Abrir menu principal

Alterações

4 bytes removidos, 21h19min de 6 de novembro de 2016
[[Image:Kohanim hands blessing photo.jpg|thumb|left|120px|As mãos em posicão do [[Cohen]], tradicional bênção que os sacerdotes judaicos dão para sua congregação.]]
 
No [[judaísmo]], os ''Kohanim'' (singular כהן ''kohen'', plural כּהנִים ''kohanim'', de onde os nomes ''Cohen'', ''Cahn'', ''Kahn'', ''Kohn'', ''Kogan'' e etc) são sacerdotes hereditários através da ascendência paterna. Estas famílias são da tribo dosd LeviimLevi ([[Levitas]]), e são tradicionalmente aceitos como os descendentes de [[Aarão]]. Em ''[[Êxodo]] 30:22-25'' Deus ordena a [[Moisés]] que fizesse uma unção de óleo santo para consagrar os sacerdotes de todas as gerações que virão. Durante os tempos dos dois Templos judeus em [[Jerusalém]], os levitas foram responsáveis por diários e especiais feriados judaicos, bem como oferendas e sacrifícios no templo conhecido como o [[Korban]].
 
Desde o fim do [[Segundo Templo]] e, portanto, a cessação de cerimónias sazonais e diárias, e sacrifícios, os Cohanim no judaísmo tradicional ([[judaísmo ortodoxo]] e, em certa medida, o [[judaísmo conservador]]) têm continuado a realizar uma série de cerimônias sacerdotais, e mantiveram-se sujeitos, em especial no judaísmo ortodoxo, a uma série de regras especiais, nomeadamente restrições sobre o casamento, a pureza ritual, e outros requisitos. O judaísmo ortodoxo acredita que os Cohanim futuramente servirão em um novo e restaurado Templo. Em todos os ramos do judaísmo, os [[rabino]]s não executam quaisquer funções sacerdotais como propiciação, sacrifício, ou sacramento. Em vez disso, sua função religiosa principal é servir como um juiz autoritário e expositor da lei judaica. Os rabinos também geralmente exercem funções de liderança social e aconselhamento pastoral.
Utilizador anónimo