Abrir menu principal

Alterações

3 bytes removidos ,  06h44min de 14 de junho de 2013
O principal detrito do mares são os objetos de plástico, afetando todas as regiões oceânicas com bilhões de toneladas de objetos diversificados a boiar pela superfície ou se depositando no fundo marinho. O plástico é um material onipresente na civilização contemporânea, e o encontramos sob as mais variadas formas. Por conseguinte, é também um dos mais descartados no ambiente como lixo, muito do qual não recebe destinação correta e acaba indo parar nos mares, carregados por rios, enchentes, negligência humana, e outras maneiras. O plástico é um material que não se degrada rapidamente; conforme o tipo, pode permanecer mais de 600 anos visivelmente no ambiente antes de se decompor em fragmentos microscópicos, misturando-se ao [[plâncton]] e finalmente infiltrando toda a [[cadeia alimentar]] oceânica.<ref name="Pincetich"/><ref name="United"/><ref name="Sheavly"/><ref name="Greenpeace"/>
 
O plástico interfere nos ciclos naturais do oceano soterrando criaturas que vivem no fundo, bloqueando parte da superfície quando boia em grandes maciços, é confundido com alimento por várias espécies de animais, mas, sendo indigerível, causa obstruções no seu [[tubo digestivo]], matando-os ou ferindo-os. Cerca de 100 mil tartarugas, aves, focas e outros animais marinhos são mortos anualmente por plástico, mas esses números são muito maiores somando-se outras criaturas. Um dos objetos plásticos mais daninhos são as [[sacola de plástico|sacolas de compras]], usadas aos bilhões em todo o mundo.<ref name="Pincetich">Pincetich, Chris
; Shore, 
Teri &
 Steiner, Todd. [http://seaturtles.org/downloads/STRP_BanPlasticBagReportAB1998.pdf ''A 
Ban 
on
 Plastic 
Bags
 Will Save the Lives of California’s Endangered 




Leatherback
 Sea 
Turtles'']. Sea 
Turtle 
Restoration
 Project</ref><ref name="United"/><ref name="Greenpeace"/> Um levantamento realizado em praias da Espanha, França e Itália revelou a existência de 1.935 objetos diversos por quilômetro quadrado da faixa costeira. Destes, 77% eram de plástico, e destes, 93% eram sacolas. Outra pesquisa analisou em 1998 os objetos flutuantes no [[oceano pacífico|Pacífico Norte]] e constatou que 89% deles eram de plástico.<ref name="United"/> A maioria dos outros estudos indica uma incidência majoritária do plástico.<ref name="Jeftic"/>
 
Um levantamento realizado em praias da Espanha, França e Itália revelou a existência de 1.935 objetos diversos por quilômetro quadrado da faixa costeira. Destes, 77% eram de plástico, e destes, 93% eram sacolas. Outra pesquisa analisou em 1998 os objetos flutuantes no [[oceano pacífico|Pacífico Norte]] e constatou que 89% deles eram de plástico.<ref name="United"/> A maioria dos outros estudos indica uma incidência majoritária do plástico.<ref name="Jeftic"/>
 
=== Materiais ligados à pesca ===