Abrir menu principal
Ernesto de Treuberg
Conde de Treuberg
Barão de Holsen
Cônjuge Isabel Maria de Alcântara Brasileira
Descendência Maria Amélia
Fernando
Augusta
Francisco
Nome completo
Ernesto José João Fischler von Treuberg
Nascimento 1 de junho de 1816
  Holzen, Reino da Baviera[1]
Morte 14 de março de 1867 (50 anos)
  Holzen, Reino da Baviera
Pai Francisco de Treuberg
Mãe Maria Joana de Hohenzollern-Sigmaringen

Ernesto José João (em alemão: Ernst Joseph Johann; Holzen, 1 de junho de 1816 — 14 de março de 1867), barão de Holzen e conde de Treuberg, foi um nobre alemão.[2]

BiografiaEditar

Ernesto de Treuberg nasceu em 1 de junho de 1816, na cidade de Holzen. Filho de Francisco de Treuberg, primeiro conde de Treuberg, e de sua esposa, Maria Crescência Ana Joana, condessa de Hohenzollern-Sigmaringen, por parte de sua mãe Ernesto era neto de Carlos Frederico, príncipe de Hohenzollern-Sigmaringen.[3][4] Casou-se em 17 de abril de 1843, na cidade de Munique na Baviera, com Isabel Maria de Alcântara Brasileira, duquesa de Goiás, filha do imperador Pedro I do Brasil e de sua amante Domitília de Castro Canto e Melo, marquesa de Santos.[nota 1] Dessa união nasceram quatro filhos:

  • Maria Amélia Fischler von Treuberg (1844–1919)
  • Fernando Fischler, 3.º conde de Treuberg (1845–1897)
  • Augusta Maria Fischler von Treuberg (1846–?)
  • Francisco Xavier Fischler von Treuberg (1855–1933)

Ernesto morreu em Holzen, em 14 de março de 1867, aos 50 anos de idade.[1]

Notas

  1. O casamento foi arranjado pela imperatriz-viúva Amélia, madrasta da noiva.[2]

Referências

  1. a b Lundy, Darryl (17 de abril de 2005). «Ernst Joseph Johann Fischler Graf von Treuberg». The Peerage (em inglês). Consultado em 24 de Julho de 2016 
  2. a b Vilaça, Fabiano (3 de janeiro de 2011). «A prole bastarda e imperial». Revista de História da Biblioteca Nacional. Sociedade de Amigos da Biblioteca Nacional. Consultado em 24 de Julho de 2016. Arquivado do original em 6 de agosto de 2016 
  3. Johler 1824, p. 70.
  4. Schilling 1843, p. 291.

BibliografiaEditar