Abrir menu principal

Alterações

114 bytes adicionados, 18h43min de 25 de dezembro de 2016
m
manutenção
Um '''baluarte''' (do [[língua provençal|provençal]] ''baloart'', do [[língua neerlandesa|neerlandês]] ''bolwerk'') ou '''bastião''' (do [[Língua francesa|francês]] ''bastion'') - em [[arquitetura militar]] - é uma obra defensiva, situada nas esquinas e avançada em relação à estrutura principal de uma [[fortificação abaluartada]].
 
== História ==
 
A primeira referência ao termo encontra-se no Antigo Testamentoː
 
"''Somente as árvores que souberes não serem árvores cujo fruto se pode comer, é que destruirás e cortarás, e contra a cidade que guerrear contra ti edificarás baluartes, até que seja vencida.'''" (Deuteronómio 20ː20, Traduçãoː João Ferreira de Almeida)
= História ==
 
O moderno baluarte surgiu pela primeira vez na [[Itália]], em fins do [[século XV]], tendo alcançado a sua máxima expressão com o [[marquês de Vauban]], na [[França]], na segunda metade do [[século XVII]].
Primeiro surgimento do termo baluartes é bíblico se encontra no livro de Deuteronômio 20 versículo 20. Onde Deus instrui aos Israelitas utilizarem árvores que não produzam frutos para tal finalidade no campo de batalha.
 
O baluarte surgiu pela primeira vez na [[Itália]], em fins do [[século XV]], tendo alcançado a sua máxima expressão com o [[marquês de Vauban]], na [[França]], na segunda metade do [[século XVII]].
 
Era utilizado como plataforma de [[artilharia]], para cruzar fogos com os baluartes vizinhos, impedindo o assalto inimigo às [[cortina (arquitetura militar)|cortinas]] situadas entre eles.