Eleição parlamentar na Albânia em 2005

6ª eleição parlamentar da Albânia


A eleição parlamentar albanesa de 2005 foi realizada em 3 de julho e consistiu no 6º pleito eleitoral realizado no país desde sua redemocratização em 1991.

Eleição parlamentar na Albânia em 2005
Albânia
← 2001 3 de julho de 2005 2009 →

Todos os 140 assentos do Parlamento da Albânia
71 assentos necessários para maioria
Comparecimento 49.07% Baixa 4.55%
Partido Líder(es) % Ass. ±
PDSh Sali Berisha 40.0 56 +10
PSSh Fatos Nano 30.0 42 -31
PRSh Fatmir Mediu 7.9 11 +6
PSD Skënder Gjinushi 5.0 7 +3
LSI Ilir Meta 3.6 5 +5
PDR Genc Pollo 2.9 4 +1
PAA Lufter Xhuveli 2.9 4 +1
PAD Neritan Ceka 2.1 3 +3
PDSSh Paskal Milo 1.4 2 +2
PBDNJ Vangjel Dule 1.4 2 -1
PDK Tahir Muhedini 1.4 2 +2
BLD Tahir Muhedini 0.7 1 +1
Independente Desconhecido 0.7 1 -1
Lista com partidos que ganharam assentos. Confira o resultado abaixo.
2005 elections Albania ENGLISH.png
Primeiro-ministro anterior Primeiro-ministro eleito
Фатос Нано (20-01-2004).jpg Fatos Nano
PSSh
Sali Berisha
PDSh
Sali Berisha (portret).jpg

Resultados eleitoraisEditar

Partido Votos % Cadeiras +/–
Partido Democrático da Albânia 622 234 40.0 56   10
Partido Socialista da Albânia 538 906 30.0 42   31
Partido Republicano da Albânia 272 746 7.9 11   6
Partido Social-Democrata da Albânia 174 103 5.0 7   3
Movimento Socialista pela Integração 114 798 3.6 4 Novo
Novo Partido Democrático da Albânia 101 373 2.9 4   1
Partido Ambientalista Agrário 89 635 2.9 4   1
Partido da Aliança Democrática 65 093 2.1 3 Novo
Partido da Social Democracia da Albânia 57 998 1.4 2
Partido da Unidade pelos Direitos Humanos 56 403 1.4 2   1
Partido Democrata Cristão da Albânia 44 576 1.4 2 Novo
União Democrata Liberal 14 418 0.7 1
Independentes 16 077 0.7 1   1
Total de votos válidos 1 366 506 97.78
Votos inválidos (brancos e nulos) 31 013 2.22
Total de votos registrados 1 397 519 100
Eleitorado apto a votar 2 848 144 49.07

Repercussão e análiseEditar

Liderado pelo ex-presidente Sali Berisha, o Partido Democrático da Albânia (PDSh), principal partido de oposição ao governo socialista de Fatos Nano, sagrou-se vencedor do pleito ao conquistar 40% dos votos válidos, elegendo uma maioria relativa de 56 deputados.[1]

Com 30% dos votos válidos, o então governista Partido Socialista da Albânia (PSSh) obteve uma pesada derrota eleitoral com uma diminuição significativa de sua bancada parlamentar, o que inviabilizou sua continuidade no governo.[1]

Formação de governoEditar

Diante do fato de que nenhuma das forças políticas obteve maioria absoluta das cadeiras do Parlamento da Albânia, o presidente da República à época, Alfred Moisiu, incumbiu o PDS a formar o novo governo. Após negociações para a composição dos ministérios com o Partido Republicano da Albânia (PRSh) e o Novo Partido Democrático (PDR), que juntos elegeram 15 deputados, uma nova coalizão governista de centro-direita foi formada e Sali Berisha foi oficialmente indigitado como o novo primeiro-ministro da Albânia.[2]

Referências

  1. a b «Direita ganha eleições legislativas na Albânia - Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: internacional». Jornal Diário do Grande ABC. Consultado em 17 de maio de 2022 
  2. «Berisha officially declared election winner | BreakingNews.ie». archive.ph. 18 de fevereiro de 2013. Consultado em 17 de maio de 2022 
  Este artigo sobre a Albânia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.