Abrir menu principal

Alterações

2 bytes removidos, 15h08min de 31 de julho de 2017
m
é o nome → é; ajuste(s) utilizando AWB
{{Info banda/Música/artista
| nome = Brigada Victor Jara
| imagem =
O disco "Quem Sai Aos Seus" foi editado em [[1981]] através da [[Vadeca]]. Em [[1982]] é lançado o álbum "Marcha dos Foliões". Recebem o prémio de "Melhor Conjunto do Ano" atribuído pela revista [[Nova Gente]].
Fazem uma digressão em [[França]] que passou pelas cidades de Grenoble, Nice, Marselha e Tours, no ano de [[1983]].
 
No ano seguinte foi editado o álbum "Contraluz". A Vadeca lança a colectânea "10 Anos a Cantar Portugal". Regressam a França, a convite da Associação França/Portuga, para actuar em Pau, Tarbes, Toulouse e Bordéus.
 
Comemoram o seu 10º aniversário com espectáculos no Teatro Académico de [[Gil Vicente]] (Coimbra) e na [[Aula Magna]] de Lisboa, com a participação do GEFAC e do Orfeon Académico de Coimbra. Deslocam-se a [[Macau]] para as Comemorações do [[10 de Junho]] de 1985. Actuam na [[Bulgária]], no Festival Internacional da Juventude, e na [[Grécia]] com espectáculos em Larissa, Salónica, Volos e [[Atenas]].
Regressam a França, em [[1991]], para vários concertos nas cidades de Grenoble, Vienne e Saint Ettienne. Deslocam-se também aos [[Açores]] para vários concertos e em Julho fazem um concerto em Moaña, na [[Galiza]].
 
Durante o ano de [[1992]] actuam em França, Inglaterra, País de Gales e Canadá. Participam no I Festival do Noroeste com concertos em [[Caminha]] e [[A Guarda]]. Actuam ainda em [[Santiago de Compostela]].
 
Em [[1993]] deslocam-se novamente ao [[Reino Unido]] para participar em festivais realizados em Beverley, Bradford, Bracknel e Glasgow.
Participam na compilação "''[[Filhos da Madrugada]]"'', de homenagem a [[José Afonso]], editado em [[1994]], e actuam no [[Estádio de Alvalade]] num concerto com as restantes bandas presentes nesta compilação. Participam ainda nas gravações da "Ópera do Bandoleiro" juntamente com o grupo [[Trigo Limpo-ACERT]] e os brasileiros Quinteto Violado. O disco "Contraluz" é reeditado em CD. Em Abril participam no concerto do Grupo de Guitarras e Cantares de Coimbra, realizado no Grande Auditório do CCB, por ocasião das comemorações dos 40 anos de carreira de [[António Brojo]] e [[António Portugal]]. Actuam na Madeira, Bélgica e [[Macau]].
 
Em [[1995]] é lançado o disco "''Danças e Folias"''. Actuam ao vivo em Coimbra (Teatro Académio Gil Vicente e Festival José Afonso), Lisboa (Teatro São Luíz), Açores e Galiza. A editora Farol reedita o disco "Eito Fora" em CD.
Em [[1996]], o grupo actua no encerramento do Festival Intercéltico (Porto) onde recebem um prémio pelos seus 20 anos de defesa e divulgação da Música Tradicional Portuguesa. Realizam vários espectáculos em Espanha, Açores e Madeira e ainda no Festival Português de Massachusetts, nos [[Estados Unidos]]. O disco "Monte Formoso" é reeditado pela editora Farol.
Em Abril de [[1998]] participam num Festival em Ferrol, na [[Corunha]]. Participam depois nas Comemorações do [[10 de Junho]], em [[Macau]], onde realizam três concertos. Actuam em Itália, nos Festivais "[[Sete Sóis Sete Luas]]" e "Mundus", e em Espanha nos festivais de Mondariz, Gexto ([[Bilbao]]) e Múrcia. Em Setembro actuam na [[Expo 98]] num espectáculo que contou com a participação do GEFAC.
Em Abril de [[1999]] actuam em Trento e Roveretto, na Itália, por ocasião do "Trentino-Portogallo". Realizam também dois concertos em [[Salvador da Bahia]], integrados nas comemorações dos 450 Anos da Cidade da [[Bahia]] e actuam também, em Outubro, por ocasião do 64º Aniversário da [[Casa de Portugal de São Paulo]].
 
Comemoram o seu 25º aniversário em Abril de [[2000]]. Dão um concerto especial no Teatro Académico Gil Vicente (Coimbra) e recebem a Medalha de Mérito Cultural atribuída pela Câmara Municipal de [[Coimbra]]. É editado o duplo CD ao vivo "[[Por Sendas, Montes e Vales]]" e é reeditado o disco "Marcha dos Foliões".
"Novas vos Trago" é o nome de um disco com a participação de [[Amélia Muge]], [[Sérgio Godinho]], [[Gaiteiros de Lisboa]], [[João Afonso]] e Brigada Victor Jara onde são interpretados dois "romances", género de música portuguesa de transmissão oral espalhado por várias partes do mundo. O grupo apresenta duas versões do Romance "Parto Em Terras Distantes".
 
Em [[2001]] deslocam-se a [[França]] para actuar no Festival Chorus de Chaville e no "Saison Culturelle" de Vanves. Actuam no Festival "Músicas do Mundo" em [[Sines]] e deslocam-se ao [[Brasil]], a convite da [[Casa de Portugal de São Paulo]].
*[[Por Sendas, Montes e Vales]] (Duplo CD, Farol, 2000)
*[[Ceia Louca]] (CD, Universal, 2006)
*Ó Brigada! Discografia completa 40 anos (10 CD, Tradisom Produções Culturais, 2015)
 
===Participações===
*A Música Popular Portuguesa - 1998 - Compilação com [[Sérgio Godinho]], [[José Afonso]], [[GAC]] Vozes na Luta, Vitorino, Brigada Victor Jara, [[Teresa Silva Carvalho]], [[Adriano Correia de Oliveira]], [[Trovante]], [[José Mário Branco]], [[António Variações]], [[Banda do Casaco]] com [[Ti Chitas]], [[Madredeus]], [[Lua Extravagante]], [[Amélia Muge]], [[Né Ladeiras]], [[Rio Grande]], [[João Afonso]] e [[Gaiteiros de Lisboa]].
*Terres Portuguaises / Portuguese Lands - 1994 - Compilação Playasound com vários artistas portugueses.
*Naciones Celtas III - 1999 - Duplo CD com 40 temas de vários artistas, editado por Fonofolk, onde se destacam [[Loreena McKennitt]], Davy Spillane, Fuxan os Ventos, The Battlefield Band, Donal Lunny, Liorna, [[Cristina Pato]], Lá Lugh, etc.
 
==O Grupo==