Abrir menu principal
Edward Young
Nascimento 1681
Morte 5 de abril de 1765 (84 anos)
Welwyn, Hertfordshire
Nacionalidade Inglês
Cidadania Reino da Grã-Bretanha
Alma mater Corpus Christi College, Winchester College, New College
Ocupação Poeta
Principais trabalhos The Revenge (1721)
Movimento estético romantismo, Sentimentalismo
Religião Anglicanismo

Edward Young (1681, batizado em 6 de julho de 1683 - Welwyn, Hertfordshire, 5 de abril de 1765)[1] foi um poeta inglês, filho de um pastor (Edward Young, deão da Salisbúria).

BiografiaEditar

Foi batizado no dia 3 de julho[necessário esclarecer] do ano do seu nascimento - 1683 - no Hampshire (Upham). Antes de dar largas à sua veia poética, estudou no Winchester College e optou pelo estudo de Direito no New College de Oxford. A partir de 1730, passou a exercer um cargo eclesiástico (chegando a possuir a dignidade episcopal) em Welwyn (Hertfordshire), após ter enveredado, sem sucesso, pela carreira política. No seguinte ano, casou com Elizabeth Lee, filha do primeiro duque de Lichfield.
A sua produção literária conhecida – que inclui obras em género de poesia, tragédia, ensaio e sátira – inclui The Last Day (1713), Busistris (1719), The Revenge (1721), The Universal Passion ou The Love of Fame (1725/1728), The Instalment (1726), An Apology for Punch (1729), The Complaint, or the Night Thoughts on Life, Death and Immortality (entre 1741 e 1745) e Conjetures on Original Composition (1759). As suas últimas obras promoveram o individualismo e a introspeção, assim como o pensamento sobre o papel que desempenham a religião e o raciocínio na observação que o Homem faz do Universo. Faleceu a 5 de abril de 1765, em Welwyn, Hertfordshire.

A peça de teatro A vingança do Doutor Young, de 1721, foi traduzida para português em 1786, por Vicente Carlos de Oliveira[2].

Referências

BibliografiaEditar

  • Harold Forster -Edward Young: the poet of the Night Thoughts , The Erskine Press, 1986.
  • William Blake's designs for Edward Young's Night Thoughts, with commentary by J.E. Grant, E. J. Rose, M. J. Tolley. Oxford, 1980.

Ligções externasEditar

 
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Edward Young
 
O Wikisource contém fontes primárias relacionadas com Edward Young
  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.