Diferenças entre edições de "Imunoglobulina"

18 bytes adicionados ,  15h37min de 31 de outubro de 2018
== Aplicações em investigação científica ==
[[Ficheiro:FluorescentCells.jpg|miniatura|200px|Imagem de [[imunofluorescência]] do [[citoesqueleto]] de eucariotas. Os filamentos de [[actina]] aparecem a vermelho, os [[microtúbulo]]s em verde e o [[núcleo celular]] em azul.]]
Em investigação, os anticorpos purificados são utilizados em muitas aplicações. São muito habituais para identificar e localizar proteínas intra e extra-celulares. Os anticorpos são utilizados na [[citometria de fluxo]], [[imunoprecipitação]], em análises de ''[[western blot]]'' para identificar proteínas separadas por [[Eletroforese|electroforese]], e em [[imuno-histoquímica]] ou [[imunofluorescência]]. As proteínas também se podem detectar e quantificar com anticorpos utilizando as técnicas [[ELISA]] e [[ELISPOT]].
 
=== Obtenção ===
 
=== Aplicações ===
Em investigação, os anticorpos modificados são utilizados em muitas aplicações. Os anticorpos para aplicações de investigação podem encontrar-se directamente em fornecedores de anticorpos ou utilizando um motor de investigação especializado. Os anticorpos para investigação são essencialmente usados para identificar e localizar proteínas intra-celulares e extra-celulares. Os anticorpos são utilizados em [[citometria de fluxo]] para diferenciar os tipos celulares das proteínas que expressão; os diferentes tipos de células expressão diferentes combinações de moléculas de [[grupoGrupamento de diferenciação|''clusters'' de diferenciação]] (CD) na sua superfície, e produzem diferentes proteínas intra-celulares e segregáveis.<ref name=Stecher>{{citar periódico|vauthors=Brehm-Stecher B, Johnson E |título=Single-cell microbiology: tools, technologies, and applications |url=http://mmbr.asm.org/cgi/content/full/68/3/538?view=long&pmid=15353569 |doi=10.1128/MMBR.68.3.538-559.2004 |periódico=Microbiol Mol Biol Rev |volume=68 |número=3 |páginas=538–559 |ano=2004 |pmid=15353569 |pmc=515252 |arquivourl=https://www.webcitation.org/5uK04DmZC?url=http://mmbr.asm.org/cgi/content/full/68/3/538?view=long&pmid=15353569 |arquivodata=18 de novembro de 2010 |urlmorta= não}}</ref> Também foram utilizadas em [[imunoprecipitação]] para separar proteínas e qualquera coisa unida a elas (co-imunoprecipitação) doutras moléculas num [[lisado celular]],<ref>{{citar periódico|autor =Williams N |título=Immunoprecipitation procedures |periódico=Methods Cell Biol |volume=62|páginas=449–453 |ano=2000 |pmid=10503210 |doi=10.1016/S0091-679X(08)61549-6 |series=Methods in Cell Biology |isbn=978-0-12-544164-3}}</ref> em análises através da técnica ''[[western blot]]'' para identificar proteínas separadas por [[electroforese]],<ref>{{citar periódico|vauthors=Kurien B, Scofield R |título=Western blotting |periódico=Methods |volume=38 |número=4 |páginas=283–293 |ano=2006 |pmid=16483794 |doi=10.1016/j.ymeth.2005.11.007}}</ref> e em [[imuno-histoquímica]] ou [[imunofluorescência]] para examinar a expressão de proteínas em secções de tecidos ou para localizar proteínas dentro das células com o auxilio dum [[microscópio]].<ref name=Stecher/><ref>{{citar periódico|autor =Scanziani E |título=Immunohistochemical staining of fixed tissues |periódico=Methods Mol Biol |volume=104 |páginas=133–140 |ano= 1998|pmid=9711649 |doi=10.1385/0-89603-525-5:133 |isbn=978-0-89603-525-6}}</ref> As proteínas podem também ser detectadas e quantificadas com anticorpos, usando as técnicas [[ELISA]] e [[ELISPOT]].<ref>{{citar periódico|autor =Reen DJ.|título=Enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA)|periódico=Methods Mol Biol.|volume=32 |páginas=461–466 |ano= 1994|pmid=7951745 |doi=10.1385/0-89603-268-X:461 |isbn=0-89603-268-X}}</ref><ref>{{citar periódico|autor =Kalyuzhny AE |título=Chemistry and biology of the ELISPOT assay|periódico=Methods Mol Biol.|volume=302|páginas=015–032 |ano= 2005|pmid=15937343 |doi=10.1385/1-59259-903-6:015 |isbn=1-59259-903-6}}</ref>
 
=== Registo e informação ===