Dia Internacional das Mulheres: diferenças entre revisões

1 245 bytes adicionados ,  13h19min de 12 de setembro de 2010
Desfeita a edição 21812091 de Girino (discussão | contribs)
(→‎Origem: acrescentei um "carece de fontes pelo fato de diversas outras wikis afirmarem ser esta versão um mito propagado pelo jornal francês l'Humanité em 1955 e já desmentido)
(Desfeita a edição 21812091 de Girino (discussão | contribs))
 
No Ocidente, o Dia Internacional da Mulher foi comemorado durante as décadas de [[década de 1910|1910]] e [[década de 1920|1920]]. Posteriormente, a data caiu no esquecimento e só foi recuperada pelo movimento feminista, já na [[década de 1960]], sendo, afinal, adotado pelas Nações Unidas, em 1977.
 
A poesia A importância da mulher é destaque e amplamente divulgada em todo Brasil.
 
Mulher Geradora da vida... guerreira, batalhadora ao mesmo tempo terna, meiga, dócil, carinhosa e companheira. Fonte de luz, incansável nos compromissos diários, Muitas vezes trabalha fora e ainda cuida da casa, dos filhos e do companheiro. Sempre com um sorriso no rosto, uma palavra de conforto e um brilho especial no olhar. Protegem a família, aconchegam os filhos nos braços, são mães, amantes, amigas e levam no corpo o segredo e a magia do Universo. A mulher está sempre presente no cotidiano de todo homem mãe, avó, tia, irmã, amiga, filha, professora ou companheira. Enfeitam o lar com um perfume suave de rosas envolvendo de forma poderosa a mente, o corpo e o coração do homem. Mulher benefício da vida, que dá sentido a existência, rega as plantas com amor, trabalha com seriedade e ainda tem no coração muita bondade e uma imensa sinceridade. Amam com a força do coração. E aquecem com o calor do sol! Importantes na construção do mundo, fundamentais para a formação do mundo. Mulher, eterno brilho que transforma o caminho de espinho em um oásis de paz!
 
Obtido em "http://pt.wikipedia.org/wiki/Antonio_Marcos_Pires"
 
{{clr}}
{{Referências}}
Utilizador anónimo