Abrir menu principal
Distresse constante e recorrente sem períodos de descanso ou enfrentamento adequado são uma das principais causas de transtornos de humor e ansiedade tanto em animais, quanto em humanos.

Distresse é um termo da psicologia e psiquiatria para o estresse excessivo, ou seja, que é maior que o necessário a ponto de causar problemas sofrimento. Nem todo estresse é negativo, o estresse benéfico é chamado de eustresse. É desencadeado por estímulos percebidos como ameaças e associado a liberação de cortisol, adrenalina e noradrenalina.[1]

SintomasEditar

O distresse é caracterizado por[2]:

  • Mãos e pés suados e frios;
  • Aceleração cardíaca;
  • Pressão arterial elevada;
  • Tensão muscular;
  • Sentimento de ansiedade persistente;
  • Sentimento de impotência.

ConsequênciasEditar

Dentre as consequências mais comuns:

Eventualmente, quando muito recorrente e enfrentado inadequadamente, pode causar depressão maior, distimia, síndrome de burnout, fobia e outros transtornos do humor e transtornos de ansiedade.

Outros significadosEditar

Sinal de distresse (Distress signal em inglês) pode se referir também a um pedido de socorro internacional feito por pessoas, veículos ou mesmo cidades inteiros em perigo.[3]

O termo distressar pode ser usado com o sentido de induzir a aparência de antigo em móveis e roupas.[4]

Referências

  1. S Keleman. Padrões de distresse. [LIVRO] 1989 - books.google.com
  2. http://www.psicologo.inf.br/conteudo_livre.asp?id_nivel=26
  3. http://pt.bab.la/dicionario/ingles-portugues/distresse
  4. «Cópia arquivada». Consultado em 6 de setembro de 2013. Arquivado do original em 8 de maio de 2010