Discussão:Eduardo e Mônica

Adicionar discussão
Discussões ativas

Quando é dito:"só que nessas férias não vão viajar porque o filhinho do Eduardo está de recuperação" deve-se notar que a criança tem cerca de dois anos cito em :"Construíram uma casa uns dois anos atrás. Mais ou menos quando os gêmeos vieram". Não podendo estar de recuperação escolar como muitos pensam e sim de recuperação médica. - não assinado

Outra interpretação: Ou então, quando é dito "só que nessas férias não vão viajar porque o filhinho do Eduardo está de recuperação", pode ser que a letra esteja se referindo a outro filho do casal, mais velho, já que a letra não diz que eles só tem dois filhos. O que significa que pode sim ser recuperação escolar, ao invés de recuperação médica. - Letícia C.

Uma outra possibilidade de interpretação também é: o filhinho do Eduardo ser fruto de um relacionamento com outra mulher enquanto mantinha um relacionamento com Mônica nos tempos da faculdade. - Joyce G.C

Com acento ou sem acento?Editar

O Dicionário Cravo Albin mostra "Mônica", com acento. Pretendo mover novamente para o título anterior. Diga Sério Comendador (discussão) 02h24min de 29 de julho de 2013 (UTC)

Algumas fontes sem acento: parte traseira do CD, encarte do CD, última folha, encarte LP. Também está sem acento na letra dentro do encarte do LP. Eu tenho o LP, mas não tenho uma foto aqui pra te mostrar. Beegeesfan (discussão) 03h31min de 29 de julho de 2013 (UTC)
Blogue não serve como fonte, e "Mônica" é proparoxítona. Suas edições, portanto, não têm nenhum respaldo. Além disso, é personagem fictícia, se ainda fosse nome de gente, registrado, vá lá. Yanguas diz!-fiz 01h13min de 15 de agosto de 2013 (UTC)
Na verdade, ele não citou blog, ele citou a capa do disco, o que é uma fonte fiável (da mesma forma que a capa de um livro também seria). Diga Sério Comendador (discussão) 01h21min de 15 de agosto de 2013 (UTC)
Mas a imagem está hospedada no Blogger (onde qualquer um pode carregar imagens), teria que ser a reprodução da contra-capa em algum site fiável. O site oficial da banda está offline, mas na versão arquivada aparece com acento na página do disco e no da coletânea. --viniciusmc (discussão) 01h29min de 15 de agosto de 2013 (UTC)
Vi agora que é só a página inicial que está offline, a discografia pode ser consultada aqui. --viniciusmc (discussão) 01h39min de 15 de agosto de 2013 (UTC)
Viniciusmc, o nome está com acento na página, mas sem acento na letra. Só clicar no disco Dois e em "Eduardo e Mônica" [sic] pra ver a letra: [1]. Além disto, mesmo que a imagem esteja no Blogger, o disco é fonte por si só. Não preciso fazer a referência para nenhum site ou blog. E não deixa de ser fonte verificável. Por exemplo, as pessoas referenciam em livros e não é porque alguém não tem o livro que ele deixa de ser verificável. Da mesma forma, um disco é verificável; é só você ir lá e comprar o disco e ver que o nome da música está sem acento.
PS: Eu acho esse site oficial do Legião Urbana um pouco desrespeitoso às estilizações que o Renato Russo fez nas canções. A mesma coisa acontece com ""Índios"", que tem aspas no título, mas ninguém respeita isso.
Beegeesfan (discussão) 18h09min de 15 de agosto de 2013 (UTC)
Mônica é proparoxítona, portanto tem acento. Se nos discos não tem, é porque a empresa não tinha revisor. Em outras palavras, falta de conhecimentos gramaticais de quem produziu as capas, isso me parece claro. "Monica" (paroxítona, rimando com "cabrita") não existe, o Renato criou Mônica, ele canta assim, proparoxítona. Sem acento, é paroxítona. Não se trata de assinatura pessoal, caso em que estaria coberto pelo formulário ortográfico, mas de uma obra de ficção. Yanguas diz!-fiz 01h01min de 16 de agosto de 2013 (UTC)
Tanto foi engano dos capistas, que o próprio site oficial corrigiu o erro, como nos links citados pelo Vinícius . Parece-me que não há mais o que contestar. Yanguas diz!-fiz 01h03min de 16 de agosto de 2013 (UTC)
Cara, pela regra do português, palavras indígenas com o fonema /ʒ/ se escrevem com "j" e não com "g". Ex: pajé. Só que importaram a cidade de Magé com "g". É você que vai passar a escrever "Majé"? Não! Ninguém deixa de escrever "Magé" só porque o formulário ortográfico quer assim. E se a Monica for de um país que fale inglês, onde não há acento? O nome dela lá fora pode ter sido sem acento. Você não sai acentuando os nomes das pessoas cujos prenomes não têm acento no registro só porque você quer. Tem gente que até se ofende.
Acredito, porém, numa decisão diplomática. Podemos informar o título como ele é e informar, em uma nota, que, segundo as normas ortográficas, ele está errado e deveria ser escrito "Mônica". Isto acontece com outros artigos na Wikipédia cujos títulos sofreram a incidência do AO 1990. O que acham? Beegeesfan (discussão) 17h46min de 16 de agosto de 2013 (UTC)

Magé (com g) é a grafia oficial da cidade, diferentemente de "Monica", uma personagem de ficção que, segundo a própria letra, é de Brasília e só pode ter nome brasileiro. Viu, "cara"? Yanguas diz!-fiz 03h02min de 27 de agosto de 2013 (UTC)

  • Tem argumentos bons pra ambos os lados. eu concordo com o Beegeesfan que a Monica do Renato Russo poderia ser uma personagem criada com o nome propositalmente sem acento. É uma personagem da ficção, portanto o compositor tem o direito de nomeá-la como quiser. Inclusive, a solução proposta já é adotada por exemplo em Itacoatiara. No entanto, isso só seria válido se fosse incontestável que o nome da personagem é sem acento, só que não é, já mostraram outras fontes aí onde há capas de disco com acento no referido nome também. Na dúvida, deve prevalecer a forma de acordo com a regra de acentuação. Diga Sério Comendador (discussão) 16h29min de 17 de agosto de 2013 (UTC)
Aceito a solução do Diga Sério Comendador. Ponhamos a faixa como "Eduardo e Mônica" e comentemos no artigo algo no sentido de que as fontes mais antigas traziam Mônica sem acento, e que outras mais modernas, mas igualmente autênticas, trazem o nome com acento. Enriquecerá o artigo. Beegeesfan (discussão) 13h44min de 19 de agosto de 2013 (UTC)
Regressar à página "Eduardo e Mônica".