Abrir menu principal
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde maio de 2014). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Sede do GCHQ, o equivalente britânico da NSA
PHOTOANGLO-Sucessor do CTX4000-Projeto desenvolvido pela agência NSA e GCHQ da Grã-Bretanha[1]

Dominando a Internet sigla "(MTI)" para o nome em inglês "Mastering the Internet", é um projeto de vigilância global e em massa da agência de inteligência britânica equivalente a NSA americana, o GCHQ[2].

É um dos dois programas componentes do programa de vigilância Tempora[3]. O outro componente é o programa Exploração Global das Telecomunicações.[4][5]

O programa tem um orçamento de mais de 1 bilhão de libras. De acordo com documentos revelados pelo The Register e The Sunday Times em 2013, no início de maio de 2009, os contratos com um valor total de $ 200 milhões de libras já haviam sido concedidos a fornecedores[6].

Índice

Negaçāo da ExistênciaEditar

Em resposta às revelações do The Register e The Sunday Times, o GCHQ emitiu um comunicado negando as alegações de vigilância em massa, afirmando que " GCHQ não está desenvolvendo uma tecnologia para operacionalizar o monitoramento de todo o uso de internet e de chamadas telefônicas na Grã-Bretanha, nem para ter como alvo todos os cidadãos do Reino Unido" [7].

No entanto, a divulgaçāo de vigilância em massa feitas por Edward Snowden em 2013, mostram que o GCHQ capta e armazena dados da internet globalmente, sem filtrar as comunicações de cidadãos britânicos, como parte de seu programa "Dominando a Internet" (Mastering the Internet, em inglês)[8].

Em 1 de agosto de 2013, foi revelado pelo The Telegraph que o governo americano paga ao GCHQ para que este execute a espionagem que os americanos querem que seja feita. A NSA pagou ao GCHQ 22,9 milhões de libras em 2009, 39,9 milhões de libras em 2010 e 34,7 milhões libras em 2011 e 12[9].

TemporaEditar

O programa que originou o projeto de dominação da Internet é o programa de vigilância Tempora[10], e a escala de seu alcance é indicada pelos nomes de seus principais programas: Dominando a Internet (Mastering the Internet em inglês) e de Exploração das Telecomunicações Globais (Global Telecoms Exploitation, em inglês)[11].

Os dois componentes do Tempora são:

Cooperação InternacionalEditar

CanadáEditar

Em 30 de abril de 2007, John Adams, chefe da agência de inteligência canadense equivalente a NSA, o CSEC do Canadá, disse ao Parlamento do Canadá sobre os planos dos Cinco Olhos para dominar a Internet em cooperação com a NSA e outros aliados:

"Queremos dominar a Internet. Esse é um desafio que nem uma instituição, sejamos nos ou a NSA, pode administrar por conta própria. Vamos tentar fazer isso em conjunto com os nossos aliados. John Adams"[12]

Ver TambémEditar

Referências

  1. PHOTOANGLO Der Spiegel-30 Dezembro 2013 Catálogo ANT (NSA)
  2. Dominando a Internet: Como o GCHQ espiona o WWW- The Guardian - 21 de junho de 2013
  3. GCHQ taps fibre-optic cables for secret access to world's communications | UK news | The Guardian - 21 de junho de 2013
  4. Centro de ciber-espionagem do Reino Unido é maior que o dos EUA [1] Carta Maior - 27 de julho de 2013
  5. UK espiona 600 milhoes de comunicacoes por dia - (Uk spies trawl 600m communications a day - Al Jazeera - 21 de junho de 2013
  6. Jacqui's secret plan to 'Master the Internet'- The Register - 3 de maio de 2009 [2]
  7. Government 'not planning to monitor all web use' - Telegraph - junho 2013
  8. CHQ revelations:Mastery of the internet will mean mastery of everyone- The Guardian - 21 de junho de 2013 [3]
  9. Americans pay GCHQ £100m to spy for them, leaked papers claim - Telegraph - 1 de agosto de 2013
  10. Prism and Tempora: the cabinet was told nothing of the surveillance state's excesses | Chris Huhne The Guardian - 6 de outubro de 2013
  11. GCHQ taps fibre-optic cables for secret access to world's communications-The Guardian-21 de junho de 2013 [4]
  12. Defence, Issue 15, Evidence, April 30, 2007

Ligações externasEditar

  • [5] NSA pode escutar todas as chamadas telefônicas em qualquer pais estrangeiro (vídeo em espanhol)
  • [6] Der Spiegel Interativo - Documentos: Video sobre tecnologia de vigilância da NSA-Catálogo ANT (NSA)
  • [7] James Bamford: ‘A NSA hoje pode entrar na mente das pessoas’ , por Flávia Barbosa - O Globo - 19 de março de 2014.
  • [8] EUA espionaram milhões de e-mails e ligações de brasileiros. País aparece como alvo na vigilância de dados e é o mais monitorado na América Latina - O Globo - 6 de julho de 2013;
  • [9] Veja os documentos ultrassecretos que comprovam espionagem da presidencia do Brasil. Arquivos foram obtidos com o ex-analista da NSA Edward Snowden