Diferenças entre edições de "Sebastopol"

1 byte removido ,  19h13min de 6 de janeiro de 2017
m
sem resumo de edição
m
'''Sebastopol''' ou '''Sevastópol'''<ref>Transliteração, com indicação da sílaba tónica.</ref> ({{Lang-uk|Севасто́поль}}; {{Lang-ru|Севасто́поль}}; {{lang-crh|''Aqyar''}}), ou ainda '''Sebastópolis''',<ref>[[José Pedro Machado|Machado, José Pedro]], ''[[Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa]]'', verbete "Sebastópolis"</ref> é uma [[cidade]] administrada ''[[de facto]]'' pela [[Federação Russa]], mas reconhecida como pertencente de direito à [[Ucrânia]] pela maioria da comunidade internacional e dos membros da [[ONU]]. Possui cerca de {{formatnum:330000}} habitantes localizada na [[península da Crimeia]]<ref>[http://www.infopedia.pt/$tomada-de-sebastopol Infopédia.pt: Tomada de Sebastopol]</ref>.
 
A carta de constituição da cidade de Sebastopol, a Federação Russa, os demais estados da CEI e toda a população de Sebastopol consideram a cidade como reunificada e pertencente à Rússia. Na Federação Russa, Sebastopol é uma das três cidades com ''status'' especial de [[cidade independente|cidade federada]] da Rússia. A cidade russa, mantinha um status diferenciado desde os tempos soviéticos pois sempre se manteve como cidade independente mesmo quando estava vinculada à Ucrânia. Sebastopol abriga um importante polo industrial e turístico e sempre foi uma das mais importantes cidades da URSS. As outras duas cidades com status de Cidade Federal dentro do território Russo são Moscou e São Petersburgo.
 
Sebastopol abriga uma grande base naval russa, construída para abrigar a Frota do Mar Negro da marinha da então União Soviética. Em Maio de 2014, por meio de um referendo realizado na região da Crimeia, a região foi anexada pela Federação Russa, contrariando as determinação da ONU, OTAN e do governo ucraniano, que não deram legitimidade ao referendo e invalidaram seu resultado.
471

edições