Egas Moniz II de Ribadouro

Disambig grey.svg Nota: Se procura por outros homónimos, veja Egas Moniz.

Egas Moniz II de Ribadouro (antes de 1081 - antes de 1097) foi um nobre medieval do Condado Portucalense.

Egas Moniz II de Ribadouro
Rico-homem/Senhor
Nascimento Antes de 1081
Morte Antes de 1097
Nome completo Egas Moniz de Riba Douro
Cônjuge Maiorina Florences
Descendência Ermesinda Viegas
Boa Viegas
Dinastia Ribadouro
Pai Monio Viegas II de Ribadouro
Mãe Unisco Trastamires da Maia
Religião Catolicismo romano

BiografiaEditar

Egas era filho de Monio Viegas II de Ribadouro[1], irmão do então senhor de Ribadouro e chefe da família , Ermígio Viegas I de Ribadouro. A sua mãe, Unisco Trastamires, é de origem incerta.

Egas e os seus irmãos eram provavelmente padroeiros do Mosteiro de Pendorada, fundado pelo seu pai e pelo tio, e que se comprova por um documento de 1123 onde se refere que o padroado do mosteiro é dos descendentes de Monio Viegas e Ermigio Viegas[2]. Além disso parece surgir também, em 1092, como padroeiro do Mosteiro de Santo Tirso, como Egas Nunes[3].

De uma família padroeira, desposou Maiorina Florences, também padroeira, desta feita do Mosteiro de Valpedre, e sua parente, dado que era filha de Sarracina Soares, prima co-irmã da sua avó paterna Toda Ermiges da Maia[1].

Egas parece ter ganho uma grande afeição por uma das suas irmãs, Ermesinda Moniz de Ribadouro. Provavelmente por vários serviços que lhe havia prestado e bens que lhe doara[1], Egas, antes de 1081, doa um terço deles ao Mosteiro de Pendorada e o restante é devolvido a Ermesinda, sob condição de, se falecesse com descendência, estes bens deveriam reverter às sobrinhas, filhas de Egas, que confiara também à tutela da irmã. Sabe-se que em 1081 Egas introduziu algumas alterações ao seu testamentoː os dois terços dos seus bens reverteriam antes para a sua viúva, mas se esta casasse de novo, estes então reverteriam para Ermesinda e as filhas dele.

Egas faleceu antes de 1097, pois nesse ano cumprem-se as vontades do seu testamento[2].

Casamento e descendênciaEditar

Da sua esposa, Maiorina Florences[2][3][4], Egas teve a seguinte descendênciaː

Referências

BibliografiaEditar