Diferenças entre edições de "Câmara dos Representantes dos Estados Unidos"

2 707 bytes adicionados ,  03h09min de 13 de novembro de 2018
Foram feitas a atualização da data das eleições para o próximo Congresso, a correção do conteúdo do artigo, com a melhoria das informações expostas em alguns casos e a inserção de fontes confiáveis para a pesquisa do conteúdo, onde havia imediata necessidade.
m
(Foram feitas a atualização da data das eleições para o próximo Congresso, a correção do conteúdo do artigo, com a melhoria das informações expostas em alguns casos e a inserção de fontes confiáveis para a pesquisa do conteúdo, onde havia imediata necessidade.)
Etiquetas: Editor Visual Expressão problemática
|structure1= US House Composition as of August 2018.svg
|structure1_res= 260px
|last_election1= 806 de Novembronovembro de 20162018 (para o 116º Congresso)
|meeting_place= [[Imagem:114th United States Congress.jpg|240px]]<br> [[Capitólio dos Estados Unidos]]<br> [[Washington, D.C.]], [[Estados Unidos]]
|website= http://www.house.gov/
}}
 
A '''Câmara dos Representantes dos Estados Unidos''' (ou '''Casa dos Representantes dos Estados Unidos''') é uma das duas Câmaras do [[Congresso dos Estados Unidos]], a outra sendo o [[Senado dos Estados Unidos|Senado]]. Pode-se considerar a Câmara dos Representantes dos Estados Unidos como uma "[[Câmara Inferior]]", sendo o Senado dos Estados Unidos a "[[Câmara Superior]]", embora a [[Constituição dos Estados Unidos|Constituição americana]] não use esta linguagem. Cada Estado americano possui direito a um certo número de representantes na Câmara dos Representantes dos Estados Unidos. Este número varia de acordo com a população do Estado. O congressistaRepresentante que preside as secçõessessões legislativas da Câmara dos Representantes americana é conhecidochamado comode [[Presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos|Presidente]].<ref>[http://www.house.gov/content/learn/history/ "History of the House - U.S. House of Representatives"]. Página acessada em 16 de junho de 2015.</ref>
 
O Congresso bicameral dos Estados Unidos foi criado por meio de uma decisão na [[Convenção Constitucional de Filadélfia|Convenção Constitucional dos Estados Unidos]] de 1787 por legisladores conhecidos como os [[Pais Fundadores dos Estados Unidos|Pais Fundadores]], mais precisamente por ocasião de um processo decisório chamado de ''Connecticut Compromise'' (ou o “Compromisso de Connecticut”), que foi um acordo alcançado pelos membros da Convenção, advogado principalmente por [[Roger Sherman]], um dos delegados de Connecticut, que estabelecia a criação de um Poder Legislativo federal que se ramificava em duas câmeras, com aspectos diferentes. Uma dessas câmeras seria a Câmara dos Representantes, como ela é chamada atualmente, que consistiria em um ramo do Poder Legislativo que representasse o povo dos Estados Unidos de maneira apropriada, cujos membros seriam eleitos pela população eleitora e que teriam representação proporcional ao tamanho dos seus estados de origem. O ''[http://www.ushistory.org/us/15d.asp Connecticut Compromise]'' resultou na criação também de uma segunda câmara legislativa, o Senado, de representação paritária dos estados americanos e com menor aproximação ao povo, uma vez que os Senadores seriam eleitos pelos corpos legislativos dos estados. Segundo a Constituição americana, a aprovação de ambas as casas do Congresso é necessária para o acolhimento de legislação federal. <ref>{{citar web|url=http://www.ushistory.org/us/15d.asp|titulo=Constitution Through Compromise|data=2018|acessodata=12 de novembro de 2018|publicado=U.S. History Online Textbook|ultimo=ushistory.org|primeiro=}}</ref>
O Congresso Bicameral dos Estados Unidos foi criado através de uma decisão conjunta dos [[Pais Fundadores dos Estados Unidos|Pais Fundadores]], que queriam criar uma "Câmara Popular", cujas decisões seriam baseadas primariamente na [[opinião popular]] da população americana, bem como uma segunda câmara, o Senado, mais reservado e menos suscetível à opinião popular. Segundo a Constituição americana, a aprovação de ambas as Câmaras do Congresso é necessária para o acolhimento de legislação.
 
A Câmara dos Representantes é geralmente considerada uma câmara mais popular e próxima da opinião popular do que o Senado. Muitos dos Pais Fundadores queriam que o Senado americano – cujos membros eram inicialmente escolhidos pelo Poder Legislativo dos Estados, e não pela população dos mesmos – vigiasse decisões tomadas pela Câmara dos Representantes. Os poderes de "conselho e consentimento", como o poder de aprovar acordos, foram dados exclusivamente ao Senado. A Câmara dos Representantes recebeu outros poderes únicos, como o poder de propor leis que envolvam finanças, o poder de [[Impeachment|remover políticos com mandato no Congresso]], e de eleger o presidente americano, caso a votação presidencial não esteja definida. O Senado e seus membros geralmente têm maior prestígio do que a Câmara dos Representantes e seus membros. O mandato dos Senadores é maior, o número de senadores é menor, e na maioria dos casos, os senadores representam mais habitantes por estado do que os membros da Câmara dos Representantes americana.
 
== História ==
Segundo os [[Artigos da Confederação]], o Congresso americano era um corpo unicameral em que cada Estado possuía um voto. Porém, a ineficiência desses Artigos no governo federal fez com que o Congresso realizasse uma [[convenção constitucional]] em [[1787]]. Todos os Estados americanos, com exceção de [[Rhode Island]], concordaram em enviar representantes a esta convenção. A criação da nova estrutura do Congresso americano foi um dos assuntos mais controversos durante esta convenção. O [[Plano de Virgínia]], criadoimpulsionado por [[James Madison]], pedia por um Congresso Bicameralbicameral, onde os membros da câmara inferior seriam eleitos diretamente pela população do país, e os membros da câmara superior seriam eleitos pelos membros da câmara inferior. Este plano teve o suporte de representantes dos Estados americanos mais populosos na época, como [[Virgínia]], [[Massachusetts]] e a [[Pensilvânia]], já que propunha representação no congresso baseado na população dos estados. Os Estados de menor população, porém, apoiavam o [[Plano de New Jersey]], que pedia por um Congresso unicameral onde cada Estado seria igualmente representado no Congresso. Por fim, os representantes chegaram a um acordo, o [[Compromisso de Connecticut]], também conhecido como "O Grande Compromisso", na qual o número de membros por estado em uma das Câmaras do Congresso (a Câmara dos Representantes) seria baseada na população dos dados estados, enquanto que cada Estado teria o mesmo número de membros na outra câmara (o Senado). A Constituição foi ratificada pelo número requisitado de Estados (9 de 13) em [[1788]], e entrou em vigor em [[4 de Março|4 de março]] de [[1789]]. A primeira sessão legislativa realizada na Câmara dos Representantes foi realizada em [[1 de Abril|1 de abril]] de [[1789]], sessão que terminou em um [[quorum]].
 
Durante a primeira metade do [[século XIX]], a Câmara dos Representantes esteve frequentemente em conflito com o Senado sobre alguns assuntos controversos, mais notavelmente, a [[Escravatura|escravidão]]. Isto porque a população dos Estados do Norte americano tornou-se gradualmente maior do que a população do Sul, e assim sendo, a maioria dos membros da Câmara dos Representantes passou a representar o norte dos Estados Unidos. Porém, esta vantagem era nula no Senado, onde a representação igualitária por Estado era a norma. Ao longo das primeiras décadas do século XIX, à medida que os Estados Unidos aumentava em área, novos estados passaram a fazer parte dos Estados Unidos. Para tentar equilibrar o balanço político no Congresso, os sulistas exigiram e pressionaram que para cada novo estado pró-abolicionista, também fosse criado um estado pró-escravidão. Esta divisão e falta de balanço político no Congresso dos Estados Unidos levou à secessão de 11 Estados do sulSul dos Estados Unidos, que formaram os [[Estados Confederados da América]], e que levou à [[Guerra Civil Americana]], que culminou na derrota militar da Confederação e na abolição definitiva da escravidão.
 
Os anos da [[Reconstrução]] que se seguiram aos anos da Guerra Civil Americana(1861-1865) foram marcados por grandes vitórias do [[Partido Republicano (EUA)|Partido Republicano]] noem governoeleições americanonacionais, primariamenteespecialmente nas eleições para membros da Câmara dos Representantes e para presidente.Presidente Istodos porqueEstados esteUnidos. [[partidoUma político]]razão foipara associadoesse pelacenário maioriafoi daa populaçãoassociação do nortePartido industrializadoRepublicano doscom Estadosos Unidosesforços comounionistas ume dosde principaisindstrialização fatoresdo para a vitória dos Estadospaísdos Unidos sobre os Estados Confederados. Após o término da Reconstrução, em [[1877]], um novo período de intenso desenvolvimento econômico teve início. Este período foi marcado por grandes divisões políticas no eleitorado americano. Tanto os republicanos quanto os [[Partido Democrata (EUA)|democratas]] obtiveram maiorias políticas na Câmara dos Representantes váriasde maneira alternada através dos vezesanos.
 
Durante o final do século XIX e no começo do [[século XX]], o [[Presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos|Presidente da Câmara dos Representantes]] recebeu diversos poderes. O começo do crescimento da influência do Presidente da Câmara data no início da [[década de 1890]], sob o mandato do republicano [[Thomas Brackett Reed]], popularmente chamado de ''[[czar]]''. Reed tentou colocar em efeito sua opinião que "o melhor sistema é ter um partido governando e o outro partido observando". A estrutura de liderança da Câmara dos Representantes americana também desenvolveu-se durante aproximadamente no mesmo período, onde as posições de [[Líder Majoritário da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos|líder majoritário]] e de [[Líder Minoritário da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos|líder minoritário]] foram criadas em [[1899]]. Enquanto o líder minoritário era o líder do partido político com o segundo maior número de membros na Câmara dos Representantes, o líder majoritário (líder do partido político com mais membros na Câmara dos Representantes) continuou subordinado ao Presidente da Câmara dos Representantes. Os poderes deste alcançaram um máximo durante o mandato do republicano [[Joseph Gurney Cannon]], entre [[1903]] a [[1911]]. Os novos poderes do Presidente incluíam a liderança do influencial ''Comitê de Regras da Câmara dos Representantes'', bem como a habilidade de indicar membros para outros comitês da Câmara dos representantes. Estes poderes, porém, foram removidos durante a ''"Revolução de [[1910]]''", graças aos esforços de democratas e de republicanos insatisfeitos, que eram contra as táticas políticas de Cannon.
 
O Partido Democrata dominou a Câmara dos Representantes durante a maiorgrande parte dodas mandatogestões presidencias do presidente americano [[Franklin D. Roosevelt]]Rooseelt ([[1933]]–[[1945]]), muitas vezes vencendo mais de dois terços das cadeiras da Câmara dos Representantes. Durante a próxima década, tanto os republicanos quanto os democratas estiveram no poder na Câmara dos Representantes por várias vezes. Porém, após vencer as eleições de [[1954]], os democratas manteriam o controle da Câmara dos Representantes pelos próximos 40 anos. Durante a [[década de 1970]], a Câmara dos Representantes passou por reformas primárias, que aumentaram o poder de membros de comitês da Câmara dos Representantes ao custo do presidente destes comitês, e o direito dos líderes de partidos políticos na Câmara dos Representantes em escolher certos membros destes comitês. Estas ações foram tomadas para diminuir o poder e a habilidade de um reduzido número de membros de maior idade (e, frequentemente, mais conservadores) em obstruir a passagem de legislação (muitas vezes liberal) que estes membros não aprovavam. Também durante a década de 197070, o partido majoritário na Câmara dos Representantes passou a ter maior poder do programa legislativo. Os poderes dos líderes dos partidos políticos e do Presidente da Câmara aumentou consideravelmenteaumentaram. Os republicanos voltaram ao poder na Câmara dos Representantes em [[1995]], sob a liderança do PresidenteRepresentante da CâmaraGeórgia [[Newt Gingrich]]. Gingrich, realzoucomo umaPresidente do corpo legislativo, foi vital para a sérieaprovação de um pacote reformas estruturais na Câmara dos Representantes, ondeque oresultou, mandatopor exemplo, na redução dos membrosmandatos dos membros de comitês da Câmara dos Representantes foi diminuído de 3 para 2 anos.
 
O primeiro luso-americano a servir como membro na Câmara dos Representantes, representando o [[Estado de Nova Iorque]] de 1887 a 1891, foi o General [[Francis Barretto Spinola]], tendo falecido ainda em funções.
 
== Membros e eleições ==
{{Sistema político dos Estados Unidos}}
 
Segundo o Artigo I da [[Constituição dos Estados Unidos|Constituição Americana]], o número de membros por estado na Câmara dos Representantes varia de acordo com a população do estado. O número de membros de cada Estado na Câmara dos Representantes é determinado pela população dos dados estados segundo aas estimativas nodo último [[Censo demográfico|censo]] oficial americano. Este censo é realizado a cada dez anos (o último censo foi realizado em [[2010]]). Cada estado, independentemente de sua população, possui umpelo representante,menos noum mínimoRepresentante. A única regra constitucional sobreconcernente oao tamanholimite de distritos da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos é que cada representanteRepresentante não pode representar menosuma doárea que tenha menos de 30 mil pessoas. Segundo a ''Lei Pública 62-5'', que foi aprovada em [[1911]], o tamanho da Câmara dos Representantes é fixo, com um total de 435 assentos. Este número foi aumentado temporariamente em [[1959]], refletindo a admissão dos recém-criadosrecentemente incorporados estados dedo [[Alasca]] e dedo [[Havaí]], masporém o número de assentosmembros voltou a ser de 435 quatro anos depois.
 
Os Estadosestados que possuem direito a mais do que um representanteRepresentante na Câmara dos Representante precisam ser divididos em distritos. Para cada membro a que umtêm dadodireito Estadoesses temestados direito, é necessárionecessária a criação de um distrito congressional. A [[Califórnia]], por exemplo, o mais populoso estado americano, que temsegundo atualmenteo direitomais arecente censo populacional tem 53 membros na Câmara dos Representantes, está dividida em 53 distritos. Já o [[Wyoming]], queo possuimenor direitoestado a apenas um membroamericano, temé um distrito,de quesete cobreestados odo Estadopaís inteiro.que Ospossuem membrosapenas sãoum representantesrepresentante diretosna destes distritosCâmara, uma vez que sãoestão escolhidosencarregados pelade populaçãorepresentar eleitoralsomente destes distritos em uma eleição. Cadaum distrito deve ter um mínimo de 30 mil habitantes, mas cada Estado deve possuir pelo menos um representantecongressional.
 
Após a realização e a publicação de um novo censo, o número de membros que cada estado possui direito pode ser alterado ou não, dependendo do crescimento (ou decrescimento) populacional destes estados, e em relação a outros estados. PorA exemploesse processo dá-se o nome de ''redistricting.'' De tal maneira, a Califórnia, que até [[2000]] tinha direito a 51 membros, passou a ter direito a 53 membros após a publicação do censo de 2000, graças ao seu grande crescimento populacional. Já o [[Alasca]] e a [[Pensilvânia]], apesar de terem também tido crescido populacionalmente entre 1990 e 2000, não tiveram direito a nenhum representante adicional. Do contrário, a Pensilvânia, que tinha direito a 20 representantes entre [[1991]]1999 atéa 2000, passou a ter 19 a partir de 2001. O processo de redistribuição''redistricting'' dos distritos congressionais é conduzido após a divulgação de cada censo. CadaEm Estadoalguns possuiestados, ocomissões direitoindependentes, deisto reorganizaré, osque limitessão destesformados distritospor quandoespecialistas quisersem expressão político-partidária, são legalmente responsáveis pela condução do processo. Em algunsna maioria dos estados americanos, organizaçõescomo nãoa relacionadasFlórida come qualquera partido políticoCalifórnia, são encarregadasas delegislaturas redistribuirestaduais osque distritos,possuem emas outrosprerrogativas estados,legais éde realizar o [[Poder''redistricting'', Legislativo]]com destesa estadospossibilidade quede redistribuiveto osdo distritosgovernador do estado. Em umtodos dadoos Estado, todoestados os distritos do Congresso precisam terrepresentar aproximadamentede maneira aproximada o mesmo número de habitantespessoas, segundoem consonância com a Constituiçãolegislação Americana.federal Alémem vigor. dissoAdicionalmente, segundo oa ''Ato[[Lei dos Direitosdireitos de Votaçãovoto de 1965|Lei dos Direitos Eleitorais]]'', os Estadosestados americanos nãosão possuemproibidos ode direitopraticar dea distribuirreorganização osdos seus distritos nodo EstadoCongresso emamericano ordemde paraforma reduzira otentar podersuprimir deos votodireitos eleitorais de minorias étnicas. Porém, assim como o usoprocesso de redistribuiçãoreformulação dedas distritoslinhas paradistritais ganhodeve políticoobedecer a padrões imparciais que não ébeneficiem proibido,políticos mesmoou quepartidos envolvapolíticos ano criaçãopoder. <ref>{{citar web|url=https://www.justice.gov/crt/redistricting-information|titulo=Redistricting Information - CRT - Department of Justice|data=06 de distritosagosto etnicamentede concentrados2015|acessodata=12 de novembro de 2018|publicado=U.S. Department of Justice|ultimo=|primeiro=}}</ref>
 
A Constituição americanados Estados Unidos não pedefaz pelamenção a uma representação federal do [[Washington, DCD.C.|Distrito de ColumbiaColúmbia]], onde está a capital do país, nem dos territórios americanos. Porém- [[Porto Rico]], [[Guam]], [[Samoa Americana]], Ilhas Marianas Setentrionais e [[Ilhas Virgens Americanas|Ilhas Virgens]] dos Estados Unidos. Todavia o Congresso americanodos Estados Unidos aprovou leislegislação que permitindopermite ao Distrito de ColumbiaColúmbia e também aos territórios americanos não incorporados escolher um delegado representante.que Estesos possuemrepresentasse na Câmara dos Representantes, sem o direito de participarvotar emcomo debatesmembros edo plenário na Casa. O membro da delegação de votarPorto emRico tem um destaque especial ao seu comitêscargo, masuma nãovez podemque votarele emé votaçõeso legislativasúnico membro da legislatura da Câmara dos Representantes que é eleito a um mandato de quatro anos. O delegado-representante do território americano de [[Porto Rico]] épossui oficialmenteo chamadotítulo de ''Comissionador"Comissário Residente''", e o cargo é atualmente ocupado pela congressista Jenniffer González-Colón<ref>{{citar web|url=https://gonzalez-colon.house.gov/about/biography-0|titulo=Biography - Congresswoman Jenniffer González-Colón|data=2018|acessodata=12 de novembro de 2018|publicado=House of Representatives|ultimo=|primeiro=}}</ref>.
 
Os membros e os delegados-representantesefetivos da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos sãodevem ser eleitos pelapelos populaçãoeleitores eleitoralaptos dea votar em seus respectivos distritos para mandatos de até dois anos de duração, que podem ser renovados ilimitadamente. Já o ComissionadorComissário Residente dode Porto Rico é eleito pelapelo população[[colégio eleitoral]] do Porto Ricoterritório para um mandato de até quatro anos duração. As eleições para a Câmara dos Representantes são realizadas a cada ano -par, na primeira terça-feira do mês de Novembronovembro. Geralmente,Os osdois mais importantes partidos Republicanopolíticos edo Democratasistema escolhempolítico osamericano, seuso candidatos[[Partido aRepublicano concorrer(Estados nestasUnidos)|Partido eleiçõesRepublicano]] eme eleiçõeso partidárias[[Partido realizadasDemocrata vários(Estados mesesUnidos)|Partido antesDemocrata]] danormalmente eleiçãopossuem vantagens eleitorais nos diversos processos eleitorais para aos Câmaracargos doseleitvos Representantes.federais, Regraso que delimitamnão impede a participação nas eleições legislativas de candidatospartidos menores, às vezes chamados nos Estados Unidos de outros"third-parties" (terceiros partidos), políticoscomo eo candidatos[[Partido semLibertário partido(Estados políticoUnidos)|Partido variamLibertário]] dee estadoo para[[Partido estadoda Constituição (Estados Unidos)|Partido da Constituição]]. Na eleição para a Câmara dos Representantes, o vencedor da eleição é o candidato com a [[maior pluralidade]] dos votos, ou seja, a maior quantidade de votos (nãoem necessariamentecontraste umacom a maioria absolutados votos). A única exceção à regra é o Estado de [[LouisianaLuisiana]], ondeem casoque no evento em que nenhum candidatodos consigacandidatos umaobtenha maioria,pelo umamenos nova50% mais um dos votos na eleição, éum realizadaoutro processo eleitoral (''runoff)'' deve ser realizado com apenas os dois candidatos que tiveramlideraram maisa votosprimeira narodada primeirade eleiçãovotação no número de votos. Caso um assento na Câmara dos Representantes esteja vaga,vago caso(sem umocupante dadotemporariamente), membroou daum Câmara dosRepresentante Representantes decida renunciarrenuncie, morra no exercício do cargomandato, ou sejatenha expulsosido doremovido governode seu mandato legislativo por um ''impeachment'', uma nova eleição deve ser realizada no distrito dacongressional qualrespectivo esteao membroassento erado representanteRepresentante.
 
UmaAssim vezque eleitos,for umeleito membroe daempossado Câmarano cargo, um Representante dos RepresentantesEstados Unidos continua a servir na Câmara dos Representantes até o fim de seudo mandato, morte, renúncia ou renúnciaafastamento. AlémA disso,[[Constituição ados Estados Unidos|Constituição americanaAmericana]] permitedetermina àque a Câmara dos Representantes pode expulsar qualquer membro representante, através de uma votação realizada na Câmara onde ao menos dois terços dos votos a favor da expulsão são necessários. Ao longo da história dos Estados Unidos, apenas cinco membros representes foram expulsos da Câmara dos Representantes. Três foram expulsos em [[1861]], por suportarem os [[Estados Confederados da América]] (que levou à [[Guerra Civil Americana]]). Em [[1980]], [[Michael Myers (Halloween)|Michael Myers]] foi expulso, por aceitar propinas. Mais recentemente, [[James Traficant]] foi expulso em [[2002]], após denúncias de [[corrupção política|corrupção]]. A Câmara dos Representantes americana também possui o poder de censurar seus membros; a censura requer apenas uma simples maioria simples (51% dos membros) em uma certa votação.
 
Os membros representantes possuem o direito de usar o termo ''"O Honorável"'' em seus nomes. O [[salário]] anual de cada membro representante é de 162 mil [[dólar]]es anuais (dado de [[2005]]). O salário do Presidente da Câmara e osdos líderes dos partidos políticos majoritários e minoritáriospartidários é de 198,6 mil dólares anuais (dado de [[2001]]). Os membros da Câmara dos Representantes possuem direito a graduais aumentos salariais à medida que o [[custo de vida]] nacional aumenta (em 2001, o salário anual para um membro representante era de 154 mil dólares), mas os membros representantes podem realizar uma votação contra o aumento em seus salários. Em comparação, os Senadores americanos possuem o mesmo salários dos membros representativos, os membros do Gabinetegabinete presidencial possuem um salário de 180 mil dólares anuais, e o presidente dos Estados Unidos possui um salário anual de 400 mil dólares. anuais.
 
== Qualificações ==
A Constituição americana diz que a Câmara dos Representantes pode escolher seu próprio [[Presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos|Presidente]]. Embora não explicitamente obrigatório, segundo a Constituição americana, desde a independência do país até os tempos atuais, todo Presidente foi também um membro representante da Câmara. A Constituição americana não especifica as tarefas e os poderes do Presidente, que são, ao invés disso, reguladas pelas regras e costumes da Câmara dos Representantes. O Presidente da Câmara, além de ser o líder da Câmara dos Representantes, é também o líder do partido político – quase sempre o partido majoritário – do qual ele ou ela pertence. Segundo o ''Ato da Sucessão Presidencial'' de [[1947]], o Presidente da Câmara dos Representantes está na segunda posição na linha de sucessão presidencial, caso o presidente americano renuncie, seja forçado a renunciar ou morra em exercício do mandato, atrás apenas do [[vice-presidente]].
 
O Presidente da Câmara é o membro da Casa que preside a Câmara dos Representantes. Porém, o Presidente da Câmara raramente preside em todos os debates e sessões legislativas realizados na Câmara dos Representantes. Ao invés disso, na maioria dos debates, o Presidente da Câmara escolhe um outro membro representante para presidir uma dada sessão legislativa realizada em um dado dia na Câmara dos Representantes. O Presidente de uma sessão parlamentar senta-se em uma cadeira à frente da Câmara dos Representantes. Os poderes do Presidente da Câmara são extensos. Um poder importante é o de controlar a ordem na qual os membros da Câmara dos Representantes debatem. Nenhum membro representante pode fazer um discurso ou uma moção a não ser que tenha sido primeiramente autorizado pelo Presidente. Além disso, o Presidente pode impor punições a um dado membro representante, caso o Presidente considere que este membro representante tenha violado uma regra, mas estas punições estão sujeitas a reprovação de toda a Câmara dos Representantes.
 
O Presidente é o principal líder de seu partido político na Câmara dos Representantes – sempre do partido com mais membros na Câmara. Como tal, possui o poder de escolher os presidentes de todos os outros comitês da Câmara dos Representantes. O Presidente determina quais comitês que consideram leis, escolhe a maioria dos membros do ''Comitê das Regras'', e escolhe todos os membros de qualquer Comitê de Conferência. Caso a presidência e o Congresso dos Estados Unidos sejam controladas por diferentes partidos políticos, o Presidente da Câmara pode tornar-se ''[[de facto]]'' líder da Oposição. Uma vez que o Presidente da Câmara é um representante que possui poderes substanciais para controlar assuntos relacionados com a Câmara dos Representantes, a posição de líder da Oposição é frequentemente usada pelo Presidente da Câmara a favor de seu partido político.
Cada um dos dois partidos políticos com mais membros na Câmara dos Representantes escolhe um líder, que é conhecido como Líder da Maioria ou Líder da Minoria. O Líder da Minoria é o líder absoluto de seu partido político. Porém, o mesmo não vale para o Líder da Maioria, que é apenas o segundo mais alto congressista do partido político em poder na Câmara dos Representantes. Como o Presidente da Câmara é sempre escolhido pelo partido político com mais membros na Câmara dos Representantes – uma vez que é escolhido em uma votação na Câmara dos Representantes, na qual uma simples maioria (51%) é necessária para a vitória – o Presidente da Câmara é o principal líder do partido político majoritário na Câmara dos Representantes. Cada partido político também escolhe um ''[[whip]]'' (chicote, em [[língua inglesa|inglês]]). A função dos ''whips'' é de assegurar que todos os membros de seu partido político votem como os líderes de seus partidos políticos queiram. Os membros representantes são geralmente menos independentes em relação aos líderes de seus partidos políticos do que os senadores, e geralmente, votam como a liderança de seus partidos políticos queiram. Fatores como os poderes da liderança em escolher presidentes e membros de comitês, e possível expulsão do partido político (ou outra punição) após o fim do mandato, fazem com que geralmente os membros representativos votem como os líderes de seus partidos políticos queiram. É por isto que o Presidente da Câmara é sempre escolhido pelo partido majoritário.
 
Diversos funcionários que não são membros eleitos trabalham na Câmara dos Representantes. O funcionário-chefe da Câmara dos Representantes é o ''Clerk'', encarregado da manutenção dos anais públicos, da preparação de [[documento]]s e de monitorar funcionários de menor escalão. O ''Clerk'' também preside a Câmara dos Representantes, logo após a finalização de uma eleição nacional para a Câmara dos Representantes, até que um Presidente da Câmara seja escolhido. Outro funcionário importante é o ''Sergeant at Arms'', que é encarregado de manter a ordem e a segurança nos arredores da Câmara dos Representantes. O trabalho de policiamento dos arredores da Câmara dos Representantes é realizado pela [[Polícia do Capitólio]], que é administrado pelo [[Conselho da Polícia do Capitólio]], um órgão nado qual o ''Sergeant at Arms'' é um membro.
 
== Procedimentos ==
[[Imagem:Uscapitolindaylight.jpg|thumb|300px|right|As sessões legislativas do Senado são realizadassediadas no [[Capitólio dos Estados Unidos|Capitólio]] em [[Washington, DC]].]]
 
Como o Senado, as sessões da Câmara dos Representantes são realizadas no Capitólio dos Estados Unidos, em [[Washington, DC]]. Ao final da Câmara dos Representantes está localizada uma plataforma central, dividida em duas secções, superior e inferior. O Presidente preside na plataforma superior. A plataforma inferior do rostro é usado pelos ''Clerks'' e outros funcionários que não sejam membros representantes. As mesas dos membros representantes na Câmara dos Representantes estão organizados em um padrão semicircular. As mesas sãp divididas em um largo corredor central. Por tradição, os democratas sentam-se à direita do corredor central, enquanto que republicanos sentam-se à esquerda, quando o corredor central é observado na cadeira do Presidente.
Segundo a Constituição americana, uma simples maioria (51%) de membros representantes presentes constitui o [[quorum]] necessário para realizar sessões legislativas na Câmara dos Representantes. Segundo as regras e costumes da Câmara dos Representantes, sempre se presume que o quorum esteja presente, a não ser que um ''quorum call'' (pedido realizado por um dado membro representante para verificação dos números de membros representantes presentes) demonstre explicitamente o contrário. Qualquer membro representante possui o direito de pedir por um ''quorum call'', porém, o Presidente possui o poder de vetar este pedido. Caso o Presidente aceite, uma contagem é então realizada. Caso quorum não exista, a sessão legislativa do dia é cancelada. Embora muitas vezes uma maioria dos membros representantes não estejam presentes durante sessões legislativas, objeções que um quorum não está presente raramente são feitas.
 
Durante debates, um membro representante pode discursar apenas se chamado ou autorizado pelo Presidente. O Presidente pode determinar quais os membros representativos que discursarão em uma dada sessão legislativa, e assim, possui o poder de controlar o curso da sessão. Todos os discursos dos membros representantes precisam ser dirigidos ao Presidente, através do uso das palavras ''Mr. Speaker'' ("Sr. Presidente") ou ''Madam Speaker'' (Sra. Presidente), caso o Presidente seja uma pessoa do sexo feminino. Apenas os Presidentes podem ser endereçados diretamente; quando discursando sobre qualquer outro membro representante ou funcionário na Câmara dos Representantes, os discursantes precisam fazer uso da [[terceira pessoa]]. Na maioria dos casos, os membros representativos não se referem a seus pares pelo nome, mas pelo estado, usando formatos como "o senhor dode [[Nevada]]" ou "a senhora da [[Virgínia]]".
 
[[Imagem:G.W._Bush_delivers_State_of_the_Union_Address.jpg|300px|right|thumb|Sessão legislativa conjunta (realizada com todos os membros da Câmara dos Representantes e do Senado americano) na Câmara dos Representantes, em [[28 de janeiro]] de [[2003]]. No palanque central, o Presidente [[George W. Bush]] realizando seu discurso.]]
10

edições