Abrir menu principal

Divina Liturgia de São João Crisóstomo

A Divina Liturgia de São João Crisóstomo é a mais celebrada Divina Liturgia no rito bizantino. Recebeu seu nome em homenagem a anaphora de mesmo nome que é sua parte central e é atribuída a São João Crisóstomo, arcebispo de Constantinopla no século V.

Índice

HistóriaEditar

A Divina Liturgia de Crisóstomo é um reflexo das obras dos padres capadócios, tanto no combate às heresias quanto na definição da teologia trinitária para Igreja. A Liturgia de São João Crisóstomo foi provavelmente a "Divina Liturgia" utilizada originalmente pela Escola de Antioquia e foi, portanto, provavelmente desenvolvida a partir dos ritos litúrgicos síriacos ocidentais. Em Constantinopla, foi refinada e embelezada sob a direção de João, o arcebispo da cidade (r. 398-404). Tendo se consolidado como a forma litúrgica da Igreja de Santa Sofia, tornou-se, com o tempo, a liturgia normal das igrejas do Império Bizantino. Os dois ritos litúrgicos da Igreja Ortodoxa - de São João Crisóstomo e de São Basílio - já haviam se tornado norma no final do reinado de Justiniano[1].

Arranjos musicaisEditar

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Chrysostom», Early liturgy, Liturgica, consultado em 13 de agosto de 2014, cópia arquivada em |arquivourl= requer |arquivodata= (ajuda) 🔗 .

Ligações externasEditar