Dona Benta: Comer Bem

Dona Benta: Comer Bem é um livro gastronômico elaborado por vários editores e lançado pela Companhia Editora Nacional em 1940.[1][2]

Dona Benta: Comer Bem
Autor(es) vários autores
Idioma língua portuguesa
País  Brasil
Assunto culinária brasileira, culinária internacional
Gênero gastronomia
Editora Companhia Editora Nacional
Lançamento 1940
Páginas 1055
ISBN 8504018911

ObraEditar

O livro apresenta 1.500 receitas tanto da culinária brasileira como mundial, nele estão presentes receitas de pratos de entrada, pratos principais, sobremesas, quitutes e bebidas além de dicas de montagem de mesas e cardápios.[3][4]

Segundo a pesquisadora Michele Chaves, vinculada à Universidade de São Paulo (USP), foi constatado em meio a depoimentos de funcionárias do Centro de Memória da IBEP Nacional, a obra foi concebida em reuniões entre os editores e suas esposas onde eram testadas e degustadas algumas receitas que posteriormente foram compiladas, originaram o Dona Benta.[5] Portanto, apesar da elaboração de Monteiro Lobato, o livro não possuí apenas um autor.[5]

Por diversos pesquisadores, é considerado um livro fascinante para entender o papel da mulher na sociedade brasileira e a evolução da cozinha no Brasil, seus utensílios, as receitas que foram introduzidas no país ao longo das últimas décadas e o mercado editorial gastronômico brasileiro - dado a longevidade da publicação.[5][6][7]

No ano de 2003, o chefe de cozinha Luiz Cintra foi convidado para reformular e atualizar o livro incorporando 200 novas receitas, mais adequadas para a cozinha moderna.[8][9]

PublicaçõesEditar

A primeira impressão do livro ocorreu em 1940, na cidade de São Paulo, pela Editora Nacional contando com 615 páginas.[10] Em 2003, foi atualizado e ampliado pelo chef Luis Cintra e em 2013, foi lançada a septuagésima sétima edição.[11][12]

Atualmente, o livro está na sua septuagésima sétima edição e possui mais de mil páginas de receitas.[13][14]

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

Referências

  1. «Companhia Editora Nacional». IBEP. Consultado em 17 de março de 2021 
  2. «Veja seleção de livros interessantes sobre gastronomia». Folha de S. Paulo. 18 de dezembro de 2003. Consultado em 20 de março de 2021 
  3. «Dona Benta: Comer Bem». Skoob. Consultado em 17 de março de 2021 
  4. Ana Lucia, Silva (2013). «Dona Benta: a bíblia da culinária». IG Receitas. Consultado em 17 de março de 2021 
  5. a b c Chaves, Michelle (13 de dezembro de 2018). «Cozinha, hábitos alimentares e comportamentos em Comer Bem/Dona Benta» (PDF). Universidade Federal de São Paulo. Consultado em 20 de março de 2021 
  6. Fiuza, Bruno (2010). «EDIÇÃO DE LITERATURA CULINÁRIA NO BRASIL: 1940-2009» (PDF). Universidade Federal do Rio de Janeiro. Consultado em 20 de março de 2021 
  7. Kinouchi, Osame (2008). «The non-equilibrium nature of culinary evolution». New Journal of Physics. Consultado em 20 de março de 2021 
  8. Simões, Renata da Silva (2008). Dona Benta – Comer Bem Uma fonte para a História da Alimentação (1940-2003) (PDF). São Paulo: Universidade de São Paulo. p. 14. 198 páginas 
  9. Silva, Ana Lucia (26 de julho de 2013). «Dona Benta: a bíblia da culinária - Home - iG». Receitas. Consultado em 20 de março de 2021 
  10. «Comer bem : 1001 receitas de bons pratos / Dona Benta.». Biblioteca Nacional do Brasil. Consultado em 20 de março de 2021 
  11. «Dona Benta: Comer Bem». Google Livros. Consultado em 17 de março de 2021 
  12. Sobral, Marcella (21 de agosto de 2012). «Livros para ler, beber e cozinhar». O Globo. Consultado em 20 de março de 2021 
  13. Nacional, Companhia Editora (2013). Dona Benta Comer Bem. [S.l.]: Editora Nacional 
  14. «Comer bem / Dona Benta.». Biblioteca Nacional do Brasil. Consultado em 20 de março de 2021