Abrir menu principal

Dmitriy Cheryshev

futebolista russo

Dmitriy Nikolayevich Cheryshev (também usa-se a grafia Tcheryshev) - em russo, Дмитрий Николаевич Черышев (Gorky - atual Níjni Novgorod, 11 de maio de 1969) é um ex-futebolista e treinador de futebol russo que atuava como atacante.

Dmitriy Cheryshev
Dmitriy Cheryshev
Cheryshev em 2011.
Informações pessoais
Nome completo Dmitriy Nikolayevich Cheryshev
Data de nasc. 11 de maio de 1969 (50 anos)
Local de nasc. Gorky,  União Soviética
Nacionalidade Russo
Altura 1,69 m
Apelido Cherie, Trem, A bala de Gorky
Informações profissionais
Equipa atual Espanha Sevilla
Posição Auxiliar-técnico (Ex-atacante)
Clubes de juventude
União das Repúblicas Socialistas SoviéticasTorpedo Gorky
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1987–1988
1990–1992
1993–1996
1996–2001
2001–2002
2002–2003
União das Repúblicas Socialistas Soviéticas Khimik Dzerzhinsk
União das Repúblicas Socialistas Soviéticas Rússia Lokomotiv Nizhny Novgorod
Rússia Dínamo de Moscou
Espanha Sporting Gijón
Espanha Burgos
Espanha Aranjuez
15 (2)
79 (14)
104 (37)
158 (47)
23 (1)
Seleção nacional
1992
1994–1998
CIS.svg CEI
Flag of Russia.svg Rússia
3 (0)
10 (1)
Times/Equipas que treinou
2003
2006–2010
2010
2011–2012
2013
2014–2015
2015–
Espanha Aranjuez
Espanha Real Madrid (categorias de base)
Rússia Sibir Novosibirsk (diretor de futebol)
Rússia Volga Nizhniy Novgorod
Rússia Zenit São Petersburgo (sub-19)
Cazaquistão Irtysh Pavlodar
Espanha Sevilla (auxiliar-técnico)






Por sua velocidade, tornou-se conhecido por "A bala de Gorky" e por "Trem" ("Cherie" é seu outro apelido).[1]

CarreiraEditar

Por clubesEditar

Em 16 anos como jogador de futebol (1989 a 2003), Cheryshev começou nas categorias de base do Torpedo Gorky. Deu seus primeiros passos como profissional no Khimik Dzerzhinsk, entre 1987 e 1988. Defendeu ainda, em seu país, o Lokomotiv Nizhny Novgorod (1990-92), o Dínamo de Moscou (1993-96), o Sporting Gijón (1996-2001) e o Burgos (2001-02). Sua melhor fase foi no Gijón, onde atuou em 158 partidas, marcando 47 gols.

Pendurou as chuteiras em 2003, quando jogava pelo Aranjuez, e foi neste clube que ele iniciaria sua carreira de técnico no mesmo ano.

Outras funçõesEditar

Após deixar o Aranjuez, Cherie foi contratado pelo Real Madrid para trabalhar nas categorias de base do clube merengue, onde inclusive treinou seu filho, Denis, cujo passe pertence ao Real (atualmente está emprestado ao Valencia).

Em 2010, foi nomeado diretor de futebol do Sibir Novosibirsk, e no ano seguinte faria sua estreia como treinador em uma equipe profissional, o Volga Nizhniy Novgorod, função que desempenhou até 2012.

Treinou ainda a equipe sub-19 do Zenit São Petersburgo, o Irtysh Pavlodar e, desde julho de 2015, trabalha como auxiliar-técnico no Sevilla.

Seleções da CEI e da RússiaEditar

Com a dissolução da União Soviética em 1991, Cheryshev fez três partidas pela Seleção da CEI, mas não foi convocado para a Eurocopa de 1992, único torneio disputado pela equipe.

Sua estreia pela Seleção Russa foi em 1994. Chegou a disputar as eliminatórias para a Eurocopa de 1996 (a qual não foi convocado) e para a Copa de 1998 (a Rússia não se classificou), deixando o selecionado com dez partidas realizadas, e um gol marcado, contra San Marino, em 1996.[2]

Referências

   Este artigo sobre futebolistas russos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.