Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Diocese de Cremona
Cremonensis
Localização
País Itália
Arquidiocese metropolitana Arquidiocese de Milão
Informação
Rito romano
Criação IV seculo
Padroeiro(a) São Omobono
Governo da diocese
Bispo Antonio Napolioni
Jurisdição diocese
Página oficial www.diocesidicremona.it/

A Diocese de Cremona (Dioecesis Cremonensis) é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica na Itália, pertencente à Província Eclesiástica de Milão e à Conferenza Episcopale Italiana, sendo sufragânea da Arquidiocese de Milão.[1]

A episcopal está na Catedral de Cremona, na Região da Lombardia.

TerritorioEditar

Em 2016 contava 317 mil batizados numa população total de 366 mil habitantes, cerca de 86,5% do total.[1]

O territorio è dividido em 224 paròquias, e vai até Casalmaggiore, ao extremo leste da provincia. Ao noroeste chega atè a comuna de Cassano d'Adda e o Santuario de Nossa Senhora de Caravaggio.

Não faz parte da Diocese a Cidade de Crema, que tem jurisdição eclesiastica pròpria.

HistóriaEditar

Já no ano 55 tinha-se noticia da presença cristã no território. A Diocese foi erigida no século IV.[1]

O bispo mais famoso da época da Idade-média foi Liuprando, diplomático em Constantinopla.

Durante a ocupação francesa, o bispo Omobono Offredi obteve de Napoleão o calice de ouro pertencido à São Carlos Borromeu.

Desde 1962, o bispo Danio Bolognini nomeou Nossa Senhora de Caravaggio co-padroeira da diocese.

Lista dos Bispos do sèculo XXEditar

Bispos recentes:[1]

Referências

  1. a b c d Cheney, David M. (2019). «Diocese of Cremona». The Hierarchy of the Catholic Church. Consultado em 16 de julho de 2019. Cópia arquivada em 20 de março de 2019 

Ligações externasEditar