Diferenças entre edições de "Ocapi"

50 bytes adicionados ,  15h50min de 18 de maio de 2018
m
traduzindo nome/parâmetro, rm duplicados nas citações, outros ajustes
m (traduzindo nome/parâmetro, rm duplicados nas citações, outros ajustes)
Embora o ocapi fosse desconhecido do mundo ocidental até o século XX, pode ter sido descrito desde o início do século quinto aC na fachada do [[Apadana]] em [[Persépolis]], um presente da procissão etíope para o reino [[Aquemênida]].<ref>[http://oi.uchicago.edu/museum/collections/pa/persepolis/apadana.html The Oriental Institute of the University of Chicago, Photographic Archives]; [http://oi.uchicago.edu/gallery/pa_iran_paai_per_apa/index.php/2C9_72dpi.png?action=big&size=resize&fromthumbnail=true photo detail]. O Instituto Oriental identifica o sujeito como um ocapi com um ponto de interrogação.</ref>
 
Durante anos, os europeus na África ouviram falar de um animal que eles chamaram de unicórnio africano. Em seu diário de viagem de exploração do Congo, [[Henry Morton Stanley]] mencionou uma espécie de burro que os nativos chamavam de ''atti''<!--A antiga palavra grega ati significa cavalo-->, que estudiosos mais tarde identificaram como o ocapi. Os exploradores podem ter visto fugazmente a parte traseira listrada, já que o animal fugiu através dos arbustos, levando à especulação de que o ocapi era uma espécie de zebra da floresta tropical.{{Carece de fontes|data=maio de 2018}}
 
O nome científico do ocapi é ''Okapia johnstoni, f''oi descrito pela primeira vez como ''Equus johnstoni'' pelo zoólogo inglês [[Philip Sclater|Philip Lutley Sclater]] em 1901.<ref>{{citar periódico|último =Sclater|primeiro =Philip Lutley|ano=1901|título=On an Apparently New Species of Zebra from the Semliki Forest.|url=http://www.biodiversitylibrary.org/page/31590976|periódico=Proceedings of the Zoological Society of London|volume=v.1|páginas=50–52|via=Biodiversity Heritage Library}}</ref> O [[nome genérico]] ''Okapia'' deriva de [[Lese língua|Lese]] [[Karo língua|Karo]] nome&nbsp;o'api, enquanto o [[nome específico]] (johnstoni) é em reconhecimento do governador britânico de [[Uganda]], Sir Harry Johnston, que primeiro adquiriu uma espécime de ocapi para a ciência da [[Floresta Ituri]] ao repatriar um grupo de [[pigmeus]] ao Congo belga.<ref>Nowak, Ronald M (1999) ''Walker's Mammals of the World.'' 6th ed. p. 1085.</ref><ref>{{citation|título=The Okapi: Mysterious Animal of Congo-Zaire|último =Lindsey|último2 =Green|último3 =Bennett|primeiro =Susan Lyndaker|primeiro2 =Mary Neel|primeiro3 =Cynthia L.|data=1999|páginas=4–8|publicado=University of Texas Press|isbn=0292747071}}</ref> O animal foi trazido à atenção Europeia proeminente pela especulação de sua existência encontrada em relatórios da imprensa cobrindo as viagens de [[Henry Morton Stanley]] em 1887. Os restos de uma carcaça foram mais tarde enviados para Londres pelo aventureiro inglês e administrador colonial Harry Johnston e se tornou um evento de mídia em 1901.<ref>{{citar periódico|volume=57|url=https://books.google.com/books?id=hpR_hPSqYa0C&pg=PA544|página=544|periódico=The American review of reviews|título=The African okapi, a beast unknown to the zoos|autor =Shaw, Albert|ano=1918}}</ref>
[[Ficheiro:Okapi_1901.jpg|miniatura|Uma ilustração de um ocapi pelo Sir Harry Johnston, 1901|223x223px]]
 
O ocapi mostra várias adaptações ao seu habitat tropical. O grande número de células de vareta na [[retina]] facilita a visão noturna, e há um eficiente sistema olfatório. As grandes bolhas auditivas levam a um forte senso auditivo. A fórmula dentária do ocapi é {{Fórmuladentária|superior=0.0.3.3|inferior=3.1.3.3}}<ref name="bodmer" /> Dentes são baixos-coroado, &nbsp;bem&nbsp;cúspide e eficiente para cortar a folhagem macia. O grande ceco e cólon ajudam na digestão microbiana, e uma taxa rápida de passagem de alimentos permite uma menor digestão da parede celular do que em outros ruminantes.<ref name="kingdon" />
[[FileImagem:Ybokp 7b (16224361745).jpg|thumb|upright|Cabeça de um macho ocapi.]]
O ocapi pode ser facilmente distinguido de seu parente mais próximo existente, a girafa. É muito menor e compartilha mais similaridades externas com cervos e bovídeos do que com a girafa. Enquanto ambos os sexos possuem chifres na girafa, apenas os machos têm chifres no ocapi. O ocapi tem grandes seios palatinos, únicos entre os girafídeos. As semelhanças morfológicas compartilhadas entre a girafa e o ocapi incluem uma marcha similar - ambos usam um andar de estimulação, pisando simultaneamente com a frente e a perna traseira no mesmo lado do corpo, ao contrário de outros ungulados que andam movendo pernas alternadas em ambos os lados do corpo<ref name="dagg">{{citar periódico|último1 =Dagg|primeiro1 =A. I.|título=Gaits of the Giraffe and Okapi|periódico=Journal of Mammalogy|data=maio de 1960|volume=41|número=2|páginas=282|doi=10.2307/1376381|jstor=1376381}}</ref> - e uma longa língua preta (mais longa no ocapi) útil em arrancar insetos e folhas, assim como para limpeza.<ref name="kingdon">{{citar livro|último1 =Kingdon|primeiro1 =Jonathan|título=Mammals of Africa.|data=2013|publicado=A. & C. Black|local=London|isbn=978-1-4081-2251-8|páginas=95–115|edição=1st}}</ref>
 
Sua expectativa de vida gira em torno de 30 anos quando criado em cativeiro e de 20 anos quando está em liberdade.{{Carece de fontes|data=maio de 2018}}
 
== Ecologia e comportamento ==
=== Dieta ===
[[Ficheiro:Okapi_tongue.jpg|miniatura|A língua longa do okapi|esquerda]]
Okapis são [[herbívoro]]s, alimentando-se de folhas e brotos de árvores, gramíneas, samambaias, frutas e fungos. Eles preferem alimentar no intervalo de queda de árvores. Eles são únicos na Floresta de Ituri, pois são os únicos mamíferos conhecidos que se alimentam apenas de vegetação de sub-bosque, onde usam suas línguas de 18 polegadas (45,7 cm) para procurar seletivamente plantas adequadas. A língua também é usada para limpar as orelhas e os olhos.<ref>{{Citecitar web|url=http://www.giraffidsg.org/files/2016/02/Okapi-conservation-strategy-2015-2025-final-EN1.pdf|titletítulo=Okapi Conservation Strategy and Status Review|lastúltimo =|firstprimeiro =|datedata=21-02-2018|website=www.giraffidsg.org|access-dateacessodata=21-02-2018}}</ref> Eles preferem se alimentar em brechas de fendas de árvores. O ocapi é conhecido por se alimentar de mais de 100 espécies de plantas, algumas das quais são conhecidas por serem venenosas para humanos e outros animais. A análise fecal mostra que nenhuma dessas 100 espécies domina a dieta do ocapi. Os alimentos básicos de arbustos e lianas. Os principais constituintes da dieta são espécies lenhosas, dicotiledóneas; Como plantas monocotiledóneas não são consumidas regularmente. Na floresta Ituri, as espécies de plantas de [[Acanthaceae]], [[Ebenaceae]], [[Euphorbiaceae]], [[Flacourtiaceae]], [[Loganiaceae]], [[Rubiaceae]] e [[Violaceae]].<ref name="bodmer" /><ref name="hart" />
 
=== Reprodução ===
Cerca de 100 ocapis estão em zoológicos reconhecidos pela [[Associação de Zoológicos e Aquários]] (AZA), mas muitos zoológicos não abrigam essas criaturas indescritíveis. A população do ocapi é gerenciada pelo Plano de Sobrevivência de Espécies da AZA, um programa de reprodução que trabalha para garantir a diversidade genética na população de animais ameaçados de extinção.
 
O [[Zoológico de San Diego]] expõe ocapis desde 1956 e teve seu primeiro nascimento de um ocapi em 1962. Desde então, mais de 60 nascimentos surgiram entre o zoológico e o [[San Diego Zoo Safari Park]], sendo Mosi o mais recente, um bezerro macho. Nascido no início de agosto de 2017 no zoológico de San Diego.<ref>{{citecitar web|url=http://animals.sandiegozoo.org/animals/okapi|titletítulo=Okapi - San Diego Zoo Animals & Plants|website=animals.sandiegozoo.org}}</ref>
 
O [[zoológico de Brookfield]] em [[Chicago]] também contribuiu muito para a população de ocapis em zoológicos credenciados. O zoológico teve 28 nascimentos de ocapis desde 1959.<ref>{{citecitar web|url=http://chicago.cbslocal.com/2017/05/26/brookfield-zoo-okapi-birth/|titletítulo=Brookfield Zoo Celebrates Its 28th Okapi Birth Since 1959|publisherpublicado=|data=26 de Maio de 2017|acessodata=|publicado=|ultimo=|primeiro=}}</ref>
 
Outros zoológicos norte-americanos que exibem e reproduzem ocapis incluem os [[Bronx Zoo]] (Nova York); [[Zoológico de Denver]] (Colorado), [[Cheyenne Mountain Zoo]] (Colorado); [[Zoológico de Houston]], [[Zoológico de Dallas]], [[Zoológico de San Antonio]] (Texas); [[Disney's Animal Kingdom]], [[Zoológico de Miami]], [[Zoológico de Tampa Lowry Park]], [[Zoológico de Jacksonville]] (Flórida); [[Zoológico de Los Angeles]] (Califórnia); [[Zoológico de Saint Louis]] (Missouri); [[Zoológico de Cincinnati]], [[Zoológico de Columbus]] (Ohio); [[Zoológico de Memphis]] (Tennessee); [[Zoológico de Maryland]] (Maryland); e o [[Omaha's Henry Doorly Zoo]] (Nebraska).
 
Na Europa, os zoológicos que exibem e reproduzem ocapis incluem o [[Zoológico de Chester]], [[Zoológico de Londres]], [[Zoológico de Bristol]], [[Zoológico de Marwell]], [[Wild Place Project|The Wild Place]] (Reino Unido); [[Zoológico de Dublin]] (Irlanda); [[Zoológico de Berlim]], [[Zoológico de Frankfurt]], [[Zoológico de Wilhelma]], [[Zoológico de Wuppertal]], Zoológico de Colônia, Zoológico de Leipzig (Alemanha) e Zoológico de Antuérpia (Bélgica); Zoológico de Zurique, Zoológico basel (Suíça); Zoológico de Copenhague (Dinamarca); Zoológico de Roterdão, Safaripark Beekse Bergen (Holanda) e Zoológico de Dvůr Králové (República Checa), Zoológico de Wrocław (Polônia); Zoológico Bioparc de Doué, ZooParc de Beauval (França); [[Zoológico de Lisboa]] (Portugal).<ref>{{citecitar web|titletítulo=Zoo Network-Europe|url=https://www.okapiconservation.org/zoo-network-europe-2/|publisherpublicado=okapiconservation}}</ref><ref>{{citecitar web|titletítulo=Okapis in the Europe|url=https://www.zoochat.com/community/threads/okapis-in-europe.465976/|publisherpublicado=zoochat}}</ref>
 
Na Ásia, apenas dois zoológicos no Japão exibem ocapis; [[Zoológico de Ueno|Zoológico Ueno]] em Tóquio e [[Zoorasia]] em Yokohama.<ref>{{citecitar web|titletítulo=Okapis in the Zoo|url=http://okapis.net/OkpaisinZoos.html|publisherpublicado=Okapis}}</ref>
 
==Veja também==