Direitos LGBT no Uruguai

direitos de pessoas lésbicas, gays, bissexuais e transgéneros no Uruguai

O Uruguai foi o primeiro país da América Latina a aprovar a união civil de homossexuais, em 2007. A nova legislação garante direitos similares aos casais heterossexuais em temas como herança e pensão. Em 2009 foi aprovado um projeto de lei permitindo a adoção de crianças por casais homossexuais. Ainda neste ano foi aprovado o ingresso de homossexuais nas Forças Armadas. Em 2013 o país se tornou o décimo segundo do mundo [1] (e o segundo da América Latina, junto à Argentina) a aprovar o casamento entre homossexuais.[2] Em 2014 o país ficou na nona posição[3] do ranking de melhores países para o público LGBT da revista Spartacus

Ver tambémEditar

Casamento entre pessoas do mesmo sexo no Uruguai

Ligações externasEditar

Referências

  Este artigo sobre LGBT é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.