente a 90 quilómetros a sudeste de Bruxelas, 30 quilómetros a sudeste de Charleroi, 30 quilómetros a sul de Namur e 20 quilómetros a norte de Givet (França).

O município inclui as antigas comunas de Anseremme, Bouvignes-sur-Meuse, Dréhance, Falmagne, Falmignoul, Foy-Notre-Dame, Furfooz, Lisogne, Sorinnes e Thynes.

GeografiaEditar

Dinant localiza-se no vale do Mosa superior num local onde o rio entra no planalto oriental de Condroz. Situada num vale inclinado entre a face rochosa e o rio, o povoamento original teve pouco espaço para crescer longe do rio, e por isso tornou-se uma cidade alongada num eixo norte-sul ao longo da costa do rio. Durante o século XIX a antiga Île des Batteurs (Ilha dos Bateristas), a sul, esteve directamente ligada à cidade quando um afluente do rio ficava cheio.

Dinant enriqueceu com as oportunidades agrícolas criadas pela fertilidade da terra no planalto que a rodeia. Dentro da cidade, a produção de latão faz parte do artesanato local, tendo beneficiado da presença do rio amplo e facilmente navegável, que garantiu a entrega fácil das matérias-primas e distribuição pronta dos produtos resultantes que saíam das oficinas dos artesãos. Outra fonte tradicional de riqueza é fornecida pelas falésias calcárias que circundam a cidade, que fornecem uma indústria extrativa de ponta, produzindo mármore preto e sulfato de cobre, com a proximidade ao rio relativamente largo e profundamente navegável facilitador da distribuição.

Pontos turísticosEditar

Referências