Dolores del Río

Dolores del Río
1935
Nome completo María de los Dolores Asúnsolo López-Negrete
Nascimento 3 de agosto de 1904
Victoria de Durango, Durango, México
Morte 11 de abril de 1983 (78 anos)
Newport Beach, Califórnia, Estados Unidos
Ocupação Atriz
Atividade 1925 - 1978
Cônjuge Jaime Martínez del Río (m. 1921 - 1929)
Cedric Gibbons (m. 1930 - 1940)
Lewis Riley (m. 1959 - 1983)
IMDb: (inglês)
Dolores del Río em 1935

Dolores del Río, nome artístico de María de los Dolores Asúnsolo López-Negrete (Victoria de Durango, 3 de agosto de 1905Newport Beach, 11 de abril de 1983), foi uma atriz mexicana. Sua carreira de mais de cinquenta anos deu-lhe grande reconhecimento internacional, sendo considerada a primeira estrela latino-americana em Hollywood[1][2][3] com uma destacada participação no cinema estadunidense nos anos 1920 e 1930. Também é considerada uma das mais importantes atrizes da era de ouro do cinema mexicano nos anos 1940 e 1950.[4]

Dolores del Río também é lembrada como um dos rostos mais belos do cinema daquela época.[5]


BiografiaEditar

Foi educada no Convento de São José, no México, e por sua bela voz, foi mandada, por seus pais, para aprender canto em Paris e depois para Madrid. Iniciou no cinema em 1925 (cinema mudo), alcançando a popularidade devido ao seu fascínio e a sua vigorosa personalidade.

Ela foi a precursora do uso de maiô de duas peças no cinema, em 1933, no primeiro filme estrelado por Fred Astaire. Mas a atriz reclamava que os produtores e diretores norte-americanos não lhe davam papéis interessantes e que só ao voltar para o México no final da década de 1940, teve suas melhores oportunidades.

Era de uma beleza notória e mesmo aos setenta anos, não tinha rugas. Sua pele lisa e o brilho dos cabelos sempre causaram inveja às grandes estrelas de Hollywood. Dizia que o segredo de sua juventude era dormir de 10 a 12 horas por dia, não tomar álcool, nao comer alimentos gordurosos e uma vez por semana alimentar-se apenas de cenouras, suco de laranja e limão.

Em 1946, já no México ela realizou seu maior sucesso no cinema, "Maria Candelária" que recebeu o prêmio de melhor filme no Festival de Cannes.

Foi uma mulher muito rica e culta, casando-se três vezes; não quis ter filhos por causa do trabalho.

FilmografiaEditar

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Dolores del Río
  Este artigo sobre um ator ou atriz de cinema é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. Hall, Linda (2013). Dolores del Río: Beauty in Light and Shade. [S.l.]: Stanford University Press. p. 3. ISBN 9780804786218 Film International: The First Latina to Conquer Hollywood Arquivado em 2014-06-25 no Wayback Machine., Filmint.nu; accessed July 19, 2016.
  2. The Face of Deco: Dolores Del Rio Arquivado em 2016-01-07 no Wayback Machine., Screendeco.wordpress.com, May 18, 2012.
  3. Dolores del Río biodata Arquivado em 2015-07-26 no Wayback Machine., TCM.com; accessed July 19, 2016.
  4. Zolov, Eric (2015). Iconic Mexico: An Encyclopedia from Acapulco to Zócalo. New York: ABC-CLIO. p. 260. ISBN 9781610690447. Consultado em 28 de março de 2016. Cópia arquivada em 19 de agosto de 2017  Parâmetro desconhecido |url-status= ignorado (ajuda)
  5. «Overview for Dolores Del Rio». Turner Classic Movies. Cópia arquivada em 26 de julho de 2015  Parâmetro desconhecido |url-status= ignorado (ajuda)