Abrir menu principal

Alterações

237 bytes removidos ,  16h47min de 10 de fevereiro de 2016
m
Desfeita(s) uma ou mais edições de 179.215.209.95, com Reversão e avisos.
Procuradores da justiça conduzem investigações e apresentam acusações no tribunal, onde atuam como representantes da acusação. O Advogado do Estado examina os resultados da investigação da polícia, cenas de crime avaliados, se necessário, analisa arquivos e apresenta fatos, questões necessárias, mandados de busca e pesa argumentos pró e contra os possíveis autores, um contra o outro. Se os fatos falam convincentemente por um crime, é ele que traz acusações no tribunal. Se há uma convicção, ele inicia a execução da sentença.
 
Como procuradores da justiça pode trabalhar, que é qualificada para ser um juiz, ou seja, cidadão com um diploma de [[direito]]. Em contraste com o juiz, promotores estão vinculados às instruções oficiais de seus superiores (por exemplo, o Procurador Geral).
 
== Sistemas de ''common law'' ==
 
=== Brasil ===
Os promotores são membros do [[Ministério Público_do_Brasil|Ministério Público]], que é uma função essencial à justiça, responsável pela defesa da ordem jurídica e cabendo-lhe privativamente a iniciativa da [[ação penal pública]] (processos criminais onde o delito é considerado grave o suficiente para que seja apurada a culpa independentemente da vontade ou iniciativa do ofendido). Além disso, atuam na defesa do patrimônio público, do meio ambiente, dos direitos dos consumidores, do direito econômico, defesa do patrimônio histórico-cultural brasileiro, defesa dos hipossuficientes tais como crianças, idosos, minorias etc. dentre muitos outros interesses coletivos de relevância social. No Brasil, por força do art. 127 da Constituição Federal, o Promotor goza de independência funcional, estando livre para, fundamentadamente, adotarem suas próprias posições jurídicas, independentemente de orientação superior.
 
== Bibliografia ==