Ekran-M (Ekran de Экран em russo, significa tela), também conhecida polo código de artigo 11F647M, foi uma família de satélites de comunicações geoestacionários soviéticos, sendo continuação da série Ekran original.[1][2]

Os satélites Ekran-M eram satélites Ekran melhorados e atualizados e começaram a entrar em funcionamento a partir da segunda metade da década de 1980. Todos os satélites Ekran-M foram posicionados perto dos 99 graus de longitude leste para transmitir diretamente a lugares na frequência de 0,7 GHz com uma potência de 200 watts. Ao todo foram lançados cerca de 6 satélites da família Ekran-M entre 1987 e 2001, todos com foguetes Proton a partir do Cosmódromo de Baikonur e foram bem sucedidos exceto um fracasso total e um sucesso parcial (que foi chamado de Kosmos 1817).[1][2]

Os Ekran-M pesavam cerca de duas toneladas e levavam dois transponders. Os painéis solares eram maiores e geravam 1,8 kW de potência.[1][2]

Histórico de lançamentosEditar

Satélite[2][1] Data[2][1] Plataforma de lançamento[2][1] Veículo de laçamento[2][1] Resultado[2][1] Notas[2][1]
Ekran-M 11L (Kosmos 1817) 30 de janeiro de 1987 Cosmódromo de Baikonur Proton-K/Blok-DM-2 Êxito parcial Primeiro lançamento de um Ekran-M. O último estágio do foguete Proton não entrou em ignição, deixando o satélite em uma órbita baixa.
Ekran-M 1 (Ekran-M 13L) 27 de dezembro de 1987 Cosmódromo de Baikonur Proton-K/Blok-DM-2 Êxito
Ekran-M 2 (Ekran-M 12L) 10 de dezembro de 1988 Cosmódromo de Baikonur Proton-K/Blok-DM-2 Êxito
Ekran-M 14L 09 de agosto de 1990 Cosmódromo de Baikonur Proton-K/Blok-DM-2 Falha Falha do terceiro estágio do foguete Proton.
Ekran-M 3 (Ekran-M 15L) 30 de outubro de 1992 Cosmódromo de Baikonur Proton-K/Blok-DM-2 Êxito
Ekran-M 4 (Ekran-M 18L) 07 de abril de 2001 Cosmódromo de Baikonur Proton-M/Briz-M Êxito Último lançamento de um Ekran-M

Veja tambémEditar

Referências

  1. a b c d e f g h i «Ekran-M» (em inglês). Mark Wade. Consultado em 17 de março de 2014 
  2. a b c d e f g h i «Ekran-M (11F647M)» (em inglês). Gunter's Space Page. Consultado em 17 de março de 2014