Abrir menu principal

Alterações

1 988 bytes adicionados ,  16h52min de 11 de novembro de 2018
Resgatando 12 fontes e marcando 0 como inativas. #IABot (v2.0beta10)
Na década de 1960, com o desenvolvimento de gravações em [[Disco de vinil|LP]] e melhorias na tecnologia de gravação, possibilitou-se a busca por diversos tons de voz.<ref name="encykorea3">{{citar enciclopédia|enciclopédia=Encyclopedia of Korean Culture|publicadopor=Academy of Korean Studies|url=http://encykorea.aks.ac.kr/Contents/Index?contents_id=E0014802|acessodata=7 de dezembro de 2012|língua=Coreano|script-title=ko:대중가요}}</ref> Muitos cantores cantaram para as tropas estadunidenses, geralmente em clubes exclusivos. Eles apresentavam diversos gêneros musicais como ''country'', ''blues'', ''jazz'' e ''rock & roll''. A [[Economia da Coreia do Sul|economia sul-coreana]] começou a florescer e a música popular seguiu essa tendência, disseminada pelas primeiras estações de rádio comerciais do país. O [[Cinema da Coreia do Sul|cinema]] também começou a desenvolver-se e os músicos sul-coreanos passaram a se apresentar para um público cada vez mais amplo.
 
Quando a [[Beatlemania]] chegou a costa da Coreia do Sul, as primeiras bandas de ''rock'' locais surgiram, a primeira das quais é dita ser a Add4, formada em 1962.<ref>{{citar web|url=http://www.psychemusic.org/Add4.html|título=ADD4 & KOREAN PSYCH-ROCK & FOLK-POP reissues : ADD 4|publicadopor=psychemusic.org|acessodata=27 de fevereiro de 2012}}</ref> O primeiro concurso de talentos para bandas de ''rock'' em Seul foi organizado em 1968. Além do ''rock'' e do ''pop'', as músicas ''trot'' continuaram populares. Alguns cantores sul-coreanos conquistaram popularidade internacional: The Kim Sisters, Yoon Bok-hee e Patti Kim foram os primeiros cantores a estrearem em países como o Vietnã e Estados Unidos. The Kim Sisters tornou-se o primeiro grupo coreano a lançar um álbum nos Estados Unidos, apresentando-se em Las Vegas e realizando diversas aparições no programa de televisão de [[Ed Sullivan]].<ref>{{citar web|url=http://quart.hu/cikk.php?id=6625|título="Csomagolhattok és mehettek vissza Szöulba." Mia Kim a Quartnak|data=12 de setembro de 2011|publicadopor=Quart.hu|língua=Húngaro|acessodata=27 de fevereiro de 2012|arquivourl=https://web.archive.org/web/20120308023613/http://quart.hu/cikk.php?id=6625#|arquivodata=8 de março de 2012|urlmorta=yes}}</ref> Além disso, a canção de 1961 de Han Myeong Suk intitulada "The Boy in The Yellow Shirt", recebeu uma [[versão cover|versão ''cover'']] da cantora francesa Yvette Giraud e também tornou-se popular no Japão.<ref name="newforce50-542" />
 
===1970: Influências ''Hippie'' e ''folk''===
 
[[Ficheiro:BoA FanSigningEvent2010.jpg|thumb|direita|200px|[[BoA]], uma das principais expoentes da chamada [[Hallyu|onda coreana]].]]
Durante o início dos anos 2000, grupos ''idols'' que haviam experimentado um intenso sucesso na década de 1990, estavam em declínio. O grupo H.O.T. encerrou suas atividades em 2001, enquanto outros grupos como Sechs Kies, S.E.S., Fin.K.L, Shinhwa e g.o.d, tornaram-se inativos nos anos seguintes. Contudo, ''idols'' do K-pop começaram a receber popularidade de outras partes da Ásia como o grupo Baby V.O.X., que em 2002 tornou-se popular em muitos países asiáticos, após a canção "Coincidence" ser lançada e promovida durante a [[Copa do Mundo FIFA de 2002|Copa do Mundo na Coreia do Sul]], e em 2003, ao alcançar o primeiro lugar nas paradas de música chinesas com a canção "I'm Still Loving You", sendo o primeiro grupo ''ídol'' a fazê-lo. Neste período de início do século XXI, cantores solo como [[BoA]] e [[Rain (artista)|Rain]] foram lançados e destacaram-se em popularidade, com a primeira tornando-se a primeira artista do país a alcançar o primeiro lugar na parada da ''[[Oricon]]'' no Japão<ref name="MTVK2">{{citar web|url=http://www.mtvk.com/news/story.jhtml?id=1535149|título=The first video on MTV K: BoA "My Name"|data=26 de junho de 2006|publicadopor=[[MTV K]]|arquivourl=https://web.archive.org/web/20060705043754/http://www.mtvk.com/news/story.jhtml?id=1535149#|arquivodata=5 de julho de 2006|acessodata=29 de setembro de 2008|urlmorta=no}}</ref> e o segundo, realizando um concerto para uma audiência de 40.000 pessoas em Pequim na China.<ref name="newforce67-71">''K-Pop: A New Force in Pop Music'', pp. 67–71</ref> No entanto, os êxitos dos grupos [[TVXQ]] e [[SS501]], após suas estreias em 2003 e 2005, respectivamente, marcaram o ressurgimento de grupos de ''idols'' no entretenimento sul-coreano e o crescimento do K-pop como parte da ''Hallyu'', que refere-se a popularidade da cultura sul-coreana em outros países.<ref>{{citar periódico|último =Ryoo|primeiro =Woongjae|data=2009|título=Globalization, or the logic of cultural hybridization: The case of the Korean wave|url=|periódico=Asian Journal of Communication|volume=19|número=2|página=139|doi=|pmid=}}</ref> O grupo TVXQ destacou-se ainda pelo surgimento de ''[[boy bands]]'' no Japão. Em 2008 a canção "Purple Line" tornou-os a primeira ''boy band'' estrangeira e o segundo artista após BoA, a conquistar o primeiro lugar na parada da ''Oricon''.
 
O nascimento da chamada segunda geração do K-pop, foi seguido pelas estreias bem sucedidas de [[Super Junior]] (2005) que tornaram-se o primeiro artista sul-coreano a vencer no [[Teen Choice Awards]];<ref name="teenchoice">{{citar web|url=http://mwave.interest.me/en/kpop-news/article/96795/super-junior-wins-teenchoiceaward |título=Super Junior Wins Choice International Artist at 2015 Teen Choice Awards |website=M! Wave|publicadopor=Mnet |acessodata=2 de março de 2017|último =Jeon |primeiro =Su Mi}}</ref> [[Big Bang (banda)|BIGBANG]] (2006) que tornaram-se o primeiro artista sul-coreano a vencer no [[Europe Music Awards]],<ref>{{citar web|url=http://www.huffingtonpost.co.uk/2011/11/07/mtv-ema-awards-britney-spears-lady-gaga-justin-bieber-bruno-mars_n_1079256.html|título=MTV EMA Awards: Britney Spears Loses Out To BIGBANG, Lady Gaga, Justin Bieber, Bruno Mars, Eminem All Winners|último =Frost|primeiro =Caroline|obra=Huffington Post|acessodata=4 de dezembro de 2012}}</ref>
 
===Agências===
O K-pop gerou uma indústria completa que abrange a residência de produção musical, empresas de gestão de eventos, distribuidores de música e outros fornecedores de mercadorias e serviços. As três maiores empresas em termos de vendas e receita são a [[S.M. Entertainment]], [[YG Entertainment]] e [[JYP Entertainment]], muitas vezes referidos como ''Big Three''.<ref name="big32">{{citar web|url=http://english.donga.com/srv/service.php3?biid=2011072657978|título=The big 3 of Korean pop music and entertainment|data=26 de julho de 2011|publicado=The Dong-A Ilbo|acessodata=5 de fevereiro de 2012}}</ref> Estas gravadoras também funcionam como agências de representação de seus artistas. Eles são responsáveis pelo recrutamento, financiamento, treinamento e promoção de novos artistas, bem como a gestão de suas atividades musicais e relações públicas. Atualmente, a agência com a maior participação de mercado é a S.M. Entertainment.<ref name="big32" /> Em 2011, juntamente com a Star J Entertainment, AM Entertainment e Key East, as agências da ''Big 3'' fundaram a companhia de gestão conjunta United Asia Management.<ref>{{citar web|url=http://www.allkpop.com/2011/09/united-asia-management-to-hold-a-talent-meeting-at-the-16th-busan-international-film-festival|título=United Asia Management to hold a 'talent meeting' at the 16th 'Busan International Film Festival'|data=8 de setembro de 2011|publicado=Allkpop|acessodata=1 de março de 2012}}</ref><ref name="UAM2">{{citar web|url=http://www.hancinema.net/global-star-agency-united-asia-management-29846.html|título=Global Star Agency, United Asia Management|data=6 de maio de 2011|publicado=Hancinema|acessodata=1 de março de 2012}}</ref><ref>{{citar web|url=http://uam.asia/|título=UAM -United Asia Management|website=uam.asia|acessodata=12 de abril de 2016|arquivourl=https://web.archive.org/web/20160313204038/http://uam.asia/#|arquivodata=13 de março de 2016|urlmorta=yes}}</ref>
 
{| class="wikitable" style="text-align:center;"
|280
|313
| <ref name="smbillion">{{citar web|título=S.M. Entertainment (041510:KOSDAQ): Financial Statements|url=http://investing.businessweek.com/research/stocks/financials/financials.asp?ticker=041510:KS|publicado=[[Bloomberg Businessweek]]|acessodata=29 de março de 2013|arquivourl=https://web.archive.org/web/20100302142038/http://investing.businessweek.com/research/stocks/financials/financials.asp?ticker=041510:KS#|arquivodata=2 de março de 2010|urlmorta=yes}}</ref>
|-
| 1996
|170
|286.4
| <ref>{{citar web|título=YG Entertainment (122870:KOSDAQ): Financial Statements|url=http://investing.businessweek.com/research/stocks/financials/financials.asp?ticker=122870:KS|publicado=[[Bloomberg Businessweek]]|acessodata=29 de março de 2013|arquivourl=https://web.archive.org/web/20130723213322/http://investing.businessweek.com/research/stocks/financials/financials.asp?ticker=122870:KS#|arquivodata=23 de julho de 2013|urlmorta=yes}}</ref>
|-
| 1997
|50.56
|69.5
|<ref>{{citar web|título=JYP Entertainment Corp (035900:KOSDAQ): Financial Statements|url=http://investing.businessweek.com/research/stocks/financials/financials.asp?ticker=035900:KS|publicado=[[Bloomberg Businessweek]]|acessodata=29 de março de 2013|arquivourl=https://web.archive.org/web/20130723213343/http://investing.businessweek.com/research/stocks/financials/financials.asp?ticker=035900:KS#|arquivodata=23 de julho de 2013|urlmorta=yes}}</ref>
|}
 
====Obsessão====
{{principal|Fã sasaeng}}
Alguns ''idols'' e grupos de ''idols'' têm enfrentado problemas com fãs obsessivos que se permitem realizar perseguições ou possuir um comportamento invasivo. Estes fãs são conhecidos como [[fã sasaeng|fãs ''sasaeng'']] (do coreano: vida privada), que assim são chamados por suas invasões de privacidade. Há relatos de comportamentos extremos por parte de fãs tentando conseguir a atenção dos artistas, bem como serviços de táxi que atendem aqueles que desejam seguir ''idols''.<ref name="sg.entertainment.yahoo.com3">{{citar web|url=http://sg.entertainment.yahoo.com/blogs/singapore-showbiz/sasaeng-groupies-gone-wild-part-1-k-fans-141105992.html|título='Sasaeng Stalkers' (Part 1): K-pop fans turn to blood, poison for attention|data=2 de agosto de 2012|publicado=Yahoo! Singapore|acessodata=19 de dezembro de 2012}}</ref> As autoridades públicas sul-coreanas, reconhecem este comportamento como uma preocupação séria.<ref name="koreajoongangdaily.joinsmsn.com2">{{citar web|url=http://koreajoongangdaily.joinsmsn.com/news/article/article.aspx?aid=2951370|título=When an autograph isn't enough|data=13 de abril de 2012|publicado=Korea JoongAnd Daily|acessodata=19 de dezembro de 2012|arquivourl=https://archive.is/20130103133028/http://koreajoongangdaily.joinsmsn.com/news/article/article.aspx?aid=2951370#|arquivodata=3 de janeiro de 2013|urlmorta=yes}}</ref>
 
Alguns ''idols'' tem reagido com indignação aos fãs ''sasaeng'', por meio dos quais já receberam atos ou situações vindo destes, como os membros do [[JYJ]], [[Kim Hee-chul]] do [[Super Junior]] e [[Jang Keun-suk]].<ref name="sg.entertainment.yahoo.com3" /><ref>{{citar web|url=http://www.channelnewsasia.com/stories/entertainment/view/1187970/1/.html|título=JYJ apologises over rough treatment of obsessive "sasaeng" fans|data=9 de março de 2012|publicado=Channel NewsAsia|acessodata=19 de dezembro de 2012}}</ref><ref>{{citar web|url=http://www.allkpop.com/2012/03/jyjs-sasaeng-fan-at-the-center-of-the-recorded-audio-clip-speaks-up|título=JYJ's Sasaeng fan at the center of the recorded audio clip speaks up|data=10 de março de 2012|publicado=[[Allkpop]]|acessodata=15 de março de 2012}}</ref> Em resposta a esta questão, uma nova lei foi introduzida em fevereiro de 2016 na Coreia do Sul, considerando o aumento da pena de perseguição para cerca de US$ 17.000 dólares, bem como uma possível pena de dois anos de detenção.<ref>{{citar web|url=https://www.koreatimes.co.kr/www/news/nation/2016/01/116_196665.html|título=Stalkers to face harsher punishment|website=Koreatimes|acessodata=21 de abril de 2016}}</ref>
 
[[Ficheiro:Psy 2012.jpg|thumb|upright|[[Psy (cantor)|Psy]], cujo vídeo musical de "[[Gangnam Style]]", tornou-se o primeiro a alcançar mais de um bilhão de visualizações no [[Youtube]].<ref>{{citar jornal|url=http://www.forbes.com/sites/anthonykosner/2012/12/21/out-of-this-world-gangnam-style-hits-one-billion-views-and-now-even-nasas-in-psys-orbit/|obra=[[Forbes]]|autor =Anthony Wing Kosner|título=Out Of This World! Gangnam Style Hits One Billion Views And Now Even NASA's In PSY's Orbit|data=21 de dezembro de 2012|acessodata=21 de dezembro de 2012}}</ref>]]
Turnês de K-pop são realizadas fora da Coreia do Sul desde meados da década de 2000. A maioria dos artistas sul-coreanos realizam turnês asiáticas, entretanto, turnês em todo o mundo também tornaram-se frequentes desde 2011, quando a [[SM Town]] realizou a sua primeira turnê não-asiática, intitulada [[SMTown Live '10 World Tour]].<ref>{{citar web|título=SMTOWN LIVE ’10 WORLD TOUR in Los Angeles|url=http://www.allkpop.com/2010/07/smtown-live-10-world-tour-in-los-angeles|publicado=[[Allkpop]]|acessodata=4 de dezembro de 2012|arquivourl=https://web.archive.org/web/20130302182822/http://www.allkpop.com/2010/07/smtown-live-10-world-tour-in-los-angeles#|arquivodata=2 de março de 2013|urlmorta=yes}}</ref>
 
====Convenções e festivais de música====
Na sequência do levantamento das restrições de importação/exportação entre Coreia do Sul e Japão, que estavam presentes desde a Segunda Guerra Mundial, o álbum ''[[Listen to My Heart]]'' de [[BoA]] foi o primeiro álbum de um artista coreano a estrear no topo das paradas japonesa da [[Oricon]] e recebeu um certificado-RIAJ por um milhão de cópias vendidas no país.<ref>{{citar web|título=RIAJ 2002 million-seller list by year|url=http://www.riaj.or.jp/data/others/million_list/2002.html|publicadopor=RIAJ}}</ref> Em 16 de janeiro de 2008, o [[TVXQ]] (conhecido como Tohoshinki no Japão) alcançou o topo das paradas da Oricon, com seu décimo sexto single japonês, "Purple Line". Isso fez-lhes o primeiro grupo masculino estrangeiro e coreano a ter um ''single'' número um no Japão.<ref>{{citar web|url=http://www.oricon.co.jp/music/release/d/743460/1/ |título=東方神起-リリース-ORICON STYLE ミュージック|acessodata=2012-12-19|publicadopor=Oricon|língua=Japanese}}</ref><ref>{{citar web|url=http://www.newsen.com/news_view.php?news_uid=200237&code=100200 |script-title=ko:동방신기 오리콘 위클리 1위 아시아-남성가수 최초 |data=2008-01-22|publicadopor=Newsen|acessodata=2012-12-19|língua=Korean}}</ref> Depois disso, o mercado de música japonesa tem visto o afluxo de artistas pop coreanos incluindo [[SS501]], [[T-ara]], [[Shinee]],<ref>{{citar web|título=SHINee Ranks #2 on Oricon Upon Release|url=http://enewsworld.mnet.com/enews/contents.asp?idx=6809|data=2012-05-17|acessodata=2012-12-19}}</ref> [[Super Junior]],<ref>{{citar web|url=http://www.oricon.co.jp/rank/js/m/2012-08/more/2/|título=CDシングル 月間ランキング-ORICON STYLE ランキング|publicadopor=Oricon|acessodata=2012-12-19|língua=Japanese}}</ref> [[Big Bang (banda)|BIGBANG]],<ref>{{citar web|título=BIGBANG Major Debut in Japan|url=http://www.oricon.co.jp/news/confidence/87735/full/|publicadopor=Oricon|acessodata=2012-12-19|língua=Japanese}}</ref> [[Kara (banda)|Kara]], [[Girls' Generation]], [[2NE1]], [[2PM]] e [[Brown Eyed Girls]].<ref>{{citar web|título=How Korean Pop Conquered Japan|url=http://www.theatlantic.com/entertainment/archive/2011/09/how-korean-pop-conquered-japan/244712/|obra=The Atlantic|acessodata=2012-12-19}}</ref> Em 2011, foi relatado que as vendas totais de artistas de K-pop aumentaram 22,3% entre 2010–2011 no [[Japão]]. Alguns artistas entraram no top 10 de vendas de 2011 no [[Japão]].<ref>{{citar web|último =지은|primeiro =백|título=韓가수, 지난해 日서 3490억 벌었다! "소시-카라, 견인차 역할"|url=http://sports.chosun.com/news/ntype.htm?id=201202180100120760010659&servicedate=20120217|acessodata=10 de março de 2012|publicadopor=Sports Joseon|data=2012-02-17}}</ref>
 
De acordo com a Fundação de Cultura do Intercâmbio Internacional da Coreia, o K-pop tem sido um sucesso de exportação da cultura coreana na [[Ásia]]. No seu índice de "Korean Wave", o principal país em 2010 foi o [[Japão]], em uma lista que também incluía [[Taiwan]], [[China]], [[Tailândia]], [[Indonésia]], [[Vietnã]], [[Malásia]] e [[Filipinas]].<ref>{{citar web|título=Highest 2010 Korean Wave Index Goes to Japan|url=http://webzine.kofice.or.kr/201202/eng/sub_04_01.asp|acessodata=23 de setembro de 2012|arquivourl=https://web.archive.org/web/20130122114945/http://webzine.kofice.or.kr/201202/eng/sub_04_01.asp#|arquivodata=22 de janeiro de 2013|urlmorta=yes}}</ref>
 
====China====
O K-pop ainda tem que fazer um grande impacto na China, mas tem havido um considerável sucesso. Em 2005 [[Rain (cantor)|Rain]] realizou um concerto em Pequim para 40.000 pessoas.<ref name="newforce67-71" /> [[Wonder Girls]] ganhou um prêmio no 5th annual China Mobile Wireless Music Award por ter as maiores vendas digitais para um artista estrangeiro com cinco milhões de downloads digitais em 2010.<ref>{{citar web|último =Mendoza|primeiro =Jaime|título=Wonder Girls to Invade China in 2010|publicadopor= Asia Pacific Arts|data=2009-12-31|url=http://asiapacificarts.usc.edu/w_apa/showarticle.aspx?articleID=14188&AspxAutoDetectCookieSupport=1|acessodata=12 de agosto de 2015|arquivourl=https://web.archive.org/web/20131215015334/http://asiapacificarts.usc.edu/w_apa/showarticle.aspx?articleID=14188&AspxAutoDetectCookieSupport=1#|arquivodata=15 de dezembro de 2013|urlmorta=yes}}</ref> [[Super Junior]] e seu subgrupo [[Super Junior-M]] tiveram resultados bem sucedidos nas paradas musicais Kuang Nan Record, CCR e Hit Fm Taiwan.<ref>{{citar web|título=슈퍼주니어M, 중국 가요계 완전 싹쓸이|publicadopor=Newsis|data=2011-03-08|url=http://news.naver.com/main/read.nhn?mode=LSD&mid=sec&sid1=106&oid=003&aid=0003731033}}</ref>
 
====Índia====
 
==Regulamentos==
Em 2014, a Coreia do Sul passou de lei para regulamentar a sua indústria de música, protegendo estrelas K-pop menores de idade de práticas de trabalho insalubres e performances abertamente sexualizadas, bem como ações de sensibilização para as regras que garantem o direito de "aprender, descanso e sono." De acordo com o Hollywood Reporter, "o entretenimento da Coréia é notoriamente improvisado e não regulamentado. Na procura de estrelas - muitos dos quais são "ídolos" adolescentes - tem sido conhecido a ensaiar e se apresentar sem dormir".<ref>[http://www.wonderingsound.com/news/south-korea-passes-law-regulating-k-pop-industry/?utm_source=taboola&utm_medium=paid%20syndication&utm_campaign=wsaugust South Korea Passes Law Regulating K-Pop Industry] {{Wayback|url=http://www.wonderingsound.com/news/south-korea-passes-law-regulating-k-pop-industry/?utm_source=taboola&utm_medium=paid%20syndication&utm_campaign=wsaugust# |date=20151006002322 }} WonderingSound.com (July 8, 2014). Retrieved on August 3, 2014.</ref>
 
==Lista de artistas de K-pop==
||[[Jang Woo-young|Wooyoung]]
||2012
||<ref>{{Citar web |url=http://jangwooyoung.jype.com/# |titulo=Cópia arquivada |acessodata=11 de novembro de 2018 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20140829080910/http://jangwooyoung.jype.com/# |arquivodata=29 de agosto de 2014 |urlmorta=yes }}</ref>
||<ref>http://jangwooyoung.jype.com</ref>
|-
||[[Yesung]]
219 930

edições