Abrir menu principal

Wikipédia β

Entrada triunfal em Jerusalém

Entrada triunfal em Jerusalém.
Afresco de Giotto na Capela Scrovegni, em Pádua, na Itália.

A entrada triunfal em Jerusalém é um evento da vida de Jesus, já no final do final de seu ministério, e que é relatado pelos quatro evangelhos canônicos. A entrada marca o início do período conhecido como Paixão, que culminará com a crucificação e ressurreição de Jesus[1][2][3][4].

Em João 12:9-11, após a ressurreição de Lázaro dos mortos, multidões se juntam à volta de Jesus e passar a acreditar nele. No dia seguinte, uma multidão se juntou para recebê-lo em Jerusalém.

Em Mateus 21:1-11, Marcos 11:1-11, Lucas 19:28-44 e João 12:12-19, quando Jesus vinha do Monte das Oliveiras em direção a Jerusalém, o povo atirou roupas no chão para receber Jesus, que entrou triunfante na cidade.

Índice

Narrativa bíblicaEditar

 
Flevit super illam.
Óleo sobre tela de Enrique Simonet de 1892.

De acordo com os evangelhos, antes de entrar em Jerusalém, Jesus estava hospedado em Betânia. O Evangelho de João afirma que ele ficou ali nos seis dias antes da Pessach (a Páscoa judaica). De lá, ele enviou dois discípulos a uma aldeia que "está em frente de vós" para que buscassem um jumento que estaria ali amarrado e que nunca fora montado. Se questionados, deveriam responder que o Senhor precisava do animal, mas que ele seria devolvido[1][2][3].

Jesus então montou no jumento e se dirigiu a Jerusalém, com os três evangelhos sinóticos em acordo de que os discípulos forraram o animal com suas capas para tornar a montaria mais confortável. Em Marcos e João, a entrada ocorre num domingo, com Mateus e Lucas não especificando a data[1]. Em Lucas 19:41, conforme Jesus se aproxima de Jerusalém, ele olha para a cidade e chora por ela (no evento conhecido como em latim: Flevit super illam), já prevendo o sofrimento a que passará a cidade[1][3].

Os evangelhos seguem contando como Jesus chegou à cidade e, ali, o povo retirou também suas capas e as jogou à sua frente, juntamente com ramos de palmeiras. O povo cantou parte do Salmo 118: «Salva-nos agora, te pedimos, ó Jeová; Ó Jeová, envia-nos agora a prosperidade. Bendito seja aquele que vem em nome de Jeová, Da casa de Jeová vos abençoamos.» (Salmos 118:25-26)[1][3][2][5].

Nos evangelhos sinóticos, este episódio é seguido da Segunda limpeza do Templo e, nos quatro evangelhos, Jesus realiza vários milagres e conta diversas parábolas em Jerusalém até o dia da Última ceia.[1][2].

Os cristãos celebram a entrada de Jesus em Jerusalém no Domingo de Ramos, que ocorre uma semana antes do Domingo de Páscoa. Veja o artigo para uma discussão do simbolismo relacionado ao evento.

Paralelos com o Antigo TestamentoEditar

 
Entrada triunfal em Jerusalém.
1150. Mosaico na Capela Palatina, Palermo, na Itália.
 Mais informações: Domingo de Ramos

O relato em Mateus se refere a uma passagem do Livro de Zacarias:

«Regozija-te muito, filha de Sião; exulta, filha de Jerusalém; eis que vem a ti o teu rei. Ele é justo, e trás a salvação; ele é pobre e vem montado sobre um jumento, sobre um potrinho, filho de uma jumenta.» (Zacarias 9:9)

A localização do Monte das Oliveiras é importante no Antigo Testamento, pois Zacarias afirma que o Messias virá de Jerusalém a partir dali[3][6]:

«Então sairá Jeová, e pelejará contra essas nações, como quando pelejou no dia da batalha. Naquele dia estarão os seus pés sobre o monte das Oliveiras, que está defronte de Jerusalém para o oriente; o monte de Oliveiras será fendido pelo meio para o oriente e para o ocidente, e haverá um vale muito grande; uma metade do monte se removerá para o norte, e a outra metade para o sul.» (Zacarias 14:3-4)

Uma entrada triunfal com folhas de palmeiras lembra a celebração da liberação dos judeus no deuterocanônico I Macabeus (13:51), que diz[4]:

E entrou nela no dia vinte e três do segundo mês, no ano cento e setenta e um, com cânticos e palmas, harpas, címbalos, liras, hinos e louvores, porque um grande inimigo de Israel tinha sido aniquilado.
 
I Macabeus 13:51[7].

Ver tambémEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Entrada triunfal em Jerusalém

Referências

  1. a b c d e f The people's New Testament commentary by M. Eugene Boring, Fred B. Craddock 2004 ISBN 0-664-22754-6 pages 256-258
  2. a b c d The Bible Knowledge Background Commentary: Matthew-Luke, Volume 1 by Craig A. Evans 2003 ISBN 0-7814-3868-3 page 381-395
  3. a b c d e The Synoptics: Matthew, Mark, Luke by Ján Majerník, Joseph Ponessa, Laurie Watson Manhardt 2005 ISBN 1-931018-31-6 pages 133-134
  4. a b The Bible knowledge background commentary: John's Gospel, Hebrews-Revelation by Craig A. Evans ISBN 0-7814-4228-1 pages 114-118
  5. John 12-21 by John MacArthur 2008 ISBN 978-0-8024-0824-2 pages 17-18
  6. Ver também Flávio Josefo, Bellum Judaicum, II,13,5 e Antiquitates Judaicae, XX,8,6
  7. «I Mac 13:51». bibliacatolica. Consultado em 17 de março de 2012