Abrir menu principal

Alterações

Ajustes formato
[[File:Germanborders.svg|thumb|350px|Perdas territoriais alemãs após a [[Segunda Guerra Mundial]] em verde e amarelo]]
A '''expulsão de alemães após a Segunda Guerra Mundial''' se refere à [[migração forçada]] de [[alemães#Etnia alemã e nacionalidade alemã|alemães étnicos]] (''[[Volksdeutsche]]'') e cidadãos alemães (''[[Reichsdeutsche]]'') nas fases finais da [[Segunda Guerra Mundial]] e no período após o fim da guerra, de vários estados e territórios da [[Europa]], principalmente nas áreas que iriam se tornar a [[Zonas ocupadas pelos Aliados na Alemanha|Alemanha pós-guerra]] e a [[Zonas ocupadas pelos Aliados na Áustria|Áustria pós-guerra]]. Estas áreas incluídas nas províncias alemãs pré-guerra foram transferidos para a [[República Popular da Polónia|Polônia]] e para a [[União Soviética]] depois da [[Segunda Guerra Mundial]], bem como as áreas que a [[Alemanha nazista]] anexou ou ocupou da [[Segunda República Polonesa|Polônia]], [[Tchecoslováquia]], [[Hungria]], [[Romênia]], norte da [[Iugoslávia]] e outros Estados da [[Europa Central]] e [[Leste europeu|Oriental]].
{{História da Alemanha}}
A '''expulsão de alemães após a Segunda Guerra Mundial''' se refere à [[migração forçada]] de [[alemães#Etnia alemã e nacionalidade alemã|alemães étnicos]] (''[[Volksdeutsche]]'') e cidadãos alemães (''[[Reichsdeutsche]]'') nas fases finais da [[Segunda Guerra Mundial]] e no período após o fim da guerra, de vários estados e territórios da [[Europa]], principalmente nas áreas que iriam se tornar a [[Zonas ocupadas pelos Aliados na Alemanha|Alemanha pós-guerra]] e a [[Zonas ocupadas pelos Aliados na Áustria|Áustria pós-guerra]]. Estas áreas incluídas nas províncias alemãs pré-guerra foram transferidos para a [[República Popular da Polónia|Polônia]] e para a [[União Soviética]] depois da [[Segunda Guerra Mundial]], bem como as áreas que a [[Alemanha nazista]] anexou ou ocupou da [[Segunda República Polonesa|Polônia]], [[Tchecoslováquia]], [[Hungria]], [[Romênia]], norte da [[Iugoslávia]] e outros Estados da [[Europa Central]] e [[Leste europeu|Oriental]].
 
[[Ficheiro:Vertreibung.jpg|thumb|250pxupright=1.0|esquerda|Expulsão de alemães dos [[Sudetos]].]]
[[File:Germanborders.svg|thumb|350pxupright=1.0|esquerda|Perdas territoriais alemãs após a [[Segunda Guerra Mundial]] em verde e amarelo]]
O movimento dos alemães envolveu um total de pelo menos 12 milhões de pessoas, com algumas fontes colocando o valor de 14 milhões de pessoas, e foi a maior movimentação ou transferência de qualquer outro [[grupo étnico]] único da [[história moderna]]. Os maiores números vieram dos antigos territórios orientais da Alemanha adquirida pela Polónia e pela União Soviética (cerca de 7 milhões) e da Tchecoslováquia (cerca de 3 milhões). Foi também a maior entre todas as expulsões do pós-guerra na Europa Central e Oriental, onde mais de vinte milhões de pessoas foram deslocadas no total. O evento têm sido descrito de diversas formas como [[transferência populacional]], [[limpeza étnica]] ou [[democídio]].
 
Muitas mortes foram atribuídas às expulsões, com estimativas variando 500 mil a dois milhões, onde os valores mais elevados incluem as mortes por [[fome]] e [[doença]]s, bem como de atos violentos. Muitos civis alemães também foram enviados para campos de internamento e de trabalho.
 
[[Ficheiro:Vertreibung.jpg|thumb|250px|esquerda|Expulsão de alemães dos [[Sudetos]].]]
A política era parte da geopolítica e de reconfiguração étnica da Europa pós-guerra e, em retaliação à [[Alemanha nazista]] pelas subsequentes limpezas étnicas e atrocidades cometidas na Europa ocupada pelos nazistas.
 
*[[Limpeza étnica]]
*[[Transferência populacional]]
{{limpar}}
 
== Bibliografia ==
{{Refbegin|2}}
39 418

edições