Diferenças entre edições de "Ramessés I"

2 132 bytes adicionados ,  08h50min de 30 de março de 2019
sem resumo de edição
}}
 
'''Ramessés I''', também chamado '''Menofrés''' (''Menophres'') ou '''Mempetiré''' (''Menpehtyre''), foi o primeiro [[faraó]] da {{lknb|XIX|dinastia|egípcia}} do [[Reino Novo]], reinando entre {{fmtn|1295}} e {{AC|1294|x}},{{sfn|Shaw|1995|p=311}} {{fmtn|1293}} e {{AC|1291|x}} {{sfn|name=Cl140|Clayton|1994|p=140}} ou {{fmtn|1292}} e {{AC|1290|x}}.{{sfn|name=Be190|Beckerath|1997|p=190}}
 
== Biografia ==
 
[[imagem:Abydos chapel reliefs of Ramesses I by John Campana.jpg|thumb|upright=1.1|Relevos da capela de Abidos de Ramessés. [[Museu Metropolitano de Arte]]]]
 
Ramessés era filho do comandante de tropas Seti e começou sua carreira sob [[Horemebe]] {{-nwrap|r.|1323|1295}}, quando era oficial militar no [[Delta do Nilo|Delta Oriental]] e então ascendeu à posição de [[vizir]] ([[tjati]]). Incapaz de produzir herdeiro e vendo nele um amigo íntimo e confidente, Horemebe adotou-o como herdeiro como indica uma inscrição adicionada ao interior de [[granito]] do ataúde (no [[Museu Egípcio do Cairo]]) que foi aparentemente feito enquanto ainda era vizir.{{sfn|name=Sh240|Shaw|1995|p=240}} Ramessés já devia estar em idade avançada, talvez nos seus 50, e não era de sangue real, com sua família sendo proveniente da área de [[Aváris]], a antiga capital dos invasores [[hicsos]].<ref name=Cl140 /> Apesar disso, sua família tinha grande estatuto no reino como verificável pelo casamento de seu tio Caemuassete (''Khaemwaset''), outro oficial militar, com Tamuadjessi (''Tamwadjesy''), matrona do harém de [[Amom (deus)|Amom]] e parente de Hui, vice-rei de [[Reino de Cuxe|Cuxe]].{{sfn|Cruz-Uribe|1978}} O próprio Ramessés, para além de suas funções no Estado e no exército, era alto sacerdote de [[Seti (divindade)|Seti]].{{sfn|Montert|1974|p=197}}
 
Ramessés era casado com Satra, cujo pai também era um soldado, e ela lhe deu seu herdeiro {{lknb|Seti|I}}. Seu breve reinado, de no máximo dois anos, foi marcado pela construção de templos em [[Abidos (Egito)|Abidos]], a conclusão do segundo [[pilone]] de [[Carnaque]] e a quase conclusão de sua tumba no [[Vale dos Reis]] ([[KV16]]), cuja decoração tinha cenas do ''[[Livro das Portas]]'' como a tumba de Horemebe.<ref name=Sh240 /> Sua pequena tumba foi encontrada por [[Giovanni Battista Belzoni]] em 10/11 de outubro de 1817 e nela há indícios da pressa com o qual a escavaram; a câmara sepulcral estava inconclusa e talvez devia ser antecâmara para uma tumba maior. Como é comum, foi saqueada na Antiguidade, mas parte dos bens mortuários permaneceram, particularmente o grande sarcófago de granito, um par de estátuas de madeira de quase dois metros do rei que originalmente estavam cobertas folha de ouro fina, e algumas estatuetas de madeira das divindades do submundo com cabeças de animais (no [[Museu Britânico]] de [[Londres]]).{{sfn|Clayton|1994|p=140-141}} Segundo a descrição de [[Joyce Tyldesley]], sua tumba:
 
{{Citação2|bq=s|cinza=s|
1=[era um túmulo incompleto, cujas] paredes, após uma camada apressada de [[gesso]], foram pintadas para mostrar o rei com seus deuses, com [[Osíris]] numa posição de destaque. O sarcófago de granito vermelho também foi pintado em vez de esculpido com inscrições que, por sua preparação corrida, incluíam vários erros infelizes.{{sfn|Tyldesley|2001|p=37–38}}}}
 
O sacerdote egípcio [[Manetão]] atribui-lhe um reinado de 16 meses, mas este faraó certamente governou o Egito por um mínimo de 17 meses com base numa data conhecida de seu reinado, presente [[estela]] do Ano 2 II Perete dia 20 ([[Louvre]] C57), encontrada em [[Uádi Halfa]], que ordenou fornecimento de novas doações de alimentos e sacerdotes ao templo de [[Ptá]] dentro da fortaleza egípcia de {{ilc|Buem||Buhen}}.{{sfn|Brand|2000|p=289, 300 e 311}} [[Jürgen von Beckerath]] observa que Ramessés morreu apenas 5 meses depois - em junho de {{AC|1290|x}} - desde que seu filho Seti sucedeu-o em III Xemu dia 24.<ref name=Be190 /> Seti construiu mais tarde uma pequena capela com belos relevos em memória de seu falecido pai em Abidos. Em 1911, [[John Pierpont Morgan]] doou vários relevos desta capela ao [[Museu Metropolitano de Arte]] de [[Nova Iorque]].{{sfn|Ranke|1939}}
 
 
==Titulatura==
 
* {{Citar livro|sobrenome=Beckerath|nome=Jürgen von|coautor=Zabern, Verlag Philipp von|título=Chronologie des pharaonischen Ägypten: die Zeitbestimmung der ägyptischen Geschichte von der Vorzeit bis 332 v. Chr|local=Mogúncia|ano=1997|editora= Philip von Zabern|isbn=3805323107|ref=harv}}
 
* {{Citar livro|sobrenome=Brand|nome=Peter J.|ano=2000|título=The monuments of Seti I: epigraphic, historical and art historical analysis|local=Leida; Boston; Colônia|editora=Brill|isbn=9004117709|ref=harv}}
 
* {{Citar livro|sobrenome=Clayton|nome=Peter A.|título=Chronicle of the Pharaohs|editora=Thames and Hudson|local=Londres|lingua3=en|ano=1994|isbn=0-500-05074-0|capítulo=Dynasty 18|ref=harv}}
 
* {{Citar livro|sobrenome=Montert|nome=P.|título=Everyday Life in Egypt in the Days of Ramesses The Great|ano=1974|tradutor=Maxwell-Hyslop, A. R.; Drower, Margaret S.|local=Filadélfia|editora=University of Pennsylvania Press|ref=harv}}
 
* {{Citar periódico|sobrenome=Ranke|nome=Hermann|ano=1939|título=Review of The Temple of Ramesses I at Abydos|jornal=Journal of the American Oriental Society|volume=59|número=2|páginas=272–274|doi=10.2307/594071|ref=harv}}
 
* {{Citar livro|sobrenome=Shaw|nome=Ian|coautor= Paul Nicholson|título=The Dictionary of Ancient Egypt|lingua3=en|local=Nova Iorque|editor=Harry N. Abrams |editora=Princeton University Press|ano=1995|isbn=0810932253|capítulo=Chronology|ref=harv}}
 
* {{Citar livro|sobrenome=Tyldesley|nome=Joyce|ano=2001|título=Ramesses: Egypt's greatest pharaoh|local=Londres|editora=Penguin Books|isbn=9780140280975| ref=harv}}
 
{{-fim}}