Abrir menu principal
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde julho de 2013). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Duel
Um Assassino Pelas Costas (PRT)
Encurralado (BRA)
 Estados Unidos
1971 •  cor •  90 min 
Direção Steven Spielberg
Produção George Eckstein
Roteiro Richard Matheson
Elenco Dennis Weaver
Jacqueline Scott
Eddie Firestone
Lou Frizzell
Género suspense
Música Billy Goldenberg
Direção de arte Robert S. Smith
Cinematografia Jack A. Marta
Edição Frank Morriss
Companhia(s) produtora(s) Universal Studios
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Duel (br: Encurralado / pt: Um Assassino Pelas Costas) é um premiado filme americano de 1971, do gênero suspense, dirigido por Steven Spielberg. Originalmente feito para a televisão, o filme foi surpreendentemente produzido em apenas 13 dias. Inspirado em fatos reais, o longa se passa em estradas quase desertas, retratando um duelo - como sugerido pelo título original - anônimo entre um caminhoneiro que aparenta ter uma irresponsabilidade inconsequente pela vida humana e um pacato vendedor de eletrônicos.

A obra é quase uma análise psicológica, e busca fazer uma menção ao frágil homem moderno. "Duel" lançou o até então pouco conhecido Steven Spielberg ao mercado cinematográfico. Com suas técnicas inovadoras, Spielberg mantém uma sensação de angústia nos espectadores durante todo filme, e aplica elementos que fazem com que o motorista do caminhão, apesar de ser o algoz de toda a amarga situação, não passe de um simples figurante - o próprio Peterbilt 281 torna-se o "monstro" em discussão no filme, não como veículo, mas no que ele representa, nesta inquietante abordagem. Para reforçar sua intenção, Spielberg fez questão que o rosto do condutor do caminhão não aparecesse em momento algum durante as cenas.

Índice

SinopseEditar

David Mann (Weaver) está dirigindo seu carro pelas estradas da Califórnia, quando começa a ser perseguido por um caminhão gigantesco, dirigido por um homem não identificado, que parece querer brincar com ele perigosamente na estrada. No decorrer do trajeto, David começa a perceber que a perseguição não trata-se, apenas, de uma mera brincadeira. A medida em que as provocações do misterioso caminhoneiro atingem níveis mortais, David procura desesperadamente despistar o seu torturador, que parece não ter nenhum compromisso naquele dia a não ser matá-lo.

Recepção críticaEditar

Considerado um sucesso, o filme obteve nota máxima concedida pela maioria dos críticos. Entre o público geral, o Rotten Tomatoes o classificou com quatro estrelas e meia de um total de cinco estrelas. Já o IMDB o classificou como quatro de cinco estrelas, com a votação de quase 60 mil membros.

ElencoEditar

Prêmios e indicaçõesEditar

PrêmiosEditar

  Festival de Cinema Fantástico de Avoriaz

  • Grande prêmio (melhor filme): 1973

  Emmy

  • Melhor edição de som: 1972[1]

IndicaçõesEditar

  Golden Globe

  • Melhor filme feito para a televisão: 1972[2]

  Emmy

  • Melhor fotografia: 1972[3]

  Saturn Award

  • Melhor clássico em DVD: 2005[4]

Referências

  1. Emmy 1972
  2. «Golden Globe 1972». Consultado em 27 de fevereiro de 2012. Arquivado do original em 24 de novembro de 2010 
  3. Emmy 1972
  4. «Saturn Awards 2005». Consultado em 27 de fevereiro de 2012. Arquivado do original em 26 de agosto de 2011 

Ligações externasEditar