Diferenças entre edições de "Matilde de Flandres"

2 bytes removidos ,  09h38min de 9 de junho de 2015
m
"Dá-se alguem à luz", e não "a luz a alguém".
m ("Dá-se alguem à luz", e não "a luz a alguém".)
Para a invasão de seu marido, Matilde equipou um navio chamado Mora com o seu próprio dinheiro e o deu de presente.<ref>{{citar livro|título = Elisabeth van Houts, 'The Ship List of William the Conqueror', Anglo-Norman Studies X; Proceedings of the Battle Conference 1987 (Boydell Press, Woodbridge, UK, 1988), p. 166|sobrenome = |nome = |edição = |local = |editora = |ano = |página = |isbn = }}</ref>Durante a sua ausência, Guilherme a deixou regente do seu filho de 14 anos, tendo sido essa uma época pacífica.<ref>{{citar livro|título = Lisa Hilton, Queen Consort (NY: Pegasus Books, LLC, 2010), pp. 31–32, ISBN 978-1-60598-105-5|sobrenome = |nome = |edição = |local = |editora = |ano = |página = |isbn = }}</ref>
 
Após a [[Conquista normanda da Inglaterra]], Matilde ainda passou mais de um ano sem conhecer seu novo reino.<ref>{{citar livro|título = Lois Honeycutt, Matilda of Scotland: a Study in Medieval Queenship (Woodbridge: The Boydell Press, 2003), p. 50|sobrenome = |nome = |edição = |local = |editora = |ano = |página = |isbn = }}</ref>Mesmo depois de ter sido coroada rainha, Matilde continuou vivendo na Normandia, governando o ducado, apoiando os interesses de seus irmãos em Flandres e patrocinando igrejas. Ela apenas deu aà luz à um filho na Inglaterra, Henrique, que nasceu em Yorkshire enquanto Matilde acompanhava o marido no [[Massacre do Norte]]. <ref>{{citar livro|título = Lisa Hilton, Queen Consort (NY: Pegasus Books, LLC, 2010), p. 35, ISBN 978-1-60598-105-5|sobrenome = |nome = |edição = |local = |editora = |ano = |página = |isbn = }}</ref>
 
== Rainha de Inglaterra ==