Abrir menu principal
Logotipo da Editora Progresso (em inglês); a editora publicava livros em cerca de 50 idiomas.

Editora Progresso (em russo: Издательство Прогресс) é uma editora russa fundada em 1931, com o nome de Editora dos Trabalhadores Estrangeiros na URSS, em 1939 mudou seu nome para Editora de Literatura Estrangeira e depois de uma reordenação que teve lugar em 1963; finalmente mudou seu nome para Editora Progresso.

Antes do desmantelamento da União Soviética; publicou livros soviéticos traduzidos ao português, espanhol, inglês, francês, árabe e outros idiomas estrangeiros. Entre eles figuram obras da doutrina marxista-leninista, livros sobre o trabalho, economia, agricultura e ciências sociais. Editavam O Manifesto Comunista e O Capital, entre muitos outros. Em seu auge, chegou a publicar mais de 750 títulos por ano em 50 idiomas.[1].

Em 1991 o governo cortou o financiamento da editora, a direção viu-se obrigada a descontinuar e fechar sua divisão de edições políticas distribuídas internacionalmente em 51 idiomas; as futuras edições seriam best-sellers soviéticos e ocidentais de grande demanda, com a distribuição restringindo-se unicamente ao território russo. Como consequência disto aproximadamente a metade dos empregados da editora foram despedidos.[2]No entanto apesar de sua reforma a editora por pouco conseguiu sobreviver a suas grandes dificuldades financeiras.

Algumas obras traduzidasEditar

  • A integração económica: dois modos de abordar o problema. Kuznetsov, V.
  • A origem da família a propriedade privada e o Estado. F. Engels
  • Obras escolhidas. Karl Marx e Friedrich Engels.
  • Obras escolhidas. V. I. Lenin.
  • A emancipação da mulher. V. I. Lenin.
  • Carta aos operários norte-americanos. V. I. Lenin.
  • O imperialismo, fase superior do capitalismo. V. I. Lenin.
  • A respeito do infantilismo "esquerdista" e do espírito pequeno-burguês. V. I. Lenin.
  • O direito de propriedade pessoal na URSS. Jálfina, R.
  • Norteamérica de costa a costa. Strélnikov, B. Shatunovski, I.
  • Trabalho assalariado e capital. Karl Marx
  • A comuna de Paris. V. I. Lenin.
  • Os direitos dos meninos e a legislação soviética. Tolkunova N. Lado, E. G. Azárova
  • Direito Monetário Internacional. Altshuler, Arkadi.
  • Terrorismo à norte-americana. Bolshakov, Vladímir.
  • Teorias modernas a respeito da elite. Ashin, G.
  • A CIA sem máscara. Serguéev, Fiódor.
  • A CIA contra a América Latina. Zubenko, Viacheslav.
  • Violência social: ideologia e política. Denísov, Vladímir.
  • Centros e periferia do mundo capitalista. Avsénev, M.
  • Geografia da população com fundamentos de demografía. Alexéev, Alexander.
  • Genocídio!, problemas raciais e delitos internacionais. Galkin, Alexander
  • Aumento da população e problema da alimentação nos países em desenvolvimento. Kniazhínskaya, L. Grékova, Ou. Trad.
  • América Latina: expansão do imperialismo e crise da via capitalista de desenvolvimento. Boyko, P.
  • Educação e o ensino: uma mirada ao futuro. A.V, Múdrik.
  • Passeando pelo cosmos. Pável Klushántsev.
  • Contos escolhidos. Máximo Gorki
  • A Mãe. Máximo Gorki
  • Os Artamonov. Máximo Gorki
  • Minha infância. Máximo Gorki
  • Pelo Mundo. Minhas Universidades. Máximo Gorki
  • Três Relatos. Iván Turguénev
  • Infância. Adolescência. Juventude. León Tolstói
  • Três Relatos. Chingiz Aitmátov
  • Cuba: o caminho da Revolução. Oleg Darushénkov
  • Um homem para valer Polevoi, B.
  • Dois Capitães Veniamín Kaverin.

    Referências

  1. Guinness Book 96-O Livro dos Recordes. [S.l.]: Editora Três. 1996. p. 146 
  2. Editorial PROGRESSO despede ao menos a metade de seus empregados