Diferenças entre edições de "Conquista normanda da Inglaterra"

190 bytes removidos ,  09h30min de 13 de abril de 2018
sem resumo de edição
{{Info/Guerra
|nome = Conquista normanda da Inglaterra
|parte_de =
|parte_do =
|parte_da =
|imagem =[[Imagem:Norman conquest 1066-pt.svg|300px]]
|legenda =Principais eventos ao longo da conquista
|data_fim = 1075
|local = [[Reino da Inglaterra]]
|latd = |latm = |lats = |latNS =
|longd = |longm = |longs = |longEW =
|status =
|resultado =Vitória normanda e instalação da [[dinastia Normanda]] no trono inglês.
|território =Normandos passam a controlar o território [[anglo-saxões|anglo-saxão]]
|comandante1 = {{Flagicon|Noruega}} [[Haroldo III da Noruega|Haroldo III]] <br />{{no flag}} [[Tostig Godwinson]] <br />{{no flag}} [[Guilherme I de Inglaterra|Guilherme, o Conquistador]]
|comandante2 ={{Flagicon|Reino da Inglaterra}} [[Haroldo Godwinson|Haroldo II]]
|força1 =
|força2 =
|vítimas1 =
|vítimas2 =
}}
 
== Origens ==
[[Imagem:Rollo spol.jpg|miniaturadaimagem|165px|Rollo e seus descendentes Guilherme I e Ricardo I da Normandia<br><small>Representação do {{séc|XIII}}</small>]]
Em 911, o [[Reino da França|governante franco]]-[[dinastia carolíngia|carolíngio]] [[Carlos III de França|Carlos, o Simples]] {{nwrap|r.|898|922}} permitiu que um grupo de ''[[Vikingsviquingues]]'' sob seu líder [[Rollo]] se estabelecesse na [[Ducado da Normandia|Normandia]], como parte do [[Tratado de Saint-Clair-sur-Epte]]. Em troca das terras, esperava-se que os vikingsviquingues de Rollo fornecessem proteção ao longo da costa contra novos invasores vikingsviquingues.{{sfn|Bates|1982|p=8-10}} Sua solução foi bem sucedida, e os vikingsviquingues na região tornaram-se conhecidos como os "homens do Norte", da qual "Normandia" e "normandos" são derivados.{{sfn|Crouch|2007|p=15–16}} Os normandos rapidamente adotaram a cultura nativa, renunciando ao [[paganismo]] e se convertendo ao [[cristianismo]].{{sfn|Bates|1982|p=12}} Adotaram a [[Línguas de oïl|língua de oïl]] de sua nova casa e adicionaram recursos de sua própria [[Língua nórdica antiga|língua nórdica]], transformando-a na [[língua normanda|linguagem normanda]]. Eles se casaram com a população local{{sfn|Bates|1982|p=20-21}} e usaram o território a eles concedido como base para estender as fronteiras do ducado para o oeste, anexando territórios, incluindo o Bessin, a [[península do Cotentin]] e [[Avranches]].{{sfn|Hallam|2001|p=53}}
 
Em 1002, o rei [[Etelredo II de Inglaterra]] {{nwrap|r.|978|1016}} casou-se com [[Ema da Normandia|Ema]], a irmã de [[Ricardo II da Normandia]] {{nwrap|r.|996|1026}}.{{sfn|Williams|2003|p=54}} Seu filho [[Eduardo, o Confessor]], que passou muitos anos no exílio na Normandia, sucedeu ao trono inglês em 1042.{{sfn|Huscroft|2005|p=3}} Isto levou ao estabelecimento de uma poderosa participação normanda na política inglesa, já que Eduardo buscou apoio em seus antigos hospedeiros, trazendo cortesãos, soldados e clérigos normandos e nomeando-os a cargos de poder, particularmente na Igreja. Sem filhos e envolvido em conflitos com o formidável [[Goduíno, Conde de Wessex|Goduíno de Wessex]] e seus filhos, Eduardo também pode ter encorajado as ambições do duque Guilherme da Normandia ao trono inglês.{{sfn|Stafford|1989|p=86-99}}