Diferenças entre edições de "Regiões geográficas intermediárias e imediatas"

Sem alteração do tamanho ,  18h09min de 16 de dezembro de 2017
sem resumo de edição
m
As regiões geográficas imediatas foram apresentadas em 2017, com a atualização da divisão regional do Brasil, e correspondem a uma revisão das antigas [[Microrregiões do Brasil|microrregiões]], que estavam em vigor desde a divisão de 1989. As regiões geográficas intermediárias, por sua vez, substituíram as [[Mesorregiões do Brasil|mesorregiões]]. A divisão de 2017 teve o objetivo de abranger as transformações relativas à rede urbana e sua hierarquia ocorridas desde as divisões passadas, devendo ser usada para ações de planejamento e gestão de políticas públicas e para a divulgação de estatísticas e estudos do IBGE.<ref name="IBGE_Divisão"/>
 
Na divisão passada, houve em primeiro momento o agrupamento dos municípios em mesorregiões para depois serem separados em microrregiões. Na divisão de 2017, ocorreu o contrário, visto que primeiro ocorreu a divisão em regiões geográficas imediatas para depois se obter um agrupamento destas em regiões Geográficasgeográficas intermediárias.<ref>{{citar web|URL=https://ia600603.us.archive.org/2/items/RegiesGeogrrficasBrasil2017/Regi%C3%B5es%20geogr%C3%A1ficas_Brasil%202017.pdf |título=O recorte das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias de 2017 |autor=Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) |data=2017 |acessodata=17 de agosto de 2017}}</ref>
 
== Ver também ==