Diferenças entre edições de "Stewart Grand Prix"

3 bytes adicionados ,  22h53min de 8 de fevereiro de 2017
sem resumo de edição
|pneus = [[Bridgestone]]
|combustível =
|debut = [[Grande Prêmio da Austrália de 1997 (Fórmula 1)|GP da Austrália de 1997]]
|último_GP = [[Grande Prêmio do Japão de 1999 (Fórmula 1)|GP do Japão de 1999]]
|corridas = 49
|camp_construtores = 0 (4º em {{AnosF1|1999}})
No mundial de equipes, a Stewart ficou em 8° lugar no campeonato de pilotos com 5 pontos. Rubens Barrichello terminou em 12°, com 4 pontos e Jan Magnussen ficou em 16°, com 1 ponto.
 
[[Imagem:Johnny Herbert 1999 Canada.jpg|thumb|esquerda|[[Johnny Herbert]] pilotando o [[Stewart SF-3]] no [[Grande Prêmio do Canadá de 1999 (Fórmula 1)|Grande Prêmio do Canadá de 1999]].]]
[[Imagem:Stewart gp barrichello 1997.jpg|thumb|[[Rubens Barrichello]] pilotando o [[Stewart SF01]] no [[Grande Prêmio do Canadá de 1997 (Fórmula 1)|Grande Prêmio do Canadá de 1997]]. A decoração [[tartan]] indica a origem [[Escócia|escocesa]] da Stewart.]]
O ano de 1999 foi o último da Stewart na F1Fórmula 1, apesar dos anos anteriores as coisas mudaram em 1999, pois a equipe evoluiu muito em relação aos outros anos, e no final de 1999 a equipe foi vendida para Montadora ''Ford'', que já mostrava interesse em ter uma equipe na [[Fórmula 1]].
 
A Stewart continuou sua parceria com o piloto Rubens Barrichello, marcando 21 pontos e conquistando 3 vezes a 5° posição, nas pistas da Austrália, Hungria e Malásia, um 4° lugar na Itália, chegou também 3 vezes em 3° lugar nas pistas de San Marino, França e Europa. Rubens abandonou 3 provas, o que é pouco em vista dos anos anteriores na equipe. O outro piloto da equipe era o veterano [[Johnny Herbert]], que ficou com a 8° posição no mundial conquistando 15 pontos com um 5° lugar no Canadá, um 4° lugar na Malásia e uma vitória (única da equipe) no GP[[Grande Prêmio da Europa de 1997|Grande Prêmio da Europa]]. Herbert abandonou 7 provas ao todo no mundial.
 
No mundial de equipes a Stewart ficou em 4° lugar no campeonato de pilotos com 36 pontos, Rubens Barrichello terminou em 7° com 21 pontos e Johnny Herbert ficou em 8° lugar com 15.
 
Em 2000, a equipe, como já citado, pertencia a Ford, que a renomeou para a [[Jaguar Racing]].
[[Jackie Stewart]], o dono da equipe, continuou como chefe de equipe e Rubens Barrichello foi transferido para a Ferrari. [[Eddie Irvine]] entrou no lugar de Barrichello. O irlandês veio da [[Scuderia Ferrari|Ferrari]] onde terminou a temporada de 1999 na segunda colocação com 74 pontos e Herbert continuou na equipe. O inglês fez a sua última temporada da carreira. A Jaguar Racing foi vendida em 2004 para a [[Red Bull Racing|Red Bull]].
 
|bgcolor="#000000" style="color:white" COLSPAN=2|
|-
|align=center rowspan="2"| {{anosF1AnosF1|1999}}
|align=center rowspan="2"| [[Stewart SF-3|SF-3]]
|align=center rowspan="2"| [[Ford Cosworth|Ford]] CR-1<br>[[Motor V10|V10]]
|bgcolor="#000000" style="color:white" COLSPAN=2|
|-
|align="center" rowspan="2"| {{anosF1AnosF1|1997}}
|align="center" rowspan="2"| [[Stewart SF01|SF01]]
|align="center" rowspan="2"| [[Ford Cosworth|Ford]] JD Zetec-R<br>[[Motor V10|V10]]