Abrir menu principal

Alterações

Sem alteração do tamanho, 20h53min de 22 de outubro de 2017
m
Foram revertidas as edições de 187.57.122.59 para a última revisão de Sturm, de 03h02min de 23 de setembro de 2017 (UTC)
Com o aumento do volume das negociações, a construção de uma sede própria passou a assunto prioritário. E, de uma pequena repartição a um palácio, a história da nova sede da Bolsa Oficial de Café traduz arquitetonicamente a construção simbólica do espaço a ser ocupado pelo café no Brasil e no exterior. Após um restauro realizada em 1998, o palácio foi reinaugurado como o '''Museu do Café'''.
 
== ArquiteturaaaArquitetura ==
a bolsa do cafée
 
[[Imagem:Bolsa do Café de Santos- Seus vitrais.JPG|esquerda|thumb|O [[vitral]] "''A visão de Anhanguera''" no teto do grande salão da Bolsa do Café]]
A construção do Palácio, de [[estilo eclético]] é considerada a mais importante obra do período, tendo sido a primeira edificação do estilo a ser tombada pelo [[Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional]] (IPHAN), em 2009. Com cúpulas de [[cobre]], grandes esculturas, vitrais, mármores, o trabalho de artífices estrangeiros e obras de arte construíram o discurso que relacionava a elite cafeeira aos primeiros bandeirantes enquanto construtores pioneiros de uma nação capitaneada por São Paulo.<ref name="Histórico/>
154 580

edições