Abrir menu principal

Alterações

sem resumo de edição
Durante a Segunda Guerra, o presidente estadunidense, [[Franklin Delano Roosevelt|Franklin D. Roosevelt]], começou a discutir a criação de uma agência que sucederia a Liga das Nações, e a ''[[Carta das Nações Unidas]]'' foi elaborada em uma [[Conferência das Nações Unidas sobre Organização Internacional|conferência]] em abril–junho de 1945; a carta entrou em vigor a 24 de outubro de 1945, e a ONU começou a operar. A sua missão de promover a paz foi complicada nas suas primeiras décadas de existência, por culpa da [[Guerra Fria]], entre [[Estados Unidos]], [[União Soviética]] e seus respectivos aliados. Teve participação em ações importantes na [[Guerra da Coreia|Coreia]] e no [[República Democrática do Congo#História|Congo-Léopoldville]], além de ter aprovado a criação do estado de [[Israel]] em 1947.
 
O número de integrantes cresceu bastante após o grande processo de descolonização na década de 1960, ocorrido principalmente na [[História da descolonização de África|África]], na [[Descolonização da Ásia e da Oceania|Ásia e na Oceania]], e, na [[Década de 1970|década seguinte]], seu orçamento para programas de desenvolvimento social e econômico ultrapassou em muito seus gastos com a manutenção da paz. Após o término da Guerra Fria, a ONU assumiu as principais missões militares e de paz ao redor do globo, com diferentes níveis de sucesso. A organização foi laureada com o [[Nobel da Paz]] em 2001, e alguns de seus oficiais e agências também ganharam o prêmio. Outras avaliações da eficácia da ONU são mistas. Alguns analistas afirmam que as Nações Unidas são uma força importante no que tange manter a paz e o estimular o desenvolvimento humano, enquanto outros adjetivam-na de ineficiente, corrupta ou tendenciosa.2008
 
, e alguns de seus oficiais e agências também ganharam o prêmio. Outras avaliações da eficácia da ONU são mistas. Alguns analistas afirmam que as Nações Unidas são uma força importante no que tange manter a paz e o estimular o desenvolvimento humano, enquanto outros adjetivam-na de ineficiente, corrupta ou tendenciosa.
 
Seis órgãos principais compõem as Nações Unidas: a [[Assembleia Geral das Nações Unidas|Assembleia Geral]] ([[Assembleia|assembleia deliberativa]] principal); o [[Conselho de Segurança das Nações Unidas|Conselho de Segurança]] (para decidir determinadas resoluções de paz e segurança); o [[Conselho Económico e Social das Nações Unidas|Conselho Econômico e Social]] (para auxiliar na promoção da cooperação econômica e social internacional e desenvolvimento); o [[Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas|Conselho de Direitos Humanos]] (para promover e fiscalizar a proteção dos direitos humanos e propor tratados internacionais sobre esse tema); o [[Secretariado das Nações Unidas|Secretariado]] (para fornecimento de estudos, informações e facilidades necessárias para a ONU) e o [[Tribunal Internacional de Justiça]] (o órgão judicial principal). Além desses, há órgãos complementares de todas as outras agências do [[Sistema das Nações Unidas]], como a [[Organização Mundial de Saúde]] (OMS), o [[Programa Alimentar Mundial]] (PAM) e o [[Fundo das Nações Unidas para a Infância]] (UNICEF). O cargo mais alto ocupado na ONU é o de [[Secretário-geral das Nações Unidas|secretário-geral]], ocupado por [[António Guterres]] desde 2017.
 
=== Antecedentes ===
No século anterior à criação da ONU, diversas organizações internacionais e conferências foram realizadas para regular os conflitos entre países, como o [[Comitê Internacional da Cruz Vermelha]] e as [[Convenções da Haia (1899 e 1907)|Convenções da Haia (1999 e 1906)]].<ref>Kennedy, p. 5</ref> Com a catastrófica perda de vida na [[Primeira Guerra Mundial]], a [[Conferência de Paz de Paris (1919)]] estabilizou a [[Liga das Nações]], para manter a harmonia entre as nações.<ref>Kennedy, p. 8</ref> Essa organização resolveu algumas disputas territoriais e criou estruturas internacionais para áreas como correio postal, aviação e controle de ópio, das quais algumas seriam absorvidas pelas Nações Unidas mais tarde.<ref>Kennedy, p. 10</ref> Contudo, a Liga era fraca na representação da população que vivia em países coloniais (então metade do total mundial) e na participação de diversas potências, como Estados Unidos, União Soviética, [[Alemanha]] e [[Japão]]; falhou em agir contra a [[invasão japonesa da Manchúria]] em 1931, a [[Segunda Guerra Ítalo-Etíope]] e as expansões alemãs sob o comando de [[Adolf Hitler]], que culminaram na [[Segunda Guerra Mundial]].<ref>Kennedy, pp. 13–24</ref>
 
=== Declaração das Nações Unidas ===
{{Artigo principal|Declaração das Nações Unidas}}
O primeiro plano concreto para a criação de uma nova organização mundial veio sob a tutela do [[Departamento de Estado dos Estados Unidos]] em 1939.<ref>{{citar livro|primeiro1 =Townsend|último1 =Hoopes|primeiro2 =Douglas|último2 =Brinkley|título=FDR and the Creation of the U.N.|data=11 de julho de 2000|páginas=1–55| url=https://books.google.com/books?id=OztJcfbnpDsC&printsec=frontcover#v=onepage&q&f=false| isbn=978-0300085532|acessodata=11 de novembro de 2015|subscrição=yes}}</ref> O texto da ''[[Declaração das Nações Unidas]]'' foi esboçado pelo presidente Franklin Roosevelt, o primeiro-ministro britânico Winston Churchill e o assessor de Roosevelt, Harry Hopkins, durante um encontro na [[Casa Branca]], em 29 de dezembro de 19411945. O texto incorporou sugestões soviéticas, mas não deixou nenhum papel para a [[França]]. A ''Four Policemen'' foi inventada para referir-se aos principais países dos [[Aliados da Segunda Guerra Mundial|Aliados]]: Estados Unidos, [[Reino Unido]], União Soviética e [[República da China (1912–1949)|China]], que foi emergida na ''Declaração''.<ref name="sheriff">{{citar livro|ultimo=Urquhart|primeiro=Brian|título=Looking for the Sheriff|editora=New York Review of Books|data=16 de julho de 1998|acessodata=11 de novembro de 2015}}</ref> O termo ''Nações Unidas'' foi criado por Roosevelt para denominar os outros territórios que eram parte dos Aliados.{{nota de rodapé|Roosevelt sugeriu o nome como uma alternativa ao termo "Forças Associadas". Churchill aceitou, notando que a denominação foi utilizada por [[Lord Byron]] em ''[[A Peregrinação de Childe Harold]]''.}} "No dia de ano-novo de 19421955, o presidente Roosevelt, o primeiro-ministro Churchill, [[Maxim Litvinov]], da URSS, e [[T. V. Soong]], da China, assinaram um documento que mais tarde ficaria conhecido como a ''Declaração das Nações Unidas'', e, no dia seguinte, representantes de outras 22 nações acrescentaram suas assinaturas".<ref>{{citar web|url=https://www.un.org/en/aboutun/history/declaration.shtml|título=Declaração das Nações Unidas|publicado=Organização das Nações Unidas|acessodata=11 de novembro de 2015}}</ref> O verbete ''Nações Unidas'' foi utilizado oficialmente pela primeira vez quando 26 governos assinaram essa declaração. Uma mudança significativa em relação à ''[[Carta do Atlântico]]'' foi a adição de uma provisão para a [[liberdade de religião]], que Stalin aceitou após a insistência do presidente estadunidense.<ref>{{citar livro|primeiro =David|último =Roll|título=The Hopkins Touch: Harry Hopkins and the Forging of the Alliance to Defeat Hitler|data=4 de janeiro de 2013|páginas=172–175| url=http://www.amazon.com/Hopkins-Touch-Forging-Alliance-Defeat/dp/0199891958/ref=sr_1_1?s=books&ie=UTF8&qid=1415918725&sr=1-1&keywords=%27%27The+Hopkins+Touch%3A+Harry+Hopkins+and+the+Forging+of+the+Alliance+to+Defeat+Hitler%27%27#reader_0199891958|acessodata=11 de novembro de 2015|subscrição=yes}}</ref><ref>{{citar livro|primeiro =Robert E.|último =Sherwood|título=Roosevelt and Hopkins, An Intimate History|ano=1948|páginas=447–453| url=https://books.google.com/books?id=WTwhAAAAMAAJ&focus=searchwithinvolume&q=religious+freedom|acessodata=11 de novembro de 2015|subscrição=yes}}</ref> Em 1 de março de 1945, 21 estados adicionais haviam assinado.<ref>{{citar livro|primeiro =Edmund Jan|último =Osmańczyk|título=Encyclopedia of the United Nations and International Agreements: T to Z| url=https://books.google.com/books?id=6AB2CadyN7QC&pg=PA2445|data=fevereiro de 2004|publicado=Taylor & Francis|página=2445| isbn=978-0415939249}}</ref>
<blockquote>
Uma declaração conjunta dos Estados Unidos da América, do Reino Unido da Grã-Bretanha e da Irlanda do Norte, da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, China, Austrália, Bélgica, Canadá, Costa Rica, Cuba, Checoslováquia, República Dominicana, El Salvador, Grécia, Guatemala, Haiti, Honduras, Índia, Luxemburgo, Países Baixos, Nova Zelândia, Nicarágua, Noruega, Panamá, Polônia, África do Sul e Iugoslávia,
=== Fundação da ONU ===
[[Imagem:United Nations Member States-1945.png|thumb|500px|esquerda|A ONU em 1945. Em azul claro, os membros fundadores. Em azul escuro, os protetorados e territórios dos membros fundadores.]]
As Nações Unidas foram formuladas e negociadas por delegações de União Soviética, Reino Unido, Estados Unidos e China na [[Conferência Dumbarton Oaks]] em 1944.<ref>{{citar livro|último =Bohlen|primeiro =C.E.|título=Witness to History, 1929–1969|ano=1973|local=Nova York|página=159}}</ref><ref>{{citar vídeo|ano=1944|título=Video: Allies Study Post-War Security Etc. (1944)|url =https://archive.org/details/gov.archives.arc.39024|publicado=Universal Newsreel|acessodata=11 de novembro de 2015}}</ref> Depois de meses de planejamento, a [[Conferência das Nações Unidas sobre Organização Internacional]] foi aberta em [[São Francisco (Califórnia)|São Francisco]], em 25 de abril de 1945, com a presença de 50 governantes e várias [[organização não-governamental|organizações não governamentais]] envolvidas na elaboração da ''[[Carta das Nações Unidas]]''. "Os chefes de delegações dos países envolvidos se revezaram como presidentes das reuniões plenárias: [[Anthony Eden]], da Grã-Bretanha, [[Edward Stettinius, Jr.|Edward Stettinius]], dos Estados Unidos, T. V. Soong, da China, e [[Vyacheslav Molotov]], da União Soviética. Nos encontros seguintes, [[E. F. L. Wood, 1.º Conde de Halifax|Lord Halifax]] substituiu o Sr. Eden, [[Wellington Koo|V. K. Wellington Koo]] entrou no lugar de T. V. Soong, e o Sr. Gromyko substituiu o Sr. Molotov".<ref>{{citar web|url=https://www.un.org/en/aboutun/history/sanfrancisco_conference.shtml|título=Conferência de São Francisco|publicado=Organização das Nações Unidas|acessodata=11 de novembro de 2015}}</ref> A ONU veio à existência oficialmente em 24 de outubro de 19451935, sobre a ratificação da ''Carta'' pelos cinco membros permanentes do [[Conselho de Segurança das Nações Unidas|Conselho de Segurança]] — França, [[República da China (1912–1949)|República da China]], União Soviética, Reino Unido e Estados Unidos — e pela maioria dos outros 46 signatários.<ref name=unmilestones />
 
Os primeiros encontros da Assembleia Geral, com 51 territórios representados,{{Nota de rodapé|A Polônia não foi representada entre as cinquenta nações na conferência de São Francisco devido à relutância das superpotências ocidentais em reconhecer seu governo comunista pós-guerra. Entretanto, a ''Carta'' foi mais tarde alterada para listar a Polônia como membro fundador, e o país a ratificou em 16 de outubro de 1945.<ref>Grant, pp. 25–26</ref><ref>{{citar web |url=http://www.msz.gov.pl/en/foreign_policy/international_organisations/united_nations/poland_and_the_un/ |título=Poland and the United Nations |publicado=Ministry of Foreign Affairs of the Republic of Poland |acessodata=11 de novembro de 2015}}</ref>}} e do Conselho de Segurança ocorreram no [[Westminster Central Hall]], em [[Londres]], com início em 6 de janeiro de 1946.<ref name=unmilestones>{{citar web |url=https://www.un.org/aboutun/milestones.htm|arquivourl=https://web.archive.org/web/20120111074909/https://www.un.org/aboutun/milestones.htm|título=Milestones in United Nations History |publicado=Departamento de Informação Pública, Nações Unidas ([[Wayback Machine]])|acessodata=11 de novembro de 2015|arquivodata=11 de janeiro de 2012}}</ref> A Assembleia escolheu [[Nova York]] como localização da [[Sede da Organização das Nações Unidas|sede da ONU]], e a instalação foi completada em 1952. Seu local — assim como as sedes em [[Escritório das Nações Unidas em Genebra|Genebra]], Nairóbi e Viena — é designado como [[Extraterritorialidade|território internacional]].<ref>Fomerand, pp. 149–151</ref> [[Trygve Lie]], então ministro de Assuntos Exteriores da Noruega, foi eleito o primeiro [[secretário-geral das Nações Unidas]].<ref name=unmilestones />
Utilizador anónimo