Partido Republicano Mineiro: diferenças entre revisões

556 bytes removidos ,  03h51min de 4 de abril de 2015
m
Reversão de uma ou mais edições de 189.122.205.233 para a versão 39056860 de Rafazmr (não referenciou), com Reversão e avisos.
m (Reversão de uma ou mais edições de 189.122.205.233 para a versão 39056860 de Rafazmr (não referenciou), com Reversão e avisos.)
|notas = <big>[[Política do Brasil]] <br/>[[Anexo:Lista de partidos políticos brasileiros extintos|Partidos políticos]] <br/>[[Eleições no Brasil|Eleições]]</big>
}}
'''Partido Republicano Mineiro''' ('''PRM''') foi um [[partido político]] [[brasil]]eiro criado em [[4 de junho]] de [[1888]], com o objetivo de representar os ideias [[republicano]]s e [[oligárquico]]s da elite agrária do estado de [[Minas Gerais]].
 
Foi controlado inicialmente na [[República Velha]] por políticos do [[Sul de Minas]], até que [[Artur Bernardes]] deslocou o comando do PRM para a [[Zona da Mata Mineira]]. Sua comissão executiva, a "tarasca", era muito poderosa e tomava as principais decisões. Elegeu e indicou todos os Governadores (Presidentes) do Estado entre 1891 e 1933.
 
Como todos os partidos políticos, o PRM foi extinto com o advento do [[Estado Novo]].
Com a nomeação de Benedito Valadares para a interventoria estadual em 1933, o mesmo passou a favorecer o novo Partido Progressista Mineiro, permanecendo o PRM como o principal partido oposicionista, elegendo representantes para a Assembleia Nacional Constituinte daquele ano (inclusive o seu Presidente, Antônio Carlos Ribeiro de Andrada), e a principal Bancada minoritária na Câmara e Assembleia Legislativa em 1935, situação que perdurou até 1937, como aconteceu com todos os partidos políticos, o PRM foi extinto com o advento do [[Estado Novo]].
 
== Principais representantes ==
229 756

edições