Diferenças entre edições de "Adaloaldo"

306 bytes adicionados ,  17h58min de 27 de abril de 2012
infobox
(infobox)
{{Info/Monarca
'''Adaloaldo''' ([[Monza]], {{dni|lang=br|||602|sem idade}} — [[Ravenna]], {{morte|lang=br|||626|||602}}) foi [[rei dos lombardos]] e da [[Itália]] entre [[616]] e [[626]], sendo elevado ao trono por sei pai [[Agilolfo]]. Foi educado na [[Catolicismo|religião católica]].
|nome=Adaloaldo
|título=[[Rei dos lombardos]]
|imagem=
|legenda=
|reinado= [[616]] a [[626]]
|nome completo=
|nascimento=
|cidadenatal=
|morte=
|cidademorte=
|lugar de enterro=
|antecessor= [[Agilolfo]]
|sucessor= [[Arioaldo]]
|consorte=
|filhos=
|dinastia=
|pai=
|mãe=
}}
'''Adaloaldo''' ([[Monza]], {{dni|lang=br|||602|sem idade}} — [[RavennaRavena]], {{morte|lang=br|||626|||602}}) foi [[rei dos lombardos]] e da [[Itália]] entre [[616]] e [[626]], sendo elevado ao trono por sei pai [[Agilolfo]]. Foi educado na [[Catolicismo|religião católica]].
 
Adaloaldo, sendo católico contava com o apoio de [[Honório I]] (625-638), contra as pretensões do [[Ariano]] [[Arioaldo]], cunhado do anterior. O pontífice romano, nascido em [[Cápua]], na [[Campânia]], era bem inteirado dos assuntos regionais e interveio diretamente em vários deles. Em seu pontificado empenhou-se sobretudo na conversão dos [[anglo-saxões]] e dos [[lombardos]]. No primeiro caso, estreitou as relações com [[Edwin]], rei da [[Nortúmbria]] e, no segundo caso interveio sobremaneira na sucessão ao trono lombardo. De origem nobre (descendia de uma família do sul da Itália) ele, Honório, mostrou-se um hábil articulador político atuando de um modo definitivo para por fim ao cisma de [[Anexo:Lista de bispos e patriarcas de Aquileia|Aquiléia]], questão que só seria definitivamente resolvida entretanto tempos depois pelo rei [[Cuniberto]].
Adaloaldo ficou louco e perdeu o apoio dos nobres, sendo deposto em 626 pelo marido de sua irmã [[Gundiberga]], [[Arioaldo]], nobre lombardo de [[Turim]] que era hostil à [[Igreja Católica]]. Morreu misteriosamente em RavennaRavena, logo depois de deposto.
 
==Bibliografia==
41 920

edições