Abrir menu principal

Alterações

Sem alteração do tamanho, 08h39min de 23 de julho de 2012
m
"excessão" não existe em Português.
 
=== Campanha oficial ===
A campanha oficial começou na terça-feira, 20 de março. No entanto, o início da campanha oficial foi interrompida por uma [[Aentados a Toulouse e Montauban|série de assassinatos em Toulouse e Montauban]], e os candidatos declararam a suspenção da campanha, com excessãoexceção de [[François Bayrou]] e [[Jean-Luc Mélenchon]].<ref>{{Lien web|url=http://tempsreel.nouvelobs.com/election-presidentielle-2012/20120319.OBS4072/la-campagne-suspendue-les-candidats-se-precipitent-a-toulouse.html|titre=La campagne "suspendue", les candidats se précipitent à Toulouse|site=tempsreel.nouvelobs.com|en ligne le=19 mars 2012|consulté le=21 mars 2012}}</ref><ref>{{Lien web|url=http://www.marianne2.fr/Toulouse-campagne-suspendue-vraiment_a216523.html|titre=Toulouse : campagne suspendue, vraiment ?|site=marianne2.fr|en ligne le=20 mars 2012|consulté le=21 mars 2012}}</ref> De acordo com Jean-Luc Mélenchon, a continuação da campanha é "um ato de resistência moral, intelectual e afetiva".<ref>{{citar web|url=http://www.portugues.rfi.fr/franca/20120320-ataque-na-escola-judaica-repercute-na-campanha-presidencial-francesa|título=Ataque na escola judaica repercute na campanha presidencial francesa|publicado=rfiportuguês|data=20 de março de 2012|acessodata=25/4/2012}}</ref>
 
Nos trinta dias que antecedem o primeiro turno, todos os candidatos possuem o mesmo espaço conforme a lei. Assim, a [[mídia]] até então controlada pelos dois grandes partidos (PS e UMP) deve ser equilibrado com os pequenos. Os programas políticos e de generalidades, nas [[rádio]]s e [[TV]]s, são obrigados a contar o tempo de intervenção de cada concorrente. O Conselho Superior Audiovisual define as regras para garantir a pluralidade da expressão política, determinando o tempo das intervenções, as análises e reportagens políticas. A imprensa escrita não está submetida a este tipo de regulamentação. Os candidatos são livres para criar acessos à comunicação virtual. Entretanto, na véspera das eleições todos os sites montados por eles são fechados.<ref name="ascenção">{{citar web|url=http://operamundi.uol.com.br/conteudo/opiniao/20791/franca+a+surpreendente+mare+vermelha.shtml|título=França: a surpreendente maré vermelha|publicado=Opera Mundi|data=31/3/2012|acessodata=01/5/2012}}</ref>