Abrir menu principal

Alterações

Sem alteração do tamanho, 12h06min de 1 de outubro de 2013
sem resumo de edição
Na [[história do cristianismo]], '''pentarquia''' (do grego: ''pente'' – cinco, e ''arquia'' – governo ou governante) é um termo utilizado para referir-se a um sistema eclesiástico baseado no comando de cinco [[patriarcas]]; [[Papa|Roma]], [[Patriarca de Constantinopla|Constantinopla]], [[Patriarca de Alexandria|Alexandria]], [[Patriarca de Antioquia|Antioquia]] e [[Patriarca de Jerusalém|Jerusalém]]<ref name= "EB">[http://www.britannica.com/eb/article-9059117/pentarchy Encyclopaedia Britannica: ''Pentarchy'']</ref>. O termo pentarquia e seu valor jurídico ([[Corpus juris civilis|civil]] e [[Código de Direito Canônico|canônico]]) foi especificado no [[Império bizantinoBizantino|Oriente]] pela legislação do imperador [[Justiniano I]] ([[527]]-[[565]]), e pelo [[Concílio In Trullo]] ([[692]]),<ref name= "EB"/> no [[Mundo ocidental|Ocidente]] suas sanções foram negadas ou aceitas parcialmente pelos [[papa]]s, que sustentavam que Cristo ao tornar São Pedro, o primeiro papa, fundando a Igreja sobre ele, tornou-a por vontade divina, "[[Monarquia|monárquica]], e não pentárquica".<ref>{{cite web| url= http://www.montfort.org.br/old/index.php?secao=cartas&subsecao=apologetica&artigo=20050426162411&lang=bra
| last = | first = | title = Causa do Cisma da Igreja Ortodoxa| accessdate=2011-10-23 | work = Site Montfort}}</ref>