Diferenças entre edições de "Assembleia das cúrias"

2 063 bytes adicionados ,  01h15min de 2 de dezembro de 2012
fontes e ajustes
(minúsculas (compatível com título))
(fontes e ajustes)
{{semmais-fontes|data=JulhoDezembro de 20112012}}
{{Governo da Roma Antiga}}
Durante o período do [[Reino de Roma]], no tempo do rei [[Sérvio Túlio]], a '''assembleia curiata''' (em [[latim]], ''comitia curiata'') foi a única [[assembleia]] popular com real significado político. <ref name=WILLIAMSMITH>{{Citar livro
A '''assembleia curiata''' foi a única [[assembleia]] popular com real significado político durante o período do [[Reino de Roma]]. Foi organizado com base nos trinta ''curiae''. O rei iria presidir à reunião, e submeter decretos para a ratificação. Um ''interrex'' iria presidir esta assembleia durante períodos intercalares entre reis (o [[interregno]]). O ''interrex'' iria presidir a esta assembleia, uma vez eleito um novo rei.
|nome = William
|sobrenome = Smith
|autor =
|url = http://www.ancientlibrary.com/smith-dgra/0339.html
|seção = Comitia
|título = The Dictionary of Greek and Roman Biography and Mythology
|subtítulo =
|idioma = inglês
|edição =
|local = Boston, (impresso em Londres)
|editora = C. Little, J. Brown
|editor =
|ano = 1870
|volumes =
|páginas =
|página = 332
|capítulo =
|volume =
|id =
|notas = Digitalizado por Ann Arbor, Michigan: University of Michigan Library, 2005
|acessodata = 01/12/2012 }}</ref>
 
Foi organizada com base nos trinta ''curiae'' nos quais era o povo dividido, de forma que era a única assembleia na qual o povo estava representado. <ref name=WILLIAMSMITH2>{{Citar livro
|nome = William
|sobrenome = Smith
|autor =
|url = http://www.ancientlibrary.com/smith-dgra/0338.html
|seção = Comitia
|título = The Dictionary of Greek and Roman Biography and Mythology
|subtítulo =
|idioma = inglês
|edição =
|local = Boston, (impresso em Londres)
|editora = C. Little, J. Brown
|editor =
|ano = 1870
|volumes =
|páginas =
|página = 331
|capítulo =
|volume =
|id =
|notas = Digitalizado por Ann Arbor, Michigan: University of Michigan Library, 2005
|acessodata = 01/12/2012 }}</ref>
 
Durante o tempo do Reino de Roma, esta assembleia foi, a princípio, uma assembleia legislativa (''comitia''). Como tal, foi responsável por leis e pela ratificação da eleição (teoricamente) de novo o rei. No entanto, a rejeição de tais leis pela assembleia não impediria a sua promulgação.
 
Sérvio Túlio promoveu mudanças que ocasionaram a transferência de suas principais atribuições para a [[Assembleia das Centúrias|assembleia centuriata]] (''comitia centuriata'').<ref name=WILLIAMSMITH/> Assim o poder de eleger magistrados, de decidir sobre a guerra, de passar leis e jurisdição em casos de apelação ao povo romano foram transferidos à assembleia centuriata.<ref name=WILLIAMSMITH/> A assembleia centuriata, instituída por Sérvio Túlio, reunia [[patrícios]] e [[plebeus]].<ref name=WILLIAMSMITH2/>
 
== Funcionamento e atribuições ==
 
A '''assembleia curiata''' foi a única [[assembleia]] popular com real significado político durante o período do [[Reino de Roma]]. Foi organizado com base nos trinta ''curiae''. O rei iriapresidia presidir àa reunião, e submeter decretos para a ratificação. Um ''interrex'' iria presidir esta assembleia durante períodos intercalares entre reis (o [[interregno]]). O ''interrex'' iria presidir a esta assembleia, uma vez eleito um novo rei.
 
As reuniões dessa assembleia tinham uma das seguintes finalidades:
* Votar questões legislativas.
 
Depois da morte de um rei, o ''interrex'' iria escolher um candidato para substituí-lo. Após o candidato receber a aprovação do [[Senado romano|senado]], o interrex iria realizar a eleição formal antes da Assembleiaassembleia Curiatacuriata. Após a Assembleiaassembleia Curiatacuriata ter elegido o novo rei, o senado iria ratificar a eleição.
 
Duas vezes por mês, esta reunião seria reunir para ouvir anúncios. Estes anúncios geralmente consideram o calendário. Recursos apresentados a esta assembleia muitas vezes tratadas as questões relativas à [[gens]] ( "família"). A este respeito, a assembleia tinha a competência de um tribunal de direito da família. Durante dois dias fixados na Primavera, a assembleia era agendada para atender testemunhas de testamentos e adopções (''adrogatio''). Todas as outras reuniões eram realizadas caso fosse necessário. Para decidir estas questões, a presidência cabia ao [[pontifex maximus]].
 
{{referências}}
Durante o tempo do Reino de Roma, esta assembleia foi, a princípio, uma assembleia legislativa (''comitia''). Como tal, foi responsável por leis e pela ratificação da eleição (teoricamente) de novo o rei. No entanto, a rejeição de tais leis pela assembleia não impediria a sua promulgação.
 
=={{ Ligações externas}} ==
*[http://www.cacp.org.br/historia/artigo.aspx?lng=PT-BR&article=1185&menu=13&submenu=2 CACP - História da Roma Antiga]
 
41 867

edições