Discussão:Filosofia africana lusófona

Último comentário: 9 de julho de 2022 de JoaquimCebuano no tópico Tags

Tags

editar

Não existe nada afirmado no verbete que não esteja sustentado pelas referências, que nem foram todas adicionadas por falta de tempo. Gostaria de entender qual problema na formatação, já que ela é idêntica à outros verbetes que conheço. JoaquimCebuano (discussão) 01h29min de 6 de julho de 2022 (UTC)Responder

@JoaquimCebuano: olá! Removi os avisos de formatação do artigo e das referências. Esse realmente não é o problema do artigo e não vejo por qual motivo Ayaena teria colocado tais avisos. O problema do artigo que escreveu é que eu consultei duas das fontes disponíveis e nenhuma delas trata especificamente de "filosofia africana lusófona". Portanto, ao que parece, você está usando a Wikipédia para disseminar um conceito criado por tu. E isso não pode. Isso é WP:Pesquisa inédita. Mais precisamente, pelas referências apontadas, é WP:Pesquisa inédita por síntese. Caso não tenha fontes devidas para confirmar que existe uma "filosofia africana lusófona", o artigo poderá ser eliminado. Saudações, --Luan (discussão) 12h03min de 6 de julho de 2022 (UTC)Responder
Sua preocupação é justa, mas traz alguns problemas - Primeiro que, mesmo sem sustentação sobre sua especificidade, não será o caso de apagar, mas fundir o conteúdo com filosofia africana, onde não há, pasmem, nenhuma menção à filosofia de expressão lusófona, nem à nenhum pensador desses respectivos países. Segundo que esse julgamento traz critérios formalistas demais, porque o termo 'filosofia africana lusófona' é usado por se adequar mais à forma de um título de verbete enciclopédico, do que as necessidades de um texto filosófico/acadêmico, sendo visível que neste último são favorecidas outras formas de se referir ao mesmo objeto - como filosofia africana de expressão portuguesa, filosofia nos países lusófonos, ou filosofia africana nos países lusófonos. Veja, tudo isso fala do mesmo objeto, mas são apenas denominações mais extensas, cabíveis no texto mas não no título, por isso o uso. Ainda sim, veja que existem ocorrências (1). Se existe uma extensa discussão sobre a filosofia nos contextos africanos lusófonos, então esse será meramente o verbete de convergência. O verbete terá uma estrutura mista de lista. Esta é apenas a introdução, o restante será dado em seções sobre países específicos - Filosofia em Moçambique, Filosofia em Angola, Filosofia em Cabo Verde, e por aí vai, estendendo a abrangência do objeto. JoaquimCebuano (discussão) 13h38min de 6 de julho de 2022 (UTC)Responder
Não propus à eliminação ou fusão, pois considerei que estabelecer uma discussão prévia seria mais frutífero ao conteúdo. Há necessidade de fontes tratando do tema pois, se fosse diferente artigos como "países com B" ou "filosofias de países insulares" poderiam ser criados sem existir qualquer conexão real/fundamentada entre os itens reunidos no tema do artigo. É preciso que existam considerações sobre o conjunto, sobre o geral, e não só considerações sobre partes específicas. É de conteúdos como "O discurso filosófico 'tardio' produzido pelos intelectuais africanos dos países de expressão portuguesa apontam para quatro tendências" e "Talvez tal situação deva-se ao facto de principalmente nos países afro-lusófonos a tendência tenha sido de desenvolver aspectos científicos ligados à pesquisa da sociedade, do passado e validação de sistemas políticos sem a necessidade de um questionamento aprofundado dos motivos…" que o artigo deve ser principalmente redigido. Saudações, --Luan (discussão) 23h22min de 9 de julho de 2022 (UTC)Responder
Você não propôs para eliminação, você sugeriu, isso eu entendi bem. Existem fontes que tratam do tema, não vejo nenhuma insuficiência nelas. O verbete contém apenas a introdução, por isso está subdesenvolvido. A discussão sobre o conjunto existe na introdução, e vai ser expandida. JoaquimCebuano (discussão) 23h49min de 9 de julho de 2022 (UTC)Responder
Obrigada por comentar sobre. Acabei confundindo o artigo com outro que era semelhante. Ayaena Aya te ajuda 14h27min de 6 de julho de 2022 (UTC)Responder
Regressar à página "Filosofia africana lusófona".