Diferenças entre edições de "Laódice I"

Sem alteração do tamanho ,  01h47min de 12 de agosto de 2015
sem resumo de edição
{{sem-notas|data=Fevereiro de 2011}}
{{ver desambiguação|Laódice|Laódice}}
'''Laódice I''' (c. [[300 a.C.]] - ?) foi uma nobre selêucida casada com o rei [[Antíoco II TheosTeos]], de quem era prima.
 
Laódice era neta de [[Seleuco I Nicator]], general de [[Alexandre Magno]] e fundador do reino selêucida. O seu pai era Aqueu (filho mais novo de Seleuco) e o seu tio o rei [[Antíoco I Sóter]]. Com Antíoco II TheosTeos, LaodiceLaódice teve dois filhos, [[Seleuco II CalinicoCalínico|Seleuco]] e Antíoco, assim como duas filhas, Estratonice e [[Laódice II|Laódice]].
 
Em [[252 a.C.]], depois do fim da [[Segunda Guerra Síria]], Antíoco II repudiou-a, junto com os seus filhos, para poder casar com uma filha de [[Ptolemeu II Filadelfo]], Berenice, nos termos do acordo de paz. Com Berenice Antíoco teria um filho, que nomeou como seu sucessor.
 
Laódice e os seus filhos fixaram residência na cidade de [[Éfeso]], tendo-lhe Antíoco concedido terras perto da [[Babilónia (cidade)|Babilónia]] e de [[BorsippaBorsipa]]. Passado algum tempo Laódice consegue contudo convencer Antíoco a abandonar Berenice, mudando-se com ela para Éfeso. Antíoco II morreu em [[246 a.C.]], possivelmente envenenado por esta.
 
Laódice e Berenice travaram a partir de então uma luta na qual cada uma procurava impor o seu filho como novo monarca selêucida. Laódice mandou raptar o filho de Berenice, mas esta perseguiu os raptores e matou um deles com uma pedra. Berenice refugiou-se em [[Antioquia]] e pediu ajuda ao seu pai, mas acaba por ser morta com o seu filho a mando de Laódice.