Abrir menu principal

Alterações

26 bytes removidos ,  01h57min de 6 de setembro de 2018
sem resumo de edição
Partes da [[Cilícia Pédias]] (''Pedias'') tornaram-se território romano ainda em {{AC|103|x}} durante a primeira campanha de [[Marco Antônio Orador]] contra os piratas. Apesar de toda a "Cilícia" ter estado sob seu ''[[imperium]]'' durante seu mandato como [[propretor]] da região, apenas uma pequena porção foi de fato transformada numa província na época.
 
Em {{AC|96|x}}, [[Lúcio Cornélio Sula]] foi nomeado governador da região, também um propretor, período no qual ele conseguiu impedir uma invasão de [[Mitrídates II da Pártia]]. Em {{AC|80|x}}, o governador era [[Cneu Cornélio Dolabela (pretor em 81 a.C.)|Cneu Cornélio Dolabela]], que foi posteriormente condenado por saquear ilegalmente a província. Seu substituto, em {{AC|78|x}}, foi [[Públio Servílio Vácia Isáurico (cônsul em 79 a.C.)|Públio Servílio Vácia Isáurico]], que ficou até {{AC|74|x}} e foi encarrado de expulsar os piratas no período.<ref>Broughton, pg. 87</ref> Entre 77 e {{AC|76|x}}, ele conseguiu diversas vitórias navais contra eles e conseguiu também ocupar as costas da [[Lícia]] e da [[Panfília]].<ref>Broughton, pg. 90</ref> Depois que os piratas se refugiaram em suas fortalezas mais poderosas, Vácia Isáurico começou a tomar as outras, mais fracas, na costa. Ele tomou a cidade de [[Olimpos (Lícia)|Olimpo]] e muitas outras, incluindo {{ilc|Fáselis||Phaselis}} e {{ilc|[[Córico||Corycus}}]].<ref name="s1233">Smith, pg. 1233</ref>
 
Então, em {{AC|75|x}}, ele avançou através dos [[Montes Tauro]] (a primeira vez que um exército romano fez isso) e conseguiu derrotar os [[isáurios]] que viviam na encosta norte da cordilheira. Ele cercou a principal cidade da região, [[Isáuria (cidade)|Isáuria]], e conseguiu capturá-la depois de desviar o curso de um rio, privando os defensores de sua única fonte de água.<ref name="s1233"/> Quando seu mandato terminou, Vácia Isáurico havia organizado o território que capturara e o incorporou à província da Cilícia.<ref name="s1233"/> De qualquer maneira, a maior parte da Cilícia Pédias ainda era ainda parte do [[Império Armênio]] de [[Tigranes, o Grande]], e a [[Cilícia Traqueia]] (''Trachea'') ainda estava nas mãos dos piratas.
** {{ilc|Égeas||Aegeae}} (Ayaş, Ancara)
** Augusta (ruínas em [[Toprakkale, Osmaniye]])
** {{ilc|[[Córico||Corycus}}]]
** [[Malo (Cilícia)|Malo]] (''Mallus'')
** [[Solos (Cilícia)|Pompeópolis]]