Emile Biayenda

Emile Biayenda (* 1927 em Mpongala , República do Congo ; † 23 de Março de de 1977, em Brazzaville ) foi Arcebispo de Brazzaville .

Emile Biayenda
Cardeal da Igreja Católica
Arcebispo de Brazzaville
Atividade eclesiástica
Diocese Arquidiocese de Brazzaville
Nomeação 14 de junho de 1971
Predecessor Dom Théophile Mbemba
Sucessor Dom Barthélémy Batantu
Mandato 19711977
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 26 de outubro de 1958
por Dom Michel-Jules-Joseph-Marie Bernard
Nomeação episcopal 7 de março de 1970
Ordenação episcopal 17 de maio de 1970
por Dom Sergio Pignedoli
Nomeado arcebispo 7 de março de 1970
Cardinalato
Criação 5 de março de 1973
por Papa Paulo VI
Ordem Cardeal-presbítero
Título São Marcos em Agro Laurentino
Lema In Verbo Tuo laxabo rete
Dados pessoais
Nascimento Mpongala
1927
Morte Brazzaville
23 de março de 1977 (50 anos)
Nacionalidade congolês
Funções exercidas - Arcebispo-coadjutor de Brazzaville (1970-1971)
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

VidaEditar

Émile Biayenda recebeu depois de estudar teologia católica em Brazzaville e Lyon em 26 de Outubro de 1958, o sacramento do sacerdócio pelo Arcebispo de Brazzaville, Michel-Jules-Joseph-Marie Bernard CSSp . Ele trabalhou de 1959 a 1965 e de 1969 a 1970 como pastor comunitário. De 1965 a 1969, ele serviu como Bispo Vigário da Arquidiocese de Brazzaville.

Papa Paulo VI. Em 1970 foi nomeado arcebispo titular de Garba e nomeado arcebispo coadjutor de Brazzaville. A consagração episcopal deu-lhe em 17 de maio de 1970 o arcebispo Sergio Pinedoli , secretário da Congregação para a Evangelização dos Povos ; Os co-consagradores foram o Arcebispo Mario Tagliaferri , Delegado Apostólico no Congo, e o Bispo de Orléans , Guy-Marie Riobé . Em 1971 foi nomeado arcebispo de Brazzaville.

Émile Biayenda foi em 5 de março, 1973 um padre cardeal com a igreja titular de San Marco in Agro Laurentino no Colégio dos Cardeais recebido.

Ele foi vítima de uma disputa tribal e foi assassinado em 23 de março de 1977, após ser seqüestrado no dia anterior. Seus restos foram enterrados na Catedral de Brazzaville. Em março de 1995, começou o processo de beatificação, durante o qual o Cardeal Biayenda foi proclamado o Venerável Servo de Deus .

ReferênciasEditar