Drusila (38 d.c25 de agosto de 79 d.c), neta de Herodes, o Grande, e terceira filha do rei Herodes Agripa I. Era famosa por sua beleza, sendo considerada a mulher mais linda de todas, Drusila herdou a beleza da linhagem de sua bisavó Mariana que era extremamente linda.

Paul before Felix.jpg
Drusila
Nascimento 38
Morte 25 de agosto de 79 (41 anos)

FamíliaEditar

Drusila foi uma das três filhas de Herodes Agripa I e Cipros; eles tiveram três filhas, Berenice, Mariane e Drusila, e um filho, Agripa.[1]

Herodes Agripa I era filho de Aristóbulo IV, filho de Herodes, o Grande;[2] sua mãe era Berenice.Sendo assim Drusila era bisneta do rei Herodes.

Cipros era filha de Phasaelus e Salampsio, ambos da família de Herodes: Phasaelus era filho de Phasaelus, irmão de Herodes, e Salampsio era filha de Herodes e Mariane, a neta de Hircano [3]

CasamentosEditar

Assim que Agripa recebeu do imperador Cláudio a tetrarquia que era de Filipe,[a] ele ofereceu sua irmã Drusila em casamento a Epífanes, filho do rei Antíoco, mas este se recusou, por teria que se circuncidar e se converter à religião judaica; Agripa, então, casou-a com Aziz, rei de Emesa, que aceitou a circunsisão e a conversão.[4] Outra aliança matrimonial promovida por Agripa foi o casamento de sua irmã Mariane com Arquelau, filho de Helcias; desta união nasceu uma filha de nome Berenice.[4]

O casamento de Drusila e Aziz durou pouco;[5] Félix, procurador da Judeia desde o décimo-segundo ano de Cláudio,[4] viu Drusila e apaixonou-se por ela, por ela ser a mulher mais bonita de todas.[5] Félix enviou Simão, um judeu de Chipre e que era considerado um mago,[b] para convencer Drusila a largar o marido e casar-se com Félix.[5]

Drusila, que era maltratada por sua irmã Berenice por causa de sua beleza, aceitou a proposta de Félix, e teve um filho com ele, e o chamou Antônio Agripa.[5]

Julgamento de PauloEditar

Ela é mencionada, rapidamente, nos Atos dos Apóstolos, por ocasião do julgamento de Paulo de Tarso.

MorteEditar

Ela e o filho, Antônio Agripa, morreram durante a erupção do vulcão Vesúvio [5] em Pompéia no ano 79 d.C. Ela tinha 40 anos de idade quando morreu.

Genealogia de DrusilaEditar

Notas e referências

Notas

  1. De acordo com Josefo, isto ocorreu no décimo-segundo ano do reinado de Cláudio.
  2. Historiadoriadores modernos consideram que este Simão não é Simão Mago, personagem do Novo Testamento.

Referências

  1. Flávio Josefo, A Guerra dos Judeus, Livro II, Capítulo 11, Sobre o governo de Cláudio, o reinado de Agripa. Sobre a morte de Agripa, e sobre Herodes e os filhos que ambos deixaram, 6 [em linha]
  2. Flávio Josefo, A Guerra dos Judeus, Livro II, Capítulo 9, A morte de Salomé. As cidades que Herodes e Filipe construíram. Pilatos provoca distúrbios. Tibério coloca Agripa na prisão mas Caio (Calígula) o solta, e o torna rei. Herodes Antipas é banido, 2
  3. Flávio Josefo, Antiguidades Judaicas, Livro XVIII, Capítulo 5, Herodes, o Tetrarca, guerreia contra Aretas, rei da Arábia, e é derrotado por ele. Sobre a morte de João Batista. Como Vitélio foi a Jerusalém. Um relato de Agripa e os descendentes de Herodes, 4 [em linha]
  4. a b c Flávio Josefo, Antiguidades Judaicas, Livro XX, Capítulo 7, Félix é nomeado procurador da Judeia, e sobre Agripa Júnior e suas irmãs, 1 [em linha]
  5. a b c d e Flávio Josefo, Antiguidades Judaicas, Livro XX, Capítulo 7, Félix é nomeado procurador da Judeia, e sobre Agripa Júnior e suas irmãs, 2
  Este artigo sobre história ou um(a) historiador(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.