Abrir menu principal

Ernesto Alves de Paula ( Rio Pardo, abril de 1862Porto Alegre, agosto de 1891 ) foi um advogado, jornalista e político brasileiro.

Filho de Manuel Alves de Oliveira e de Rafaela Azambuja, em 1873 mudou-se para Porto Alegre para estudar no Colégio Gomes.[1] Formou-se em 1883, pela Faculdade de Direito de São Paulo, retornando ao Rio Grande do Sul.[1]

Republicano desde o tempo de colégio, foi membro do Partido Republicano Riograndense, deputado federal, diretor de A Federação e inspetor geral da Instrução Pública no Rio Grande do Sul.[2] Foi um dos fundadores do jornal A Federação, onde publicou artigos polemizadores, até 1889.[3] Após a Proclamação da República, foi eleito deputado a Constituinte de 1891.

Faleceu vítima de tuberculose, com 29 anos.[1] Era casado com Francisca Vieira, com quem teve um filho, Manuel Vieira Alves de Oliveira.[3]

Referências

  1. a b c PORTO-ALEGRE, Achylles. Homens Illustres do Rio Grande do Sul. Livraria Selbach, Porto Alegre, 1917.
  2. «Dicionário de Estrela, José Alfredo Schierholt». Consultado em 28 de setembro de 2007. Arquivado do original em 14 de maio de 2011 
  3. a b SPALDING, Walter. Construtores do Rio Grande. Livraria Sulina, Porto Alegre, 1969, 3 vol., 840pp.
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.